Ácido alfacetoglutárico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ácido alfacetoglutárico
Alerta sobre risco à saúde[1]
Alpha-ketoglutaric acid.png
Nome IUPAC Ácido 2-oxopentanedióico
Outros nomes Alfa-cetoglutamato
Ácido 2-cetoglutárico
Ácido alfa-cetoglutárico
2-Oxoglutamato
Ácido 2-oxoglutárico
Ácido oxoglutárico
Identificadores
Número CAS 328-50-7
PubChem 51
MeSH alpha-ketoglutaric+acid
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C5H6O5
Massa molar 146,11 g/mol
Ponto de fusão

115 °C (239 °F; 388 K)

Compostos relacionados
ácidos dicarboxílicos relacionados Ácido glutárico (pentanodioico)
Ácido oxaloacético (2-oxo-butanodioico)
Compostos relacionados Ácido oxalosuccínico (um -COOH no carbono 3)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.
Portal A Wikipédia possui o portal:

O ácido alfa-cetoglutárico é um dos dois derivados cetona do ácido glutárico. O termo "ácido cetoglutárico" é quase sempre aplicado à variante alfa. O ácido beta-cetoglutárico difere apenas na posição do grupo funcional cetona, e é muito menos usual.

O anião do ácido alfa-cetoglutárico, o alfa-cetoglutarato (também denominado oxoglutarato) é um composto de importante actividade biológica. É o cetoácido produzido na desaminação do glutamato e um intermediário no ciclo dos ácidos tricarboxílicos.

Funções[editar | editar código-fonte]

Ciclo dos ácidos tricarboxílicos[editar | editar código-fonte]

O alfa-cetoglutarato é um intermediário chave no ciclo dos ácidos tricarboxílicos (também conhecido como ciclo de Krebs), sendo neste o produto da descarboxilação do oxalosuccinato e o precursor imediato do succinil-CoA. O ciclo pode ser alimentado neste ponto por reacções anapleróticas que sintetizem alfa-cetoglutarato.

Formação de aminoácidos[editar | editar código-fonte]

Uma das suas funções inclui a síntese de ácido glutâmico e depois glutamina através da incorporação de amónia.

Transportador de azoto[editar | editar código-fonte]

Outra função é a captura de azoto no meio celular, evitando o seu excesso.

O alfa-cetoglutarato é um dos transportadores de azoto mais importantes em vias metabólicas. Grupos amina de aminoácidos ligam-se ao alfa-cetoglutarato por transaminação, sendo transportados até ao fígado, para degradação através do ciclo da ureia.

O alfa-cetoglutarato é transaminado, junto com a glutamina, para formar o neurotransmissor excitatório glutamato. O glutamato pode ser então descarboxilado (numa reacção que requer a presença de vitamina B6) a ácido gama-aminobutírico (GABA), um neurotransmissor inibitório.

Também pode desempenhar um papel significante na desintoxicação de amônia no cérebro.[2][3][4]

Relação com o dioxigénio[editar | editar código-fonte]

Agindo como cosubstrato, o alfa-cetoglutarato tem uma função importante em reacções de oxidação envolvendo o dioxigénio (oxigénio molecular, O2).

O O2 oxida de forma directa diversos compostos, em reacções catalisadas por oxigenases. São assim produzidos compostos úteis num organismo, como por exemplo antibióticos Em diversas oxigenases, o alfa-cetoglutarato ajuda a reacção ao ser oxidado concomitantemente com o substrato principal.

Antioxidante[editar | editar código-fonte]

O α-cetoglutarato é conhecido por ser libertado por vários tipos de células em meio ao estresse oxidativo celular, diminuindo os níveis de peróxido de hidrogénio, sendo convertido em succinato em meio de cultura celular.[5]

Suplemento na dieta[editar | editar código-fonte]

O ácido alfa-cetoglutárico é vendido como suplemento nutricional sob a designação AKG ou a-KG.

Produção[editar | editar código-fonte]

O alfa-cetoglutarato pode ser produzido por

Referências

  1. Merck Index, 13th Edition, 5320.
  2. Does infectious fever relieve autistic behavior by releasing glutamine from skeletal muscles as provisional fuel?
  3. Ott, P; Clemmesen, O; Larsen, FS (julho de 2005). «Distúrbios metabólicos cerebrais no cérebro durante insuficiência hepática aguda: da hiperamonemia à falência de energia e proteólise.». Neurochemistry international. 47 (1–2): 13–8. PMID 15921824. doi:10.1016/j.neuint.2005.04.002 
  4. Hares, P; James, IM; Pearson, RM (maio–junho de 1978). «Effect of ornithine alpha ketoglutarate (OAKG) on the response of brain metabolism to hypoxia in the dog.» (PDF). Stroke; a journal of cerebral circulation. 9 (3): 222–4. PMID 644619. doi:10.1161/01.STR.9.3.222 
  5. Long, L; Halliwell, B (2011). «Artefacts in cell culture: α-Ketoglutarate can scavenge hydrogen peroxide generated by ascorbate and epigallocatechin gallate in cell culture media.». Biochemical and Biophysical Research Communications. 406 (1): 20–24. PMID 21281600. doi:10.1016/j.bbrc.2011.01.091