Tríade (organização criminosa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Tríade (chinês simplificado: 三合会; chinês tradicional: 三合會; pinyin: Sānhéhuì) é o nome dado a um conjunto de ramificações de uma mega organização criminosa surgida no século XVI na China e que se espalhou para outros países depois de 1842, quando a China perdeu a Guerra do Ópio para a Inglaterra.

Estrutura tradicional da Tríade.

A Tríade com sede em Hong Kong tem bases em Vietnã, Macau, Taiwan, China, e também em países como a Malásia, Singapura, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido e muitos outros países. As tríades chinesas são uma das organizações criminosas mais organizadas e poderosas do mundo, que engloba outras organizações criminosas menores para execução de serviços sujos, com adesão constante de cerca de 1,5 milhão na China continental e 2,5 milhões de membros no mundo inteiro. As Tríades são quase intocáveis por qualquer grupo de aplicação da lei. [1]

As tríades chinesas de Hong Kong têm grande movimentação de drogas ilicítas, como a heroína do Sudoeste Asiático e uma variedade de crimes de lavagem de dinheiro, extorsão, espionagem, assassinato, tráfico e prostituição. Eles estão envolvidos também no contrabando e falsificação de mercadorias.[2] As facções mais influentes da Tríade criam empresas e corporações legítimas como fachada de suas operações criminosas.

As Tríades mais poderosas em Hong Kong têm seus próprios territórios, bases, sub-sociedades e frentes públicas. Eles são aliados dos magnatas. No início dos anos 80, o governo chinês convocou uma reunião secreta entre as ”Cabeças do Dragão” os maiores grupos operacionais das Tríades em Hong Kong e os políticos do governo da China. Após estas negociações bem sucedidas, o ex-presidente da China Deng Xiaoping elogiou as Tríades dizendo que eles são ”grupos patriotas”.[3]

Este tipo de organização de costumes antigos ainda sobrevive não deixando de punir os seus discipulos e seguidores que operam com objetivos de subornar, traficar, roubar, torturar e matar. Estes simples castigos por vezes são cumpridos com dias a fio a pão e água até queimaduras severas e/ou amputar os dedos das mãos e pés.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre organizações criminosas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.