Auto Viação Catarinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Catarinense
Razão social Auto Viação Catarinense
Empresa de capital fechado
Slogan Viaje melhor, viaje Catarinense.
Indústria Transportes
Gênero Privada
Fundação 13 de abril de 1928 (90 anos)
Sede Florianópolis, Brasil
Área(s) servida(s)  Paraná
 Rio de Janeiro
 Rio Grande do Sul
 Santa Catarina
 São Paulo
 Minas Gerais
Proprietário(s) Grupo JCA
Pessoas-chave Jelson da Costa Antunes
Empregados 1.300
Produtos Transporte Rodoviário de Passageiro
Turismo
Transporte de cargas
Website oficial http://www.catarinense.net/pt/

Auto Viação Catarinense Ltda. é uma empresa brasileira de Transporte rodoviário que atua nas regiões Sul e Sudeste, bem como no Paraguai. Foi fundada em 13 de abril de 1928, no município de Blumenau. Após sua venda ao Grupo JCA em 1995, sua sede administrativa foi transferida para Florianópolis.

Foi a primeira empresa de transporte rodoviário de passageiros a adquirir concessão pública no Brasil, com uma linha entre Blumenau e Florianópolis, e é a mais antiga do Brasil ainda em atividade. Hoje conta com 1.300 empregados e uma frota com mais de 400 veículos, atuando em 150 linhas intermunicipais, interestaduais e internacionais.

O grupo brasileiro JCA, a qual pertence, também é proprietário da Auto Viação 1001, Expresso do Sul, Rápido Ribeirão Preto, Rápido Macaense, Viação Cometa e Barcas SA (empresa de transporte hidroviário responsável pela travessia de passageiros na baía de Guanabara), além da Empresa Boqueron S.R.L.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de abril de 1928, a Catarinense é criada sob a razão social Empreza Auto Viação Catharinense. A nova empresa começou operando uma linha que ligava Blumenau a capital Florianópolis, ambas no Estado de Santa Catarina. Nessa época, devido a precariedade das estradas e também pela fragilidade de seus veículos (naquele tempo, jardineiras), as viagens eram feitas apenas duas vezes por semana.

A empresa ia crescendo aos poucos a medida que conseguia aumentar sua frota, com veículos mais modernos e resistentes. Contudo, ainda iria demorar para a Catarinense começar a atuar fora de seu estado, fato que só ocorreu na década de 40, quando a viação começou a atender também o Rio Grande do Sul indo até a capital Porto Alegre. Mesmo assim, a empresa enfrentara outro obstáculo: o novo percurso, que passava em boa parte do litoral catarinense e gaúcho, só era realizado quando as marés estavam baixas, pois parte do caminho era coberto pela areia trazida por elas, o que dificultava as viagens.

Anos depois, já nos anos 80, a Catarinense adquire a Companhia Rex de Transportes Ltda., da cidade de Lages, que era responsável por diversas linhas no sul e oeste do estado de Santa Catarina. Em 1995, a Catarinense é adquirida pelo Grupo JCA, a qual pertence até hoje. Em 1997, a empresa absorveu a Companhia Rex de Transportes Ltda. Em 1999, a Catarinense adquire 5 linhas da concorrente Itapemirim e 23 linhas da Empresa de Ônibus Nossa Senhora da Penha S.A.[1]

Em 2016, passa atender algumas linhas que eram operadas pela Viação Pluma Internacional, estendendo sua operação para o Rio Grande do Sul. Além disso, o Grupo JCA adquiriu a Expresso Kaiowa, e esta sendo incorporada à Auto Viação Catarinense, que por sua vez, explora a linha Foz do Iguaçú x Rio de Janeiro (que possui seção em São Paulo no Terminal Barra Funda).

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Por ser uma das mais utilizadas por passageiros que fazem viagem ao sul do país, a Catarinense renova com frequência sua frota de ônibus.[2] Hoje, a empresa atua nos cinco estados do sul e sudeste do país, e também no Paraguai oferecendo diversos horários.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências