Zênite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zênite é um ponto imaginário(localizado sobre a esfera celeste) interceptado pela vertical traçada a partir da cabeça de um observador(conforme o desenho). Nadir é o ponto diametralmente oposto.

Zênite (português brasileiro) ou zénite (português europeu), em astronomia, é o termo técnico (também usado em trigonometria) que designa o ponto(imaginário) interceptado por um eixo vertical(imaginário) traçado a partir da cabeça de um observador(localizado sobre a superfície terrestre) e que se prolonga até a esfera celeste. O ponto(sobre a esfera celeste) traçado por um eixo vertical de sentido oposto recebe o nome de nadir.

Em trigonometria, para fins de navegação astronômica, é um dos três pontos referenciais que formam um triângulo de posição e onde se encontra o observador. O zênite também é a linha imaginária que parte do observador e sempre aponta para o ponto mais elevado da abóbada celeste.

Origem[editar | editar código-fonte]

A palavra zênite deriva da leitura desatenta da expressão árabe سمت الرأس (samt ar-ra's), significando "direção da cabeça" ou "caminho acima da cabeça". Essa tradução ou transliteração, para o latim medieval, feita por escribas da idade média durante o século XIV. A expressão foi incorretamente reduzida para 'samt' ("direção") e escrita como 'senit'/'cenit' pelos escribas.[1] [2]

Aplicações[editar | editar código-fonte]

  • O termo zênite também pode ser usado para definir o ponto mais alto no céu por onde o objeto (caso fosse a ponta de um lápis) celeste riscaria a abóboda em sua trajetória ao redor do observador.
  • Na astronomia, Zênite e nadir definem um dos eixos do Sistema horizontal de coordenadas, nele a altura de um objeto é medida, em graus, a partir do horizonte até a linha imediatamente acima do observador, logo a altura do zênite corresponde sempre a 90° e portanto integrada aos pontos cardeais .

Zênite solar[editar | editar código-fonte]

É o mesmo aplicado no planeta Terra, nesse caso trata-se de um ponto de referencia particular (só serve para uma pessoa) o qual é coincidente na abóboda celeste , com a vertical que parte logo acima da cabeça desse observador "desde que ele esteja estacionado na superfície do sol" .

Com o sol diretamente acima das árvores (no zênite). Isso acontecerá somente ao meio-dia se o observador está no mesmo paralelo de declinação que o sol.

Embora sem sentido, o zênite (ou no caso Nadir) desse observador ( e de mais ninguém) que coincide com a projeção dos raios solares Sol sobre a Terra ocorrem anualmente duas vezes, somente entre as latitudes localizadas entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio, não ocorrendo jamais em latitudes (superiores).

A tabela a seguir indica as datas nas quais ocorreu o alinhamento dos raios solares com o meio do fuso, em algumas latitudes dos anos de 2010 e 2011.[3]

Latitude Sul Zênite 2010 Zênite 2011 Difer. dias
23°26’ Trop.Capr. 22 Dez 22 Dez 0
22,5° 6 Dez 8 Jan 33
21° 26 Nov 18 Jan 53
20° 22 Nov 22 Jan 61
19,5° 19 Nov 25 Jan 67
18° 13 Nov 31 Jan 79
16.5° 8 Nov 5 Fev 89
15° 3 Nov 10 Fev 99
13,5° 29 Out 15 Fev 109
12° 24 Out 20 Fev 119
10° 19 Out 24 Fev 128
16 Out 28 Fev 135
11 Out 4 Mar 144
8 Out 6 Mar 149
6 Out 8 Mar 153
3,5° 2 Out 12 Mar 161
2,5° 29 Set 15 Mar 167
1,5° 27 Set 17 Mar 171
25 Set 19 Mar 175
0° Equador 22 Set 21 Mar 180

Aqui temos a tabela com as latitudes Norte aproximadas e datas dos zênites, considerando-se 2011

Latitude Norte 1° semestre 2° semestre Difer. dias
23°26’ Trop.Câncer 20 Jun 20 Jun 0
23° 1 Jul 8 Jun 23
22°15’ 10 Jul 30 Mai 41
20° 20 Jul 19 Mai 62
19° 25 Jul 15 Mai 71
18°15’ 31 Jul 9 Mai 83
17° 5 Ago 4 Mai 93
15°30’ 10 Ago 29 Abr 103
14° 15 Ago 24 Abr 113
12° 20 Ago 21 Abr 113
10°45’ 25 Ago 18 Abr 129
9°45’ 28 Ago 15 Abr 135
2 Set 10 Abr 145
6°45’ 5 Set 7 Abr 151
5°45’ 8 Set 4 Abr 157
12 Set 31 Mar 165
13 Set 28 Mar 171
18 Set 26 Mar 176
20 Set 24 Mar 180
0° Equador 22 Set 21 Mar 185

Referências

  • Kepler de S. Oliveira Filho & Maria de Fátima O. Saraiva, A Esfera Celeste
  • Huschke, Ralph E. (1959) Glossary of Meteorology, American Meteorological Society, Boston, Second printing-1970.
  • McIntosh, D. H. (1972) Meteorological Glossary, Her Majesty's Stationery Office, Met. O. 842, A.P. 897, 319 p.
  • Picoche, J. (1992) Dictionnaire Etymologique du Français, Le Robert, Paris, ISBN 2-85036-458-4.
  • O que é o zênite?

Ver também[editar | editar código-fonte]


Glossário de Astronomia

Abóbada celeste | Apoastro | Afélio | Albedo | Ascensão recta | Astro | Corpo celeste | Classificação estelar | Declinação | Diagrama de Hertzsprung-Russell | Eclíptica | Equador celeste | Equinócio | Esfera celeste | Hemisfério celestial norte | Hemisfério celestial sul | Luminosidade | Intensidade de radiação | Magnitude aparente | Magnitude bolométrica | Nadir | Órbita | Periastro | Periélio | Planeta | Ponto vernal | Precessão dos equinócios | Solstício | Trópico | Zênite

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.