Thomas Young

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Thomas Young
Física, medicina e egiptologia
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 13 de junho de 1773
Local Milverton
Morte 10 de maio de 1829 (55 anos)
Local Londres
Atividade
Campo(s) Física, medicina e egiptologia
Instituições Royal Institution, Board of Longitude
Conhecido(a) por Módulo de Young, experiência da dupla fenda

Thomas Young (Milverton, 13 de junho de 1773Londres, 10 de maio de 1829) foi um físico, médico e egiptólogo britânico.

Em 1801 foi nomeado professor de filosofia natural (principalmente física) do Royal Institution.

Conhecido pela experiência da dupla fenda, que possibilitou a determinação do carácter ondulatório da luz. Young exerceu a medicina durante toda a sua vida (primeiros trabalhos sobre o cristalino com 26 anos de idade), mas ficou conhecido por seus trabalhos em óptica, onde ele explica o fenômeno da interferência e em mecânica, pela definição do módulo de Young. Ele se interessou também pela egiptologia, participando do estudo da Pedra de Roseta. Era considerado um gênio; poliglota (falava 14 línguas), dominava a física, os clássicos, a história, construía instrumentos e era conhecido como "o homem que tudo sabe".

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.