Alec Douglas-Home

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Muito Honorável
O Conde de Home
Primeiro-Ministro do Reino Unido
Período 19 de outubro de 1963
a 16 de outubro de 1964
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Harold Macmillan
Sucessor(a) Harold Wilson
Secretário Estrangeiro
Período 20 de junho de 1970
a 4 de março de 1974
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Michael Stewart
Sucessor(a) James Callaghan
Período 27 de julho de 1960
a 18 de outubro de 1963
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Selwyn Lloyd
Sucessor(a) Rab Butler
Líder da Oposição
Período 16 de outubro de 1964
a 28 de julho de 1965
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Harold Wilson
Sucessor(a) Edward Heath
Secretário de Estado para
Relações da Commonwealth
Período 7 de abril de 1955
a 27 de julho de 1960
Monarca Isabel II
Antecessor(a) O Visconde Swinton
Sucessor(a) Duncan Sandys
Dados pessoais
Nome completo Alexander Frederick Douglas-Home
Nascimento 2 de julho de 1903
Londres, >Reino Unido
Morte 9 de outubro de 1995 (92 anos)
Coldstream, Berwickshire, Escócia, Reino Unido
Progenitores Mãe: Lilian Lambton
Pai: Charles Douglas-Home, 13.º Conde de Home
Alma mater Christ Church, Oxford
Cônjuge Elizabeth Alington (1936–1990)
Partido Conservador
Religião Episcopalismo Escocês

Alexander Frederick Douglas-Home, Barão Home de Hirsel KT PC (Londres, 2 de julho de 1903Berwickshire, 9 de outubro de 1995)[1][2][3] era um político conservador britânico que serviu como primeiro-ministro do Reino Unido de 1963 até 1964. Ele foi o único primeiro-ministro britânico nascido durante a era eduardiana e o último a ocupar o cargo enquanto membro da Câmara dos Lordes, antes de renunciar à sua nobreza e ocupar um assento na Câmara dos Comuns para o restante de seu governo. Sua reputação, entretanto, depende mais de seus dois períodos como ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha do que de seu breve cargo de primeiro-ministro.

O filho mais velho de Charles Douglas-Home, Lord Dunglass, nasceu em 1903 na 28 South Street em Mayfair, Londres, que sua família alugou do político e corretor da bolsa, Sir Cuthbert Quilter, e foi a futura casa de Barbara Cartland, autora e socialite. Douglas-Home foi educado na Ludgrove School, Eton College e Christ Church, Oxford. Jogador de críquete talentoso, ele jogava críquete de primeira classe no clube e no condado; ele começou a servir no Exército Territorial a partir de 1924. Douglas-Home (sob o(título de cortesia, Lord Dunglass)) ingressou no Parlamento em 1931 e atuou como assessor parlamentar de Neville Chamberlain, embora seu diagnóstico de tuberculose espinhal em 1940 o tenha imobilizado por dois anos. Tendo se recuperado o suficiente para retomar sua carreira política, Douglas-Home perdeu seu assento para o Partido Trabalhista nas eleições gerais de 1945. Ele o recuperou em 1950, mas deixou a Câmara dos Comuns no ano seguinte, quando, com a morte de seu pai, entrou para os Lordes como o 14º Conde de Casa. No governo conservador seguinte, Home foi nomeado para cargos cada vez mais importantes, como Líder da Câmara dos Lordes e Secretário de Relações Exteriores. No último cargo (1960-63), ele apoiou a resolução dos Estados Unidos na Crise dos Mísseis de Cuba e foi signatário do Tratado de Proibição de Testes Nucleares Parciais em agosto de 1963.

Em outubro de 1963, Harold Macmillan renunciou ao cargo de primeiro-ministro e Douglas-Home foi escolhido para sucedê-lo. Na década de 1960, era inaceitável para um primeiro-ministro sentar-se na Câmara dos Lordes, então Home negou seu título hereditário e concorreu à eleição para o Parlamento como Sir Alec Douglas-Home. A forma de sua nomeação foi controversa, e dois ministros do Gabinete Macmillan recusaram-se a permanecer no cargo sob suas ordens. Criticado pelo Partido Trabalhista como um aristocrata distante, ele aparecia ser duro em entrevistas para a televisão, em contraste com o líder trabalhista Harold Wilson. Como primeiro-ministro, o comportamento e a aparência de Douglas-Home permaneceram aristocráticos e antiquados. Seu conhecimento de economia era primitivo, e ele deu a seu chanceler, Reginald Maudling, rédea solta para lidar com os assuntos financeiros. Ele gostava de lidar com a política externa e seu secretário de Relações Exteriores, Rab Butler, não era especialmente enérgico, mas não havia grandes crises ou problemas para resolver. O Partido Conservador, tendo governado por quase doze anos, perdeu sua posição após o escandaloso caso Profumo sob Macmillan e, pelo governo de Douglas-Home, parecia fadado a uma pesada derrota eleitoral; seu governo foi o segundo mais breve do século XX.

Derrotado por pouco nas eleições gerais de 1964, Douglas-Home renunciou à liderança do partido em julho de 1965. Mais tarde, ele serviu no gabinete do primeiro-ministro Edward Heath no Foreign and Commonwealth Office (1970-1974), uma versão ampliada de seu antigo secretário. Após a primeira das derrotas conservadoras gêmeas de 1974, ele renunciou na segunda, a eleição de outubro de 1974, e voltou para a câmara dos Lordes. Ele gradualmente se aposentou da política da linha de frente e morreu em 1995, aos 92 anos.[4][5][6][7][8]

Referências

  1. «Biografia de Alex Douglas-Home» 
  2. «Página oficial dos Primeiros-ministros britânicos» 
  3. Thorpe (1997), p. 19
  4. Thorpe, D. R. (1997), Alec Douglas-Home, London: Sinclair-Stevenson, ISBN 1-85619-663-1
  5. Home, Lord (1976), The Way the Wind Blows – An Autobiography, London: Collins, ISBN 0-00-211997-8
  6. Gromyko, Andrei (1989), Memoirs, London: Arrow Books, ISBN 0-09-968640-6
  7. Dutton, David (2006), Douglas-Home, The 20 British Prime Ministers of the 20th Century, London: Haus Publishing, ISBN 1-904950-67-1
  8. Wilby, Peter (2006), Anthony Eden, The 20 British Prime Ministers of the 20th Century, London: Haus Publishing, ISBN 1-904950-65-5

Precedido por
Harold Macmillan
Primeiro-ministro do Reino Unido
19631964
Sucedido por
Harold Wilson
Precedido por
Charles Douglas-Home
Conde de Home
19181963
Sucedido por
David Douglas-Home
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Alec Douglas-Home
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alec Douglas-Home