Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira
Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira
Vista da barragem da UHE de Ilha Solteira
Nome oficial Usina Hidroelétrica de Ilha Solteira
Rio Paraná
Localização Ilha Solteira  São Paulo
Selvíria  Mato Grosso do Sul
Coordenadas 20° 22′ S 51° 21′ W
Inaugurada 1973
Informações Técnicas
Capacidade de geração 3.444 MW
Unidades geradoras 20
Barragem
Altura 76 m
Comprimento 5,605 m
Reservatório
Área alagada 1.195 km²
Construção
Início da construção 1967
Operação e distribuição
Empresa Distribuidora CESP
Site: UHE na página da CESP

A Usina Hidrelétrica Ilha Solteira é a maior usina hidrelétrica da CESP e do Estado de São Paulo e a terceira maior usina do Brasil. Está localizada no rio Paraná, entre os municípios de Ilha Solteira (SP) e Selvíria (MS) (localização).

Em conjunto com a Usina hidrelétrica Engenheiro Sousa Dias (Jupiá), compõe o sexto maior complexo hidrelétrico do mundo.

Sua potência instalada é de 3.444,0 MW e tem 20 unidades geradoras com turbinas tipo Francis.

Iniciado pelo governador Adhemar de Barros em 1965, a usina foi concluída em 1978.

É uma usina com alto desempenho operacional que, além da produção de energia elétrica, é de fundamental importância para o controle da tensão e freqüência do Sistema Interligado Nacional.

Sua barragem tem 5.605 m de comprimento e seu reservatório tem 1.195 km² de extensão.

O Canal Pereira Barreto, com 9.600 m de comprimento, interliga os reservatórios da Usina Hidrelétrica Ilha Solteira e da Usina Hidrelétrica Três Irmãos, propiciando a operação energética integrada dos dois aproveitamentos hidrelétricos.

Em março de 2000, seu processo de geração de energia elétrica foi certificado pelo Bureau Veritas Quality Internacional, baseado na NBR ISO 9002:1994

O vertedouro da usina Ilha Solteira contém 19 vãos e uma descarga total de 38.300.00 m³/s. As águas do rio Tietê, afluente do rio Paraná, desembocam a montante de Jupiá e a jusante da usina de Ilha Solteira, respectivamente. Existe, porém, um desvio para que parte da vazão destes rios possa ser desviada entre os reservatórios de Ilha Solteira e Três Irmãos com a finalidade de se promover melhor desempenho energético e controle de afluências nos aproveitamentos.

Pelos trabalhos de alto nível na preservação, reprodução e criação em cativeiros de espécies como o jacaré-de-papo amarelo, arara canindé, tamanduá-bandeira, bugio vermelho, cervo-do-pantanal, lobo-guará, jaguatirica e cachorro-do-mato-vinagre. Possui um parque zoológico com 65 diferentes espécies em uma área de 18 hectares, onde os animais são mantidos em ambientes semelhantes a seus habitats naturais.

O Ministério dos Transportes liberou a construção de uma eclusa no rio Paraná para transpor a barragem de Ilha Solteira na divisa de São Paulo com Mato Grosso do Sul. A obra vai tornar navegável todo trajeto da hidrovia Paraná que hoje, depende da hidrovia Tietê para chegar ao tremo sul.

A eclusa em Ilha Solteira vai permitir que a hidrovia Paraná seja padronizada, pois a largura de suas eclusas são maiores que da hidrovia Tietê e o Porto de Santos já está congestionado, sendo necessário que se utilize cada vez mais o Porto Paranaguá. Com a eclusa em Ilha Solteira, a hidrovia Paraná fica com navegação padronizada em cerca de 2 mil quilômetros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]