A Regra do Jogo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Regra do Jogo
La règle du jeu
A regra do jogo (PT/BR)
1939 • p&b • 110 min 
Direção Jean Renoir
Roteiro Jean Renoir
Carl Koch
Elenco Nora Gregor
Paulette Dubost
Marcel Dalio
Jean Renoir
Julien Carette
Género policial
País  França
Idioma francês
Página no IMDb (em inglês)

A regra do jogo (título original em francês: La règle du jeu) é um filme de 1939 dirigido por Jean Renoir sobre a alta classe da sociedade francesa antes do início da Segunda Guerra Mundial.

O filme de Renoir é em parte uma adaptação de Les Caprices de Marianne, uma comédia de costumes popular no século XIX de Alfred de Musset, e é hoje amplamente reconhecido como o maior dos filmes de Renoir além de um dos maiores filmes de todos os tempos.

O filme é uma montagem farsesca que se transforma em uma tragédia no ato final. É caracterizado por elementos temáticos comuns à maioria dos trabalhos de Renoir, como o relativismo moral demonstrado pelos personagens ou uma aborrecida morte sem sentido.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa com o aviador André Jurieux aterrissando em Le Bourget, nos arredores de Paris, França. Ele é cumprimentado por seu amigo, Octave, que revela que Christine, a mulher que André ama, não veio ao aeroporto cumprimentá-lo. André fica desolado. Quando uma repórter chega para entrevistá-lo e irradiar suas primeiras palavras após o pouso, ele conta o quanto está decepcionado, e também a causa de sua dor.

Christine, austríaca, escuta a transmissão em seu apartamento em Paris acompanhada de sua criada, Lisette. Christine é casada com Robert de la Cheyniest há três anos. Lisette é casada com Schumacher, gamekeeper da propriedade de campo, há dois anos. É, entretanto, mais devotada a Madame Christine. O relacionamento anterior de Christine com André é abertamente conhecido por seu marido, sua criada e seu amigo Octave. Depois de Christine e Robert discutirem jocosamente o estado emocional de André e renovarem mútua devoção, Robert se ausenta para telefonar. Ele combina um encontro com Geneviève, sua amante, para a manhã seguinte.

No apartamento de Geneviève, Robert anuncia o fim do relacionamento mas a convida para juntar-se a eles para um retiro de fim de semana em sua propriedade de campo, La Colinière, em Sologne. Depois, Octave induz Robert a também convidar André para o campo. Eles brincam sobre como André e Geneviève poderiam se unir e, assim, resolver todos os problemas.

Em La Colinière, Schumacher está patrulhando a redondeza, tentando se livrar dos coelhos. Marceau, caçador clandestino, invade a propriedade para pegar um coelho preso em uma de suas armadilhas. Antes que consiga fugir, Schumacher o pega e começa a levá-lo para a propriedade quando Robert exige saber o que está acontecendo. Marceau explica que sabe caçar coelhos e Robert oferece a ele um trabalho como servo. Uma vez dentro da casa, Marceau flerta com a mulher de Schumacher, Lisette.

Em um baile de fantasias, são feitas várias ligações românticas. No escuro da propriedade, dentro da estufa, Octave declara que também ama Christine, e em um impulso eles decidem fugir juntos. Schumacher e Marceau, que foram ambos expulsos da propriedade após uma grande briga por Lisette, observam a cena na estufa. Estando Christine a vestir um casaco de Lisette, Schumacher e Marceau pensam que Octave estaria, na verdade, em companhia de Lisette. Octave momentaneamente volta à casa, então lá Lisette o desencoraja de fugir com Christine. Ele então manda André para encontrar Christine. Quando André chega à estufa, Schumacher o confunde com Octave, e crê que ele irá roubar sua esposa. Ele atira e mata André, fato que Robert subsequentemente explica aos convivas como um "acidente".

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco e papéis[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios[editar | editar código-fonte]

Em 1966 recebeu o Prêmio Bodil na categoria de melhor filme europeu.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]