Zombies of the Stratosphere

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zombies of the Stratosphere
Zumbis da Estratosfera[1]  (BR)
 Estados Unidos
1952 • P&B • 12 capítulos, 167 min 
Direção Fred C. Brannon
Produção Franklin Adreon
Roteiro Ronald Davidson
Elenco Judd Holdren
Aline Towne
Wilson Wood
Lane Bradford
Leonard Nimoy
Gênero Ficção científica
Aventura
Idioma inglês
Música Stanley Wilson
Direção de arte Fred A. Ritter
Efeitos especiais Howard Lydecker
Theodore Lydecker
Cinematografia John MacBurnie
Edição Cliff Bell Sr.
Estúdio Republic Pictures
Distribuição Republic Pictures
Lançamento Estados Unidos 16 de julho de 1952 (seriado)[2]
Estados Unidos 28 de março de 1958 (70 min)[2]
Alemanha 6 de agosto de 1960
Áustria março de 1961[3]
Receita $176,357
Cronologia
Último
Último
Radar Men from the Moon (1952)
Jungle Drums of Africa (1953)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Zombies of the Stratosphere é um seriado estadunidense de 1952, gênero ficção científica e aventura, dirigido por Fred C. Brannon, em 12 capítulos, estrelado por Judd Holdren, Aline Towne e Wilson Wood. Foi produzido e distribuído pela Republic Pictures, e veiculou nos cinemas estadunidenses a partir de 16 de julho de 1952.

Foi o 60º entre os 66 seriados produzidos pela Republic Pictures. Um seriado anterior da Republic, King of the Rocket Men, de 1949, introduzira o personagem Rocket Man, que usava um traje de foguete com capacidade para voar. Posteriormente, personagens com características semelhantes reapareceriam em outros seriados, sob outros nomes, como é o caso de Commando Cody, que surge no seriado Radar Men from the Moon, também lançado pela Republic em 1952, que igualmente usa um traje de foguete. Em Zombies of the Stratosphere o nome do herói foi mudado de Commando Cody para Larry Martin, mas apresenta os mesmos recursos, o traje com alta tecnologia e as instalações de laboratório que Commando Cody tem em Radar Men from the Moon. No seriado posterior, Commando Cody: Sky Marshal of the Universe, de 1953, o personagem Commando Cody reaparece. Commando Cody: Sky Marshal of the Universe foi um seriado originalmente concebido como uma série de televisão da Republic, mas lançado (por motivos contratuais) como um seriado cinematográfico, e dois anos mais tarde, em 1955, finalmente foi lançado na TV com doze episódios de 25 minutos.

Este seriado é lembrado pelo aparecimento, numa de suas primeiras atuações, do jovem Leonard Nimoy, que interpreta um dos três marcianos invasores, Narab.

Foi um dos 14 seriados da Republic a serem transformados em filme, em uma versão editada com 70 minutos, lançada em 1958 e reintitulada Satan's Satellites[2] [4] (no Brasil, "Satélites do Inferno").[5] Zombies of the Stratosphere foi um dos dois seriados da Republic a serem colorizados para a televisão nos anos 1990.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O planeta Marte é muito longe do Sol e sua ecologia está morrendo. Os invasores marcianos querem trocar a órbita da Terra e de Marte, portanto Marte ficaria mais próxima do sol e a Terra ficaria em seu lugar. Planejam fazer isso com uma bomba de hidrogênio de Teller-Ulam para impulsionar a Terra para longe do Sol.

Como no seriado anterior, Radar Men from the Moon, também de 1952, mais tempo é gasto em lutas entre os heróis e uma gangue de bandidos contratados por Narab e seu colega extraterrestre Marex para roubar o estoque de suprimentos necessários para a construção da bomba nuclear.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Assim que as filmagens do seriado começaram, o nome do herói foi mudado de Commando Cody para Larry Martin, interpretado por Judd Holdren, que já havia interpretado o herói da TV Capitão Vídeo, em um filme de 1951 da Columbia Pictures. Tanto o herói, porém, quanto os artefatos da história são semelhantes, inclusive as instalações do laboratório de Commando Cody no seriado anterior, Radar Men from the Moon, continuam as mesmas.

Um complemento para a roupa de Rocketman, que foi visto pela primeira vez neste seriado, é um enorme rádio do tamanho de uma lancheira que Larry Martin usa suspenso fortemente em seu cinto quandousa o traje de voo. Este mesmo rádio também é visto em algumas cenas de Commando Cody: Sky Marshal of the Universe. Como muitaas das sequências de vôo são reutilização de cenas de arquivo de seriados anteririores, o rádio eventualmente desaparece quando Cody está em vôo. Martin também usa um revólver da polícia comum ao invés da arma de raios usada por Cody em algumas cenas.

Zombies of the Stratosphere foi orçado em $172,838, porém seu custo final foi $176,357, e foi o mais barato seriado da Republic em 1952.[2] Foi filmado entre 14 de abril e 1 de maio de 1952, apenas 17 dias, o que o faz o seriado filmado em período mais curto entre todos os seriados da Republic, ao lado de King of the Carnival.[2] Foi a produção nº 1933.[2]

Zombies of the Stratosphere reutiliza o “Robot da Republic”, um tipo de robô que fora visto pela primeira vez no seriado Undersea Kingdom (1936) e depois em Mysterious Doctor Satan (1940), além de reutilizar cenas de arquivo de ação (como o assalto a banco pelo robô de Mysterious Doctor Satan), reutiliza cenas em preto e branco de um filme de Roy Rogers. Além desses, o seriado reutiliza largamente cenas de arquivo do seriado King of the Rocket Men, de 1949, do qual é considerado uma pseudo-sequência. Apesar de o seriado ter vilões marcianos, eles não se assemelham à versão mostrada no seriado anterior The Purple Monster Strikes.[6] [7]

Dublês[editar | editar código-fonte]

  • Dale Van Sickel … Larry Martin (dublando Judd Holdren)
  • Tom Steele

Efeitos especiais[editar | editar código-fonte]

Todos os efeitos especiais de Zombies of the Stratosphere foram produzidos pelos Lydecker brothers. Os efeitos de vôo, usando um boneco ao longo de uma corda, foram usados promeiramente nos seriados Darkest Africa (1936) e Adventures of Captain Marvel (1941).

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

O lançamento oficial de Zombies of the Stratosphere é datado de 16 de julho de 1952, porém essa é a data da disponibilização do 6º capítulo.[2] Como era costume da Republic, foi seguido pelo relançamento do seriado Dick Tracy vs. Crime, Inc., reintitulado de Dick Tracy vs. Phantom Empire,ao invés de um novo seriado. O próximo seriado original a ser lançado foi Jungle Drums of Africa, em 1953.[2]

Foi um dos 14 seriados da Republic a serem transformados em filme, em uma versão editada com 70 minutos, lançada em 28 de março de 1958, sob o novo título Satan's Satellites.[2]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Zombies of the Stratosphere foi um dos dois seriados da Republic a serem colorizados para a televisão nos anos 1990.[2]

Outros meios[editar | editar código-fonte]

O seriado foi relançado na versão em preto e branco original em 2 videodiscos pelo The Roan Group, em 1991; pela Republic Pictures Home Video em 1995 em VHS (93 minutos, colorizado;[8] e em 2-DVD pela Cheezy Flicks Entertainment em 2009 (versão em preto e branco).[9]

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. The Zombie Vanguard (20min)
  2. Battle of the Rockets (13min 20s)
  3. Undersea Agents (13min 20s)
  4. Contraband Cargo (13min 20s)
  5. The Iron Executioner (13min 20s)
  6. Murder Mine (13min 20s)
  7. Death on the Waterfront (13min 20s)
  8. Hostage for Murder (13min 20s)
  9. The Human Torpedo (13min 20s)
  10. Flying Gas Chamber (13min 20s)
  11. Man vs. Monster (13min 20s)
  12. Tomb of the Traitors (13min 20s)

Fonte:[2] [10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. BARBOZA, Nelson Alves. Cinema - Arte, Cultura, História, pp. 45-55
  2. a b c d e f g h i j k l Mathis, Jack. Valley of the Cliffhangers Supplement. [S.l.]: Jack Mathis Advertising. 3, 10, 130-131 p. ISBN 0-9632878-1-8
  3. Zombies of the Stratosphere no IMDB
  4. Satan’s Satellites no IMDB
  5. Filmecultura, n.12
  6. Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge, 1973. 289–290 p. ISBN 978-0-7130-0097-9
  7. Stedman, Raymond William. Serials: Suspense and Drama By Installment. [S.l.]: University of Oklahoma Press, 1971. 141 p. ISBN 978-0-8061-0927-5
  8. Zombies of the Stratosphere [VHS]. Amazon. Página visitada em 15 May 2013.
  9. Zombies of the Stratosphere. Amazon. Página visitada em 15 May 2013.
  10. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc., 1984. 253 p. ISBN 0-7864-0471-X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]