Antônio Ceron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{ER|6|2=~~~~}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Antonio Ceron
Secretário de Estado do Governo de Santa Catarina
Período 1 de janeiro de 2011
até 5 de abril de 2012
Deputado estadual de Santa Catarina
Período 1 de janeiro de 1990
até o março de 2010
Dados pessoais
Nascimento 16 de junho de 1946 (72 anos)
Tangará-SC
Casamento Maria Salete Ceron
Partido PSD
Profissão Técnico em contabilidade
linkWP:PPO#Brasil

Antonio Ceron (Tangará, 16 de junho de 1946) é um técnico em contabilidade, empresário, político brasileiro e atual Prefeito de Lages.[1]

Foi deputado estadual por quatro mandatos, sendo duas vezes como suplente[2][3][4], Secretário de Desenvolvimento Econômico, Secretário de Agricultura[5] e Secretário de Estado da Casa Civil[6] do estado de Santa Catarina.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na cidade de Tangará, em uma família com 08 irmãos que subsistia da agricultura. Iniciou seus estudos na Escola Isolada da Linha São Marcos, na cidade de Tangará.

Foi seminarista nos anos de 1958 , 1959 e 1960, nas cidades de Conchas e Jundiaí, estado de São Paulo, no Seminário Salvatoriano de Conchas. Ao retornar para Tangará, completou o ginásio no colégio Mater Salvatoris, sendo da primeira turma de formandos, no ano de 1961.

No mesmo ano, Ceron muda-se para a cidade de Caçador, Santa Catarina, para iniciar o curso técnico em contabilidade, na Escola de Comércio Técnico Catarinense. Forma-se no curso técnico em contabilidade no ano de 1965.

Retorna a Caçador, em 1968. Neste mesmo ano, casa-se com Maria Salete Ceron, com quem teve três filhos, Marcelo, Maurício e Mayra e, à partir de seus filhos, hoje é avô de 6 netos, Gabriel, Daniel, Mariana, Maitê, Rafaela e Valentina.

Em virtude de uma oportunidade profissional, volta a residir em Curitiba no ano de 1972, onde permanece por 5 anos. Em 1976, muda-se para Lages, onde até hoje reside com sua família.[7]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entre 2011 e 2012, Antonio Ceron exerce a função de Secretário de Estado da Casa Civil, do governador Raimundo Colombo.[6]

Em 2012, disputou a eleição para prefeito de Lages, perdendo por menos de 1% dos votos para Elizeu Mattos (PMDB).[8]

Em 2016 foi eleito Prefeito de lages com 34,7% dos votos validos,contando com 35.242 votos.[9]

Deputado estadual[editar | editar código-fonte]

São de sua autoria a lei que regulamentou a colheita do pinhão[10] e a lei que permitiu destinação das milhas aéreas de governo para atletas catarinenses viajando em competição[11].

Secretário de Desenvolvimento Econômico e Integração ao Mercosul[editar | editar código-fonte]

Exerceu a função durante o governo de Esperidião Amin[12].

Secretário da Agricultura[editar | editar código-fonte]

A conquista para Santa Catarina do selo de estado livre da Febre Aftosa[13], a criação do programa SC Rural, que capacita jovens agricultores[14], foram suas principais realizações.[15]

Atuou ainda na Assembleia Legislativa para aprovação do Código Ambiental Catarinense.

Atualmente é o prefeito da cidade de Lages sc.[16]

Referências

  1. «DivulgaCand - Divulgação de Registro de Candidaturas 2012». divulgacand2012.tse.jus.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  2. «NECIP». necip.ufsc.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  3. «AN - Resultado oficial das Eleições 2002 no 1º turno - AN Eleições». www1.an.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  4. «Sistema de Histórico de Eleições». www.tre-sc.jus.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  5. «Antônio Ceron poderá ser o novo secretário da Agricultura». Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  6. a b «Agência ALESC | Três deputados estaduais estão entre os secretários anunciados por Colombo». agenciaal.alesc.sc.gov.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  7. «Antonio Ceron, presidente em exercício do PSD SC, recebe o título de Cidadão Lageano › PSD/SC». psd-sc.org.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  8. «CL+ | Disputa acirrada dá vitória a Elizeu Mattos». www.clmais.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  9. «Lages define os pré-candidatos à prefeitura do município». 6 de agosto de 2016. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  10. «CL+ | Aprovada colheita antecipada de pinhão». www.clmais.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  11. «Lei Ordinária 13571 2005 de Santa Catarina SC». www.leisestaduais.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  12. «Folha de S.Paulo - Siderurgia: Usinor investe US$ 420 mi em SC - 17/06/2000». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  13. «OIE declara Santa Catarina zona livre da febre aftosa sem vacinação - 22/05/2007 - UOL Últimas Notícias». noticias.uol.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  14. «Programa SC Rural capacita e incentiva mil jovens catarinenses a permanecerem no campo». Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  15. «Programa SC Rural». www.microbacias.sc.gov.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  16. «CL+ | Assembleia aprova Código Ambiental para o estado». www.clmais.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.