Tratado Cubano-Norte Americano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Extensão máxima dos desejos americanos nos territoriais de Cuba.

O Tratado Cubano-Norte Americano foi assinado em 17 de fevereiro de 1903 pelo primeiro presidente de Cuba, Tomás Estrada Palma, e em 23 de fevereiro de 1903 pelo presidente dos Estados Unidos da América, Theodore Roosevelt. Segundo esse acordo, Cuba arrendava de maneira perpétua para os Estados Unidos da América a área da baía de Guantánamo com o propósito de colocar um porto naval. Os Estados Unidos da América teriam jurisdição e controle absoluto sobre a área e em troca reconheceriam a soberania suprema de Cuba sobre o território. As embarcações cubanas mercantes ou de guerra teriam livre acesso pelas águas.[1]

O governo cubano considera que esse tratado viola o artigo 52 da Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados de 1969, que declara a anulação de um tratado se a sua conclusão foi provocada por ameaça ou à força. No entanto, o artigo 4º do mesmo documento sustenta que a Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados não deve ser aplicada retroativamente a nenhum tratado assinado anterior à promulgação. O tratado foi parte da Emenda Platt, não se determinavam as condições para o uso das tropas estadunidenses que permaneceram em Cuba desde a Guerra Hispano-Estadunidense. O professor Alfred de Zayas também argumenta que os Estados Unidos da América têm quebrado o tratado ao permitir o uso comercial do terreno e em não reconhecer a soberania da área para Cuba.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.