Iatismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Veleiro ligeiro)
Ir para: navegação, pesquisa
Barcos em uma regata em Lorient (França).

O iatismo ou a vela é o nome dado ao desporto que envolve barcos movidos exclusivamente por propulsão à vela, onde se emprega somente a força do vento como meio de deslocamento. Genericamente, podemos dividir os barcos à vela em barcos monotipo e em barcos de oceâno ou cabinado, consoante a dimensão do barco e a possibilidade de residir a bordo.

Ver imagens e designações num esquema de veleiro.

Tipos[editar | editar código-fonte]

O desporto da vela classifica as embarcações segundo diferentes utilizações ou características e das quais se poderia falar de tipo de utilização, de tipo de equipagem e de tipo de casco [nota 1] .

Tipo de utilização[editar | editar código-fonte]

Vela ligeira[editar | editar código-fonte]

Os vela ligeira, veleiros ligeiros, com patilhão amovível e para uma equipagem de um máximo de três pessoas [nota 2] .

De cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Os barcos de arlon cruzeiros, pequeno cruzeiro, cabinados ou corrida-cruzeiro [nota 3] , por vela de vaga servirem às duas utilizações, são equipados com patilhão fixo, para uma equipagem de mais de três velejadores e a partir dos 6 m (20 ft) de comprimento,

Iate[editar | editar código-fonte]

Os iates, de tamanhos apreciáveis e com todo o tipo de mastreação.

Tipo de equipagem[editar | editar código-fonte]

O tipo de equipagem refere-se mais à equipagem de um veleiro que depende não só das especificações própria a uma dada classe de veleiro - um [[Laser (vela) ou as exigências de determinadas competições à vela.

Num veleiro ligeiro, o que se ocupa do leme é conhecido por isso como "o leme", pois utiliza a cana de leme, e o que se ocupa do estai por "o proa".

O número da tripulação (equipagem) varia segundo o tipo da embarcação e/ou das regras da prova e assim distinguem-se três tipos.

[editar | editar código-fonte]

ou solitário; com um só velejador como no Laser ou nas provas chamadas em solitário como a Solitaire du Figaro

Duo[editar | editar código-fonte]

duo ou a dois; com dois velejadores como no 420 ou segundo os regulamentos da prova como por exemplo a Transat em duo ou Transat a dois como também é chamada a Transat Jacques-Vabre

Equipa[editar | editar código-fonte]

em equipa; como no Yngling com uma equipagem de três ou mais velejadors

Tipo de vela[editar | editar código-fonte]

Refere-se à forma, e ao nome porque são conhecida ou às suas características. Ex vela tipo Marconni

Tipo de competição[editar | editar código-fonte]

As competições à vela incluem os mais diferentes tipos de embarcações, separadas em categorias, conhecidas como classes, podendo ter um ou mais tripulantes. Existem dois tipos principais de competição, a regata e a corrida

Regata[editar | editar código-fonte]

Uma equipe de seis pessoas disputando uma regata em um veleiro (Lorient, França).

As competições da vela são formadas regatas, quando o percurso a efectuar é identificado com bóias. As regatas ainda se podem dividir em dois grandes tipos, a regata em flotilha, com um a participação de vários concorrentes, e o duelo, o "match-racing", como na Taça América.

Existem três tipos comuns de regata, a competição convencional, onde todos os barcos competem entre si. Existe o match-race que é a forma de regata, barco contra barco; com uma contagem de pontos diferente da regata convencional; sendo o match-race mais famoso a America's Cup, que também é a regata e competição esportiva mais antiga do mundo. A terceira e menos comum, normalmente praticada em barcos de monotipo, é a regata em equipe, que consiste em um complexo sistema de pontuação onde as equipes (normalmente separada por Clubes) competem umas contra as outras.

Destro das regata, há uma variante a que se chama regata por etapa, onde cada prova tem lugar num ponto diferente com um tempo de repouso entre cada etapa. É assim o Volta à França à vela ou a Volvo Ocean Race (ex-Withbread), uma volta ao mundo à vela por etapas.

Corrida[editar | editar código-fonte]

As corridas não são regatas porque os competidores não partem ao mesmo tempo como numa regata.

Neste tipo de competição, as embarcações devem ligar dois pontos com eventual passagem por um ou mais pontos intermédios. Esta competição pode ter lugar com um só marinheiro a bordo, as corridas em solitário como na Solitaire du Figaro, "a dois" como na Transat Jacques-Vabre, ou com vários membros de equipagem.

Tipo de casco[editar | editar código-fonte]

Em relação ao numero de cascos uma embarcação, veleiro ou não, pode ser chamada de monocasco, quando só tem um casco, ou de multicasco quando têm mais de um casco , como o trimaran que tem três.:

Classificação[editar | editar código-fonte]

Normalmente, a cada regata o barco soma determinado números de pontos, de acordo com sua posição de chegada, e vence a competição aquele que somar o menor número de pontos ao final da série de regatas, mas na realidade há dois métodos na classificação de uma prova que são os chamados tempo real quando se trata de uma prova só com barcos do mesmo tipo (monotipos) e o do tempo compensado quando a cada barco é enfectado um handicap de tempo em função das diferenças de "jauge".

Como navegar[editar | editar código-fonte]

Para orientar a direcção de um barco à vela usa-se o leme, peça submersa e normalmente ligada ao casco no painel de popa ou próximo deste e na sua posição natural está alinhado ao comprimento da embarcação.

É mudando a direcção do leme que alteramos o rumo ora para bombordo, se o leme (não a cana do leme!) for deslocado para a esquerda, ora para estibordo, se for deslocado para a direita. [1]

Mareações[editar | editar código-fonte]

  • Bolina cerrada: Andar o mais perto possivel do vento, velas caçadas totalmente caçadas. Patilhão totalmente para baixo
  • Bolina: Andar perto do vento, mas mais longe do que na bolina cerrada, velas bem caçadas.
  • Largo: Vento a entrar pelo lado do barco. Forma mais fácil e rápida de navegar, velas caçadas até metade. Patilhão levantado até metade.
  • Largo aberto: Navegar mais afastado do vento, velas mais folgadas do que no largo.
  • Popa: Vento ligeiramente de um dos lados da popa, mais facil manobrar o barco do que á popa rasada,velas bem folgadas.
  • Popa rasada: Vento de trás do barco, barco é muito instavel, as velas totalmente folgadas. Patilhão totalmente levantado.

Classes vela ligeira[editar | editar código-fonte]

Vela ligeira; Laser

Os Vela ligeira são todos monotipos o que quer dizer que só podem ser modificados segundo os regulamentos pré-definidos. São divididos em classes, pelo que quando se fala de um Laser estámo-nos a referir ao veleiro e à classe a que pertence. Em Portugal essa classificação é reconhecida pela Fed. Portuguesa de Vela [2] .

Entre outros, podemos designar os veleiros ligeiros para um único velejador como o Laser, para dois velejadores como o 420 ou para mais de dois como o Yngling. Imagens de alguns veleiros ligeiros .

Velejadores famosos[editar | editar código-fonte]

A vela é um esporte nos olímpico desde 1900. É uma das modalidades que mais rendeu medalhas olímpicas ao Brasil.


Regatas de Nível Mundial[editar | editar código-fonte]

Oceanicas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Notas

  1. A utilização da palavra tipo foi feita mais por razões didácticas que por utilização corrente
  2. Resposta da Marina de Cascais : Estivemos a verificar com os nossos marinheiros... 1) os pequenos veleiros >> veleiro de vela ligeira. 2) os veleiros equipados com um quilha lastrada >> Pequeno Cruzeiro
  3. Course-croisière é o termo empregue pelos estaleiros navais Franceses

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Commons
O Commons possui multimídias sobre Iatismo

Esportes nos Jogos Olímpicos[editar | editar código-fonte]

Prática da vela[editar | editar código-fonte]