Tríade (organização criminosa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Info talk.png
Este esboço referencia apenas uma fonte (desde janeiro de 2015).

Por favor, ajude a melhorar o conteúdo adicionando-lhe referências e notas de rodapé que mencionem fontes fiáveis e verificáveis apropriadas.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Tríade (chinês simplificado: 三合会; chinês tradicional: 三合會; pinyin: Sānhéhuì) é o nome dado a um conjunto de ramificações de uma megaorganização criminosa surgida na China durante o século XVI e que se expandiu para outros países após 1842, quando a China perdeu a Guerra do Ópio para a Inglaterra.

Estrutura tradicional da Tríade.

Com sede em Hong Kong, a organização tem bases em Vietnã, Macau, Taiwan, China, Malásia, Singapura, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido etc. As tríades chinesas são uma das organizações criminosas mais organizadas e poderosas do mundo, que engloba outras organizações criminosas menores para execução de serviços "sujos". Beneficia-se com a adesão regular de cerca de 1,5 milhão na China continental e 2,5 milhões de membros no mundo inteiro. As Tríades são quase intocáveis por qualquer grupo de aplicação da lei.

As tríades chinesas de Hong Kong têm grande movimentação de drogas ilícitas, como a heroína do Sudoeste Asiático, e uma variedade de crimes de lavagem de dinheiro, extorsão, espionagem, assassinato, tráfico e prostituição.[1] As facções mais influentes da Tríade criam empresas e corporações legítimas como fachada de suas operações criminosas.

As Tríades mais poderosas em Hong Kong têm seus próprios territórios, bases, sub-sociedades e frentes públicas. Eles são aliados dos magnatas. No início dos anos 80, o governo chinês convocou uma reunião secreta entre as ”Cabeças do Dragão” (os maiores grupos operacionais das Tríades em Hong Kong) e os políticos do governo da China. Após estas negociações bem sucedidas, o ex-presidente da China, Deng Xiaoping, elogiou as Tríades dizendo que eles são ”grupos patriotas”.

Este tipo de organização de costumes antigos ainda sobrevive não deixando de punir os seus discípulos e seguidores, que operam com objetivos de subornar, traficar, roubar, torturar e matar. Estes simples castigos por vezes são cumpridos por dias a fio, a pão e água, e até com queimaduras severas e/ou amputações de dedos das mãos e pés.

Referências

  1. Delaney, Joan. (6 de dezembro de 2006). "Unfortunate Imports: Asian organized crime a plague on Canada" (em inglês). The Epoch Times. Visitado em 17 de janeiro de 2015.
Ícone de esboço Este artigo sobre organizações criminosas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.