Alain Robbe-Grillet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alain Robbe-Grillet

Alain Robbe-Grillet (Brest, 18 de agosto de 1922Caen, 18 de fevereiro de 2008) foi um escritor e cineasta francês. Era, assim como Nathalie Sarraute, Michel Butor e Claude Simon, uma das figuras mais associadas com o movimento denominado nouveau roman ("novo romance")[1] .

Robbe-Grillet era membro da Académie française desde 25 de março de 2004, quando sucedeu Maurice Rheims na cadeira número 32. Deixou viúva a também romancista Catherine Robbe-Grillet.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances
  • Un régicide (1949)
  • Les Gommes (1953)
  • Le Voyeur (1955)
  • La Jalousie (1957)
  • Dans le labyrinthe (1959)
  • La Maison de rendez-vous (1965)
  • Projet pour une révolution à New York (1970)
  • Topologie d'une cité fantôme (1976)
  • Souvenirs du Triangle d'Or (1978)
  • Djinn (1981)
  • La Reprise (2001)
  • Un roman sentimental (2007)
Coletâneas
  • Instantanés (1962)
Ensaios
  • Pour un Nouveau Roman (1963)
  • Le Voyageur, essais et entretiens (2001)
Ficções de carácter autobiográfico
  • Le miroir qui revient (1985)
  • Angélique ou l'enchantement (1988)
  • Les Derniers Jours de Corinthe (1994)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alain Robbe-Grillet