Aparicio Méndez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aparicio Méndez Manfredini
Aparicio Méndez Manfredini
Presidente de fato do Uruguai
Período 1 de setembro de 1976 - 1 de setembro de 1981
Antecessor Alberto Demicheli
Sucessor Gregorio Conrado Álvarez
Dados pessoais
Nascimento 24 de agosto de 1904
Rivera, Uruguai
Morte 27 de junho de 1988 (83 anos)
Montevidéu, Uruguai
Partido Partido Colorado
Profissão advogado e professor de Direito

Aparicio Méndez Manfredini (1904 - 1988) advogado e professor de Direito, foi presidente de fato de Uruguai entre 1976 e 1981. Durante a ditadura civil-militar (1973-1985).

Nascido em Rivera, foi advogado e professor de Direito administrativo entre 1934 e 1955. Se afastou da docência ao ser acusado por um grêmio estudantil de fazer apologia em sala de aula do fascismo e do franquismo. Apesar disso, ganhou prestígio, inclusive internacional, como jurista.

Pertenceu ao Partido Nacional, agremiação tradicionalmente forte no interior do país, e foi integrante da Corte Eleitoral na década de 1940 e ministro da Saúde entre 1961 e 1964.

Precedido por
Alberto Demicheli
Presidente de fato do Uruguai
1976 - 1981
Sucedido por
Gregorio Conrado Álvarez


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aparicio Méndez