Henry Addington, 1.º Visconde Sidmouth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Muito Honorável
O Visconde Sidmouth
PC
Primeiro-Ministro do Reino Unido Reino Unido
Período 14 de março de 1801
a 10 de maio de 1805
Monarca Jorge III
Antecessor(a) William Pitt, o Novo
Sucessor(a) William Pitt, o Novo
Secretário de Estado para os
Assuntos Internos
Período 8 de junho de 1812
a 17 de janeiro de 1822
Monarcas Jorge III (1812–1820)
Jorge IV (1820–1822)
Antecessor(a) William Pitt, o Novo
Sucessor(a) William Pitt, o Novo
Lorde Presidente do Conselho
Período 14 de janeiro de 1805
a 10 de julho de 1805
Monarca Jorge III
Antecessor(a) 3.º Duque de Portland
Sucessor(a) Marquês de Camden
Período 8 de outubro de 1806
a 26 de março de 1807
Antecessor(a) O Conde Fitzwilliam
Sucessor(a) Marquês de Camden
Período 8 de abril de 1812
a 11 de junho de 1812
Antecessor(a) Marquês de Camden
Sucessor(a) Conde de Harrowby
Secretário de Estado para os Assuntos Internos
Período 8 de junho de 1812
a 17 de janeiro de 1822
Antecessor(a) Richard Ryder
Sucessor(a) Robert Peel
Dados pessoais
Nome completo Henry Addington
Nascimento 30 de maio de 1757
Londres,  Grã-Bretanha
Morte 15 de fevereiro de 1844 (86 anos)
Londres,  Reino Unido
Progenitores Mãe: Mary Hiley
Pai: Anthony Addington
Alma mater Brasenose College, Oxford
Esposa Ursula
Partido Tory
Religião Anglicanismo
Assinatura Assinatura de Henry Addington, 1.º Visconde Sidmouth

Henry Addington, 1º Visconde Sidmouth, PC (30 de maio de 175715 de fevereiro de 1844) foi um político britânico, primeiro-ministro do Reino Unido de 1801 a 1804.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Foi eleito para a Câmara dos Comuns em 1784 como membro do Parlamento (MP) por Devizes,[1] e depois tornou-se Orador da Casa dos Comuns em 1789. Em março de 1801, William Pitt, o Jovem resignou-se do cargo logo após o fracasso do Emancipação Católica, e Addington foi escolhido para sucedê-lo.

Addington é mais conhecido por obter o Tratado de Amiens em 1802, uma paz desfavorável com a França napoleônica que marcou o fim da Segunda Coalizão durante as Guerras Revolucionárias Francesas. Quando esse tratado ruiu, ele retomou a guerra, mas estava sem aliados e conduziu hostilidades defensivas relativamente fracas, à frente do que se tornaria a Guerra da Terceira Coalizão. Ele foi forçado a deixar o cargo em favor de William Pitt, o Jovem, que havia precedido Addington como primeiro-ministro. Addington também é conhecido por sua repressão reacionária aos defensores de reformas democráticas durante um período de dez anos como Ministro do Interior de 1812 a 1822. Ele é o mais antigo titular ininterrupto desse cargo desde que foi criado em 1782.[2][3][4]

Referências

  1. a b Hollis, Daniel Webster (2001). British Political Leaders: A Biographical Dictionary (em inglês). Santa Bárbara: ABC-CLIO. p. 3 
  2. «Addington, Henry, first Viscount Sidmouth (1757–1844), prime minister». Oxford Dictionary of National Biography (em inglês). doi:10.1093/ref:odnb/150. Consultado em 2 de junho de 2022 
  3. Cooke, Sir Robert (1987). The Palace of Westminster. London: Burton Skira. ISBN 978-0-333-45923-2
  4. Ehrman, John (1996). The Younger Pitt: The Consuming Struggle. Vol. 3. Constable. ISBN 978-0-8047-2754-9

Links externos[editar | editar código-fonte]

Precedido por
William Pitt, o Novo
Primeiro-ministro do Reino Unido
18011804
Sucedido por
William Pitt, o Novo
Ícone de esboço Este artigo sobre um político britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.