John Major

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Muito Honorável
Sir John Major
KG CH
Primeiro-Ministro do Reino Unido
Período 28 de novembro de 1990
a 2 de maio de 1997
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Margaret Thatcher
Sucessor(a) Tony Blair
Líder do Partido Conservador
Período 28 de novembro de 1990
a 19 de junho de 1997
Antecessor(a) Margaret Thatcher
Sucessor(a) William Hague
Chanceler do Tesouro
Período 26 de outubro de 1989
a 28 de novembro de 1990
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Nigel Lawson
Sucessor(a) Norman Lamont
Secretário de Estado para os Assuntos Estrangeiros e da Commonwealth
Período 24 de julho de 1989
a 26 de outubro de 1989
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Geoffrey Howe
Sucessor(a) Douglas Hurd
Secretário Chefe do Tesouro
Período 13 de junho de 1987
a 24 de julho de 1989
Antecessor(a) John MacGregor
Sucessor(a) Norman Lamont
Ministro de Estado para Segurança Social
Período 10 de setembro de 1986
a 13 de junho de 1987
Monarca Isabel II
Antecessor(a) Tony Newton
Sucessor(a) Nicholas Scott
Dados pessoais
Nascimento 29 de março de 1943 (74 anos)
Londres, Reino Unido
Progenitores Mãe: Gwen Coates
Pai: Tom Major-Ball
Esposa Norma Johnson (1970–presente)
Partido Conservador
Religião Anglicanismo
Profissão Banqueiro
Títulos nobiliárquicos
Coat of Arms of John Major.svg

Sir John Major KG, CH (Londres, 29 de Março de 1943) foi primeiro-ministro britânico de 1990 a 1997. Político conservador, sucedeu a Margaret Thatcher, dando continuidade a políticas conservadoras. Gozava de baixa popularidade quando então o candidato Tony Blair o venceu nas eleições em 1997.

O seu percurso pessoal teve um início invulgar para um político, uma vez que não frequentou a Universidade, tendo ingressado cedo no mundo do trabalho. Ainda assim, foi capaz de se afirmar no seio do Partido Conservador britânico, em larga medida graças à sua competência e à sua experiência no domínio económico.

Major conquistou assento na Câmara dos Comuns em 1979, ano em que Margaret Thatcher chegou ao poder. Em 1987 tornou-se secretário de Estado do Tesouro. Em 1989 a primeira-ministra Thatcher nomeou-o para o importante cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros, posto que só ocuparia por três meses devido a uma remodelação ministerial que o viria a tornar ministro das Finanças 1989-1990. Entretanto, ia-se cada vez mais assumindo como figura de proa do Partido Conservador.

Quando, sob forte pressão política, Thatcher se demitiu do Governo, em Novembro de 1990, Major ocupou o lugar de primeiro-ministro. Para alguns críticos, a sua posição nunca foi segura, estando em permanente risco de ser derrubado pelos resultados eleitorais. Porém, e contra a maior parte das expectativas, Major obteve em 1992 uma vitória preciosa sobre o Partido Trabalhista, o que lhe permitiu consolidar a sua posição.

Mas as suas opções em matéria de política externa, no que concerne especificamente a integração europeia, desagradaram a certos sectores do seu próprio partido, embora Major conseguisse condições especiais para o país aquando da assinatura do Tratado de Maastricht (direito de não adoptar a moeda única europeia, de não participar na política comum das pescas, de manter reservas quanto à política externa e de defesa da União Europeia), tendo sido notadas algumas divisões entre os deputados conservadores, que fragilizaram a própria posição do líder no Parlamento.

O desgaste do Partido Conservador e do seu líder revelou-se de forma concludente a 1 de Maio de 1997, altura em que o Partido Trabalhista, sob a direcção de Tony Blair, venceu as eleições gerais e chegou ao poder. Em consequência da derrota, Major abandonou a liderança do seu partido.

Em 2010 deu um discurso no Cambridge Union.[1]

Referências

  1. «Associated charities». cus.org (em inglês). The Cambridge Union. Consultado em 4 de março de 2017 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: John Major
Precedido por
Margaret Thatcher
Primeiro-Ministro do Reino Unido
19901997
Sucedido por
Tony Blair
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.