Aarón Wergifker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wergifker no Platense.

Aarón Wergifker (São Paulo, 1914) é um ex-futebolista brasileiro de origem judaica. Nasceu na escala brasileira da viagem que seus pais, judeus russos, faziam rumo à Argentina.[1]

Wergifker é um dos maiores ídolos do River Plate,[2] onde jogou de 1932 e 1941. Ganhou cinco campeonatos argentinos no período,[2] em 1932, 1936 (Copa Campeonato), 1936 (Copa de Oro), 1937 e 1941, os primeiros do clube na era profissional do futebol argentino - até então, o único título expressivo do River era o campeonato ainda amador de 1920. Curiosamente, os colegas chamavam Wergifker de "Pérez", pois seu sobrenome tinha-lhes pronúncia complicada.[2] Seu desligamento do River, em 1941, nunca foi totalmente esclarecido, chegando a ser atribuído a um médico do clube que, simpático ao nazismo, teria insinuado que o jogador possuiria uma deficiência pulmonar. Wergifker, que no River chegar a ser treinado pelo judeu Emérico Hirschl, seguiu carreira no Platense.[3]

Entre 1934 e 1936 chegou também a defender por cinco vezes a Seleção Argentina na época; por ainda não ter a cidadania local, ficou de fora da Copa América de 1937. É o único jogador nascido no Brasil a defender a seleção vizinha.[1]

Referências

  1. a b BRANDÃO, Caio (10 de setembro de 2018). «Antes de Giovanni Simeone, a seleção teve outros pais & filhos. E outros estrangeiros (incluindo brasileiro!)». Futebol Portenho. Consultado em 11 de setembro de 2018. 
  2. a b c PERUGINO, Elías (novembro de 2010). Aarón Wergifker. El Gráfico Especial n. 27 - "100 Ídolos de River", p. 88
  3. BRANDÃO, Caio (18 de julho de 2014). «Homenagem à AMIA: conheça os judeus do futebol argentino». Futebol Portenho. Consultado em 11 de setembro de 2018. 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.