T-10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um tanque T-10 soviético em um museu em Kiev.

O T-10 foi um tanque de guerra desenvolvido pela União Soviética durante a Guerra Fria. Ele começou a ser produzido em 1952 na versão IS-10 (Iosif Stalin, forma russa do nome Josef Stalin), mas devido ao clima político tenso da era pós-Stalin (a desestalinização), a partir de 1953, o veículo foi redesignado como T-10.[1][2]

A maior diferença, se comparado ao seu antecessor (o IS-3), era o casco mais longo, sete pares de rodas, uma torre de tiro nova, um motor melhor e blindagem aprimorada. A performance em geral era a mesma, apesar do T-10 poder carregar mais munição. O tanque deixou de ser produzido em 1956, chegava a fazer mais de 40 km/h e levava uma tripulação de quatro homens. Ficou no serviço ativo até o começo da década de 1990, quando foi aposentado. Participou de alguns conflitos no oriente médio (como a Guerra dos Seis Dias e a do Yom Kipur).[2]

Utilizadores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Perret, Bryan, Soviet Armour Since 1945, London:Blandford Press (1987), ISBN 0-7137-1735-1
  2. a b "IS-10 / T-10 (Josef Stalin) Heavy Tank (1953)". Página acessada em 6 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre T-10