A Maldição da Flor Dourada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético. (desde março de 2019)
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{ER|6|2=~~~~}}, regra nº 6 da eliminação rápida.
Man cheng jin dai huang jin jia
No Brasil A Maldição da Flor Dourada
Em Portugal A Maldição da Flor Dourada
simplificado 满城尽带黄金甲
 Hong Kong ·  China
2006 •  114 min 
Direção Zhang Yimou
Produção William Kong
Zhang Weiping
Zhang Yimou
Produção executiva Lucy Ainsworth-Taylor
Roteiro Zhang Yimou
Elenco Chow Yun-fat
Gong Li
Jay Chou
Qin Junjie
Li Man
Chen Jin
Gênero ação
drama
romance
Música Shigeru Umebayashi
Supervisor técnico Bin Zhao
Direção de arte Chengguang Dong
Hongwu Sun
Xinhua Wei
Bin Zhao (supervisão)
Minxuan Zong
Direção de fotografia Xiaoyan Bai
Diretor de ação Siu-Tung Ching
Jogo de cena Raymond Lam
Raymond Lam
Wensheng Li
De Wen-Guang
Inga Millers
Cinematografia Zhao Xiaoding
Edição Long Cheng
Idioma mandarim
Página no IMDb (em inglês)

Man cheng jin dai huang jin jia (bra/prt: A Maldição da Flor Dourada)[1][2] é um filme sino-honconguês de 2006, dos gêneros ação e drama romântico, escrito e dirigido por Zhang Yimou, baseado em peça teatral de Yu Cao.[1]


Do mesmo diretor de Herói e de O Clã das Adagas Voadoras, A Maldição da Flor Dourada é um épico Chinês que retrata o período da última dinastia Tang (618-907), no século X. O filme foi o escolhido da China para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2006, porém foi nomeado ao Oscar de melhor figurino. Produzido em Hong Kong, 2006, com um orçamento de US$45 milhões, foi, até à data, o filme mais caro da China, superando Chen Kaige, (A Promessa).[3] O filme foi escolhido 13 vezes por Hong Kong Film Award de 2007.[4] O filme A Maldição da Flor Dourada teve um orçamento de 45 milhões de dólares.[5]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

China, final da dinastia Tang, século X. Flores douradas ornamentam o palácio imperial da China, na véspera do Festival Chong Yang. O Imperador (Chow Yun-Fat) regressa inesperadamente com o segundo filho, o príncipe Jai (Jay Chou), para celebrar as festividades com a família, apesar da tensão e da relação fria com a Imperatriz (Gong Li). Durante alguns anos, a Imperatriz manteve uma relação ilícita com o enteado, o príncipe Wan (Liu Ye), que por sua vez se sente prisioneiro e sonha fugir do palácio com a sua paixão secreta: Chan, a filha do médico imperial. Já Jai preocupa-se sobretudo com a saúde e com a obsessão da Imperatriz por crisântemos dourados. E, enquanto isso, o Imperador tem planos secretos que a maioria desconhece. Durante as grandiosas e belíssimas festividades, segredos obscuros serão revelados, rebeliões insurgir-se-ão e o sangue manchará o dourado das flores. Entre o amor e o desejo, existirá um vencedor? "A Maldição da Flor Dourada" é o último filme de Zhang Yimou, o aclamado realizador chinês, autor de "O Segredo dos Punhais Voadores" e "Herói".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Para completar as personagens de Chow Yun-Fat e Gong Li, foram necessários quarenta artesãos pelo período de dois meses para desenvolver os seus trajes.[5] O Festival Chong Yang é celebrado na China desde os tempos mais remotos, sendo também conhecido como o Festival do Duplo Nove. O motivo desta festividade justifica-se pela razão de que o número "6" foi pensado para ser de caráter Yin, que significa feminino ou negativo, enquanto número “9″ foi pensado para ser Yang, significando masculino ou positivo. Portanto, pelo número nove presente a 9 de setembro, ou seja, no nono (9º) dia do nono (9º) mês do ano criaram o Festival Duplo Nove também chamado de Chong Yang. "Chong" em chinês significa "duplo". Foi então que os antigos chineses elegeram este, um dia para a comemoração, criando este festival há várias gerações. O festival Duplo Nove determina também o dia das flores crisântemo.[7]

Referências

  1. a b «A Maldição da Flor Dourada». Brasil: CinePlayers. Consultado em 20 de março de 2019 
  2. «A Maldição da Flor Dourada». Portugal: CineCartaz. Consultado em 20 de março de 2019 
  3. «Curse,' 'The Banquet' escolhido para o Oscar». Consultado em 24 de agosto de 2012 
  4. «第二十 六届 香港 电影 金像奖 得奖 名单». Consultado em 24 de agosto de 2012 
  5. a b «A Maldição da Flor Dourada». Consultado em 24 de agosto de 2012 
  6. «Elenco de A Maldição da Flor Dourada». Consultado em 24 de agosto de 2012 
  7. «Festival do Duplo Nove». Consultado em 24 de agosto de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme do cinema chinês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.