Máximo Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Máximo Santos
13Presidente do Uruguai
Período 1 de março de 1882
a 1 de março de 1886
Antecessor(a) Francisco Antonino Vidal
Sucessor(a) Francisco Antonino Vidal
Presidente do Uruguai
Período 24 de maio de 1886
a 18 de novembro de 1886
Antecessor(a) Francisco Antonino Vidal
Sucessor(a) Máximo Tajes
Dados pessoais
Nome completo Máximo Benito Santos Barbosa
Nascimento 15 de abril de 1847
Canelones, Uruguai
Morte 19 de maio de 1889 (42 anos)
Buenos Aires, Argentina
Cônjuge Teresa Mascaró y Sosa
Partido Partido Colorado
Profissão Militar e Político

Máximo Santos (Pando, 15 de abril de 1847Buenos Aires, 19 de maio de 1889), foi um militar e político uruguaio, que serviu como Presidente do Uruguai em duas ocasiões: a primeira como Presidente Constitucional (1882-1886), e a segunda vez como Presidente Interino (maio até novembro de 1886).

Era membro do Partido Colorado, e tinha sido Ministro da Guerra do Presidente Francisco Antonino Vidal. Foi eleito Presidente para terminar o mandato após a renúncia de Vidal, que tinha problemas de saúde, mas acabou sendo eleito para um período de quatro anos. Após terminar o mandato, foi sucedido por Máximo Tajes

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Francisco Antonino Vidal
Presidente do Uruguai
1882 - 1886
Sucedido por
Máximo Tajes