Al-Hakam II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aláqueme II
Califa de Córdova
Monumento a Aláqueme II em Córdoba (Espanha)
Reinado 961–976
Antecessor(a) Abderramão III
Sucessor(a) Hixam II
Dinastia Omíadas
Nascimento 13 de janeiro de 915, em Córdoba
Morte 16 de outubro de 976 (61 anos)
Filho(s) Hixam II
Pai Abderramão III

Aláqueme II (em árabe: الحكم الثاني ابن عبد الرحمن; transl.: al-Ḥakam II ibn ʿAbd al-Raḥmān III) foi o segundo califa de Córdoba, parte da Espanha islâmica, e filho de Abderramão III (Nácer). Ele reinou entre 961 e 976

Início do reinado[editar | editar código-fonte]

Aláqueme II ascendeu ao califado após a morte de seu pai em 961. Assegurou a paz com os reinos cristãos do norte da Ibéria e aproveitou-se deste período de estabilidade para desenvolver a agricultura através de construção de extensas obras de irrigação. O desenvolvimento econômico também foi encorajado pelo alargamento das ruas e a construção de mercados.

Patrocínio ao conhecimento[editar | editar código-fonte]

O próprio Aláqueme era versado em diversas ciências diferentes. Ele mandava comprar livros em Damasco, Bagdá, Constantinopla, Cairo, Meca, Medina, Cufa e Baçorá. Seu estatuto como patrono do conhecimento trouxe-lhe fama por todo o mundo islâmico, a ponto de haver livros publicados na região do Iraque, sob controle dos inimigos abássidas, dedicados a ele. Durante o seu reinado, um esforço massivo de tradução foi realizado e muitas obras foram traduzidas do latim e do grego para o árabe. Formou também comitês gerais entre muçulmanos árabes e cristãos moçárabes para realizar essa enorme tarefa.[1]

Sua biblioteca pessoal era gigantesca. Alguns relatos falam em 600 000 livros. O catálogo da biblioteca por si só tinha 44 volumes. De especial importância para Aláqueme era o tema da História e ele mesmo escreveu uma obra sobre a história de Alandalus.[1] Após a sua morte, Almançor mandou queimar todos os livros sobre "ciência antiga".[2]

Na corte de Aláqueme, estava, ativo, o famoso médico, cientista e cirurgião Abulcasis).

Obras[editar | editar código-fonte]

Mesquita de Córdoba, expandida por Aláqueme II

Entre as construções realizadas no seu reinado, estão a expansão da Mesquita de Córdoba, e a conclusão da residência real de Medina Azahara (976), iniciada por Abderramão III em 936.

Conflitos no Norte da África[editar | editar código-fonte]

Enquanto a administração interna era deixada cada vez mais nas mãos do vizir berbere Al-Mushafi, o general Ghalib gradualmente ganhava influência na corte como líder do exército. Ele estava preocupado primordialmente em repelir os últimos ataques dos normandos (966, 971) e com a luta contra os ziridas e os fatímidas no norte de Marrocos. Estes últimos foram derrotados em Marrocos em 974 enquanto Aláqueme II conseguia manter a supremacia do califado sobre os reinos cristãos de Navarra, Castela e o Reino de Leão.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em sua juventude, suas paixões parecem ter sido inteiramente homossexuais.[3] Ele ficou conhecido por manter um harém inteiramente composto por rapazes.[4] Esta exclusividade era um problema, pois o impedia de produzir um herdeiro. Uma solução finalmente foi encontrada quando ele tomou para si uma concubina, Subh (Sobeya), que se vestia com roupas masculinas e recebeu o nome de Jafar.[5]

Morte e sucessão[editar | editar código-fonte]

Foi sucedido por seu filho, Hixam II Almoaide, que tinha onze anos na época, e que ficou sob a regência do hájibe (grão-vizir) Almançor.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Al-Hakam II
Precedido por
Abderramão III
Omíadas
Califado de Córdova

961-976
Sucedido por
Hixam II

Referências

  1. a b Najeebabadi, Akbar (2001). The History of Islam V.3. Riyadh: Darussalam. 145 páginas. ISBN 996089293 Verifique |isbn= (ajuda) 
  2. Ann Christy, Christians in Al-Andalus:711-1000, (Curzon Press, 2002), 142.
  3. Louis Crompton, Homosexuality and Civilisation, Harvard, 1990
  4. Encyclopedia of Medieval Iberia, ed. Michael Gerli (New York:Routledge, 2003), 398–399
  5. Évariste Lévi-Provençal, Histoire de l'Espagne musulmane, Paris, 1950

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Al-Hakam II