Modelo (profissão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Top Model)
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde março de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Um modelo é uma pessoa que disponibiliza a sua imagem para ser registrada em fotografia, pintura, escultura ou desenho. Nesse registro, o objetivo não é a pessoa em si nem a sua personalidade, mas sim outra personagem mais ou menos definida (pelo diretor de cena, que pode ser o fotógrafo, o pintor, o escultor ou o desenhista), para o qual o modelo normalmente representa.

Modelos na arte[editar | editar código-fonte]

Na pintura e escultura a participação de modelos é secular, se não mesmo milenar. Na antiguidade, os modelos eram utilizados pelos pintores para representar histórias religiosas ou biblícas. Na renascença era comum a utilização de modelos vivos, muitas vezes mulheres de formas generosas, como a Mona lisa, de Leonardo da Vinci. Pintores brasileiros famosos, como Di Cavalcanti, criaram mitos ao eleger uma modelo como motivo condutor, como foi o caso de Marina Montini, musa do pintor.

Modelos na moda[editar | editar código-fonte]

Grupo em sessão fotográfica para testes.

Manequim, do francês mannequin,[1] é ainda o termo empregado em Portugal para designar o profissional que se veste ou usa roupas e acessórios de determinada marca ou estilista para desfilar perante potenciais clientes num palco próprio, chamado de passarela em Portugal.[2] Comum no Brasil nas décadas de 1960 e 1970, o termo caiu em desuso na década de 1980, dando lugar às denominações modelo de passarela (ou modelo fashion), para designar os profissionais que faziam ambos (fotos e passarela), e modelo fotográfico, para os que faziam apenas poses para fotos de editorias, capas, filmagens de produtos comerciais etc., mas não desfilavam, geralmente por falta de estatura. A fotografia de modelos pode ter fins artísticos, experimentais, de entretenimento ou comerciais. Comercialmente é comum utilizar-se modelos para associar a um produto ou serviço, uma ideia de beleza ou êxito.

Top model[editar | editar código-fonte]

Na década de 1980, surgiu o fenômeno top model, um grupo de modelos destacados (como Cheryl Tiegs, Cindy Crawford, Christie Brinkley, Elle MacPherson, Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Linda Evangelista, entre outras) que viraram celebridades em suas carreiras. Mais tarde, em meados nos anos 90, o termo supermodelo começou a ser mais empregado para se referir a esse tipo de profissional bem-sucedido.

No início dos anos 2000 uma revista inglesa[carece de fontes?] criou a terminologia übermodel para designar especificamente o sucesso atingido pela modelo brasileira Gisele Bündchen, inédito até então. Übermodel (do alemão über = sobre, mais o termo inglês model = modelo) designa a modelo que faz mais sucesso, é a mais requisitada e conseqüentemente a mais bem paga em seu momento na indústria da moda.[3] [ligação inativa]

Para além desses termos, há na moda a categoria new face, que são modelos recém-engajados, que têm potencial mas poucos meses de carreira e estão se profissionalizando. Geralmente disputaram grandes competições de beleza, como o Supermodel of the World ou o Elite Model Look.

Já o modelo de prova é o profissional usado por indústrias de confecção para fazer a prova do molde que será usado para a confecção em série.

Profissionalização[editar | editar código-fonte]

A profissionalização no mercado da moda está ao alcance daqueles que conseguirem destacar-se por uma beleza excepcional, junto com carisma, personalidade marcante e profissionalismo. Vencer um dos concursos de beleza do mercado e ter as características físicas procuradas no momento pelas indústrias da moda ou da publicidade facilita o ingresso — embora não garanta a permanência.

Sendo assim, para se tornar um modelo, alguns pré-requisitos indispensáveis são exigidos por todas a agências sérias do mercado. Contudo, as exigências dependerão de cada segmento (moda, publicidade ou arte), visto que modelos artísticos ou de provas tendem a ter um perfil menos específico ou exigente.

Referências

  1. Manequim Infopédia - Porto Editora
  2. Passarela Infopédia - Porto Editora
  3. Über model. Terra - Moda. Página visitada em 9 de março de 2009.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]