Antônio do Lajedinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde outubro de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Antônio do Lajedinho

Antônio Moreira Ferreira (Feira de Santana, Bahia, 6 de dezembro de 1925) é um ex-combatente que serviu à Marinha do Brasil na Segunda Guerra Mundial e jornalista. Foi condecorado e em seguida passou a trabalhar como jornalista nos periódicos O Mundo e O Careta e foi redator da revista Vigilante. Participou de quatorze antologias e publicou oito livros, inclusos dois de poemas.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Feira de Santana no ano de 1925, filho de Francisco Ferreira da Silva e Zilda Moreira Ferreira. Cursou o primário na Escola Normal Rural daquela cidade. Em Janeiro de 1942 ingressou na Marinha de Guerra Brasileira, onde participou ativamente de operações de guerra, sendo condecorado por serviços prestados á pátria e pensionado como segundo tenente das Forças Armadas do Brasil. Foi jornalista profissional e advogado atuante nas comarcas de Irecê, Morro do Chapéu, Central, Xique-Xique e Juiz de Paz da Vila de América Dourada. Recebeu em Barra do Mendes o Título de Cidadão Barramendense e do Exército Brasileiro o Diploma de Amigo do 35 BI, além das comendas Maria Quitéria, Godofredo Filho pela Câmara Municipal de Feira de Santana e Honraria no grau de Oficial da Ordem Municipal do Mérito de Feira de Santana. Poeta e Cronista é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, Instituto Internacional da Poesia, União Brasileira de Escritores e da Academia Feirense de Letras na qual exerce a função de Diretor de Biblioteca.

Realizações[editar | editar código-fonte]

Sempre antenado com a política levou grandes benefícios através das suas influências às cidades de Barra do Mendes, América Dourada e ao povoado do Spínola onde passa alguns anos se dedicando á sua fazenda. Foi entusiasta da doação do prédio da Associação dos Ex-Combatentes de Feira de Santana á Universidade Estadual de Feira de Santana, transmissão de posse que se concretizou no ano de 2012 e que resultará na construção de um museu e um memorial da 2ª Guerra Mundial no prédio que passou a ser utilizado pela UEFS.

Obras[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • ALMEIDA, Oscar Damião de; Dicionário Personificativo de Feira de Santana; 2.ª Edição;

Editorial Talentos; 2006 ;ISBN 91+981(814.22)(038).

  • OLIVEIRA, Lélia Vitor Fernandes de; Homens que fizeram História; 1.ª Edição;

Editorial Grafinort; 2004.

  • SANTANA, Instituto Histórico e Geografico de Feira de; Revista do IHGFS; 2.ª Edição; Editorial Grafinort; 2006; ISBN 93+91(814.22).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]