Arjun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arjun Mk.1
Arjun MBT bump track test 2.JPG
Arjun em teste de barreiras onduladas
Tipo Carro de combate principal de batalha
Local de origem  Índia
Histórico de produção
Criador CVRDE, DRDO
Data de criação março de 1974-presente
Fabricante HVF
Custo unitário Rupia indiana17.2 crore (US$3,400,000)
Período de
produção
2004-presente
Quantidade
produzida
248 (Mk.I), 248 (Mk.II previsto)
Variantes Artilharia autopropelida com canhão de 155mm
Carro lança-ponte
VBE Veículo Blindado de Engenharia
Tank Ex "Karna"
Arjun Simulador
Arjun Mk.II
FMBT Futuristic Main Battle Tank proposto para 2020
Especificações
Peso 58,5 t (129 000 lb)
Comprimento 10,638 m (35 ft)
Largura 3,864 m (13 ft)
Altura 2,32 m (7,6 ft)
Tripulação 4
Blindagem do veículo 160 mm (6,3 in) máxima composta
Armamento
primário
1 x 120mm / Arjun (Calibre: 120mm - Alcance estimado de 0Km a 5.5Km)
Armamento
secundário
Uma Metralhadora coaxial MAG de 7.62 mm 4 Mísseis Lahat 105/120 (Anti-tanque)
Motor MTU838 Ka501 12cil.
1 400 hp (1 040 000 W)
Peso/potência 23.9hp/ton
Suspensão hidropneumática
Capacidade de combustível 1,610l
Alcance
Operacional
450 km (280 mi)
Velocidade 72km/h estrada e 40km/h terra

Arjun é um carro de combate indiano. Seu projeto tem origem nos anos 70, quando a Índia tomou a decisão de construir o seu próprio carro de combate. O primeiro protótipo do veículo viu a luz do dia em 1984, mas o seu desenvolvimento tem sido extremamente lento.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O Arjun parece aproveitar a capacidade criada na Índia para produzir tanques da família T-72, (T-72 M1). O Arjun lembra um chassis reforçado e aumentado do T-72 ao qual foi aplicada uma nova torre inspirada naquela do tanque alemão Leopard-2 (versão A4).

Ao contrário do T-72, que tem apenas seis rodas, o Arjun conta com sete. Além de mais comprido ele é mais largo, o que permite lagartas ligeiramente maiores, mantendo uma relação de peso sobre o solo pouco superior. O armamento do Arjun por seu lado parece ser derivado de um canhão britânico.

O arjun e a tentativa indiana de produzir seus próprios carros de combate e deixar a dependência externa para suprir a sua frota de tanques de guerra e manter uma superioridade bélica sobre seu vizinho e inimigo de longa data o Paquistão. A atual versão do Arjun, tem alegadamente sofrido problemas resultado de restrições financeiras.


Alegadamente um dos principais problemas enfrentados pela industria indiana, é que mesmo com parte dos seus componentes nacionalizados o Arjun é considerado extremamente caro. Calcula-se que o Arjun deva custar aproximadamente 4 milhoes de Euros. O aumento de preço do motor alemão MTU, terá alegadamente levado a indústria indiana a estudar a possibilidade de produzir um motor localmente.

Com telemetro laser, computador balístico integrado a um sistema de visão noturna, este é o mais sofisticado tanque da Índia. O canhão de 120mm é inspirado no seu equivalente alemão britânico, que equipa os tanques Challenger, mas é fabricado localmente.

O Arjun tem um custo de aquisição 40% superior ao custo do tanque T-90 de origem russa. Esse custo, aliado ao fato de as autoridades militares indianas considerarem que se trata de um projeto ultrapassado, determinou na prática o futuro do projeto.

Utilizadores[editar | editar código-fonte]

Um Arjun em testes na Índia
  •  Índia
  • Designação Local: Arjun Mk.1
  • Quantidade máxima: 125 - Quantidade em serviço: 40
  • Situação operacional: em serviço

O exército da Índia parece ter planos para tornar operacionais pelo menos dois regimentos equipados com este tanque. Eles deverão ser regimentos de elite e a sofisticação tecnológica introduzida no Arjun (que deverá ser o mais sofisticado tanque da India) são uma indicação disso. No entanto, noticias recentes referem que o exército indiano que nos anos 70 parecia especialmente interessado no desenvolvimento do veículo, parece ter perdido o interesse pelo seu desenvolvimento, havendo presentemente muitos defensores da utilização de modelos derivados do T-72. A decisão sobre a adoção ou não do Arjun no futuro parece contar com a oposição de muitos oficiais do exército indiano, que aparentemente preferem o tanque T-90S. Mais recentemente, foi anunciado que a Índia pretende desenvolver um novo sistema, de uma geração futura, deixando assim de lado a aquisição do Arjun como a eventual aquisição de ainda maiores quantidades de tanques T-90S.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Arjun
Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.