Battlefield 3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde junho de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Battlefield 3
Produtora(s) EA Digital Illusions CE
Publicadora(s) Electronic Arts (EA)
Distribuidora(s) Electronic Arts (EA)
Diretor(es)
  • Tom Keegan [1]
  • Arte: Gustav Tilleby [2]
  • Áudio: Stefan Strandberg [3]
  • Animação: Tobias Dahl [2]
  • Técnico: Vidar Nygren
Produtor(es) Patrick Bach [4]
Designer(s)
  • David Goldfarb [4]
  • Lars Gustavsson [4]
  • David Spinnier
Escritor(es)
  • David Goldfarb [1]
  • Adrian Vershinin [1]
  • Mikael Säker [1]
Motor Frostbite 2.0[5]
Plataforma(s)
Série Battlefield
Data(s) de lançamento
  • EU 28 de Outubro de 2011
  • JP 2 de Novembro de 2011
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa, Ação
Modos de jogo
Número de jogadores Um (01) em Campanha
Dois (02) em Cooperativo
até 64 Multijogador (PC) [9]
até 24 (Consoles) [10]
Mídia Disco óptico, Blu-ray, DVD, Distribuição digital
Requisitos mínimos Processador: Intel Core 2 Duo / AMD Athlon X2
  • Velocidade do processador: 2 núcleos de 2.7 GHz
  • Memória RAM: 2 GB
  • Memória de vídeo: 512 MB
  • Chipset de vídeo: NVIDIA 8800 GT / ATI HD 3870
  • Direct3D: Sim
  • Versão do DirectX: 10.0
  • Sistemas Operacionais: Windows Vista, Windows 7
  • Espaço: 20 GB livres em disco
  • Windows Vista ou superior [5]
  • DirectX 11[5]
Controles Joystick, mouse, Teclado
Traduções Russo, Espanhol
Último
Battlefield: Bad Company 2 (2010)
Battlefield 4 (2013)
Próximo

Battlefield 3 (BF3) é um jogo de tiro em primeira pessoa (FPS) desenvolvido pela EA Digital Illusions CE (DICE) e publicado pela Electronic Arts. Lançado em 25 de outubro de 2011 para Microsoft Windows, PlayStation 3 e Xbox 360.[11] Em sua primeira semana do lançamento vendeu 5 milhões de cópias e recebeu elogios da crítica especializada em jogos eletrônicos.[12] Como o jogo só suporta DirectX 10 e 11, e o primeiro jogo da série não suporta versões anteriores ao Windows Vista.[13] [5] A versão para PC é exclusivo para a plataforma Origin da EA, através do qual os usuários de PC devem se autenticar ao entrar no jogo.[14]

No modo campanha, os jogadores assumem os papéis de várias entidades militares, um USMC, um operador de tanque M1A2 Abrams, e um agente da inteligência Russa (GRU). A campanha acontece em vários locais, como Irã e Nova York, e segue a história do sargento Blackburn e Dimitri Mayakovski. Apesar de seu nome, é o décimo primeiro jogo da franquia Battlefield, e a sequência direta de Battlefield 2, lançado em 2005.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Campanha[editar | editar código-fonte]

A campanha do jogo acontece no ano de 2014. As missões são recordações que fazem parte do interrogatório do sargento Blackburn e não ocorrem na ordem dos acontecimentos. Cronologicamente, as missões iniciais da campanha são definidas perto da fronteira Irã-Iraque, onde o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos estão lutando contra um grupo terrorista chamado Libertação e Resistência Popular (PLR).[15] Ao avançar na campanha o jogo tem cenários do norte do Irã, as ruas de Paris, e os esgotos e túneis de metrô em Nova York.[16]

Cooperativo[editar | editar código-fonte]

Existe um modo cooperativo em Battlefield 3 onde no máximo de dois jogadores conectados por internet podem jogar seis missões disponíveis em três níveis de dificuldade cada uma. Ao jogar em modo cooperativo o jogador acumula pontos como recompensa por matar inimigos e completar objetivos em cada missão. Acumulando pontos novas armas são desbloqueadas para serem utilizadas no modo multijogador. As armas disponíveis ao completar o modo cooperativo são: 93R, MP412 REX, MP7, M39 EMR, G3A3, KH2002

Multijogador[editar | editar código-fonte]

Em Battlefield 3, o jogador assume um dos quatro papéis no modo multijogador: Assalto, Engenheiro, Suporte e Franco-Atirador. A classe assalto concentra-se em rifles de assalto e curar companheiros. A classe de suporte se concentra em fornecer munições e fogo de apoio com armas de grande capacidade de munição. A classe de Engenheiro concentra-se em apoiar e destruir veículos. A classe Franco-Atirador tem o foco de alertar inimigos e tiro a longa distância. A mecânica das armas foi alterada para utilizar o novo motor: armas compatíveis podem ter bipés anexados que podem então ser implantados no chão enquanto fica na posição deitado ou colocado em uma base como, por exemplo, uma janela, e fornecer um aumento significativo para a precisão e redução de recuo. Fogo de supressão das armas embaça a visão e reduz a precisão dos inimigos, bem como a regeneração da saúde. A classe Franco-Atirador pode colocar um rádio em qualquer lugar no mapa em que todos os membros do esquadrão serão capazes de voltar ao campo de jogo.

Vários modos de jogo estão presentes, incluindo Conquest, Rush, Squad Deathmatch, Squad Rush e pela primeira vez desde Battlefield 1942, Team Deathmatch.

A versão para PC de Battlefield 3 por padrão é lançado através de um navegador web a partir do site web Battlelog. Um navegador servidor está presente nas versões para console do jogo, no entanto.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro Sargento Henry "Black" Blackburn
Um membro da U.S. Marine Corps 1st Reconnaissance Battalion e o protagonista do jogo. Sua voz é dublada por Gideon Emery.[1]
  • Sargento Jonathan "Jono" Miller
Miller era um operador de tanque,que fazia parte da equipe de apoio em uma operação contra a PLR em Teerã.
  • Tenente Jennifer "Colby" Hawkins
Hawkins é uma F/A-18 NFO, responsável pelo sistemas de armas da aeronave enquanto participava de uma operação aérea sobre Teerã.
  • Dimitri "Dima" Mayakovsky
Agente secreto Russo com a missão deter uma ameaça nuclear em Paris e no norte de Irã. Sua voz é dublada por André Sogliuzzo e a captura de movimentos pelo ator Oleg Taktarov. [1]
  • Solomon
Antagonista principal do jogo, trabalha em estreita colaboração com o PLR, Kaffarov e a CIA. Sua voz é dublada por Mark Ivanir. [1]
  • Soldado David Montes
Um fuzileiro naval americano que luta junto com o sargento Henry Blackburn, e é também o último sobrevivente de seu pelotão. Sua voz é dublada pelo Ronan Summers.[1]
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
SEMPER FIDELIS

A campanha começa com um fuzileiro naval dos EUA desconhecido que atravessa uma rua em Nova York e para em uma cerca acima dos trilhos do metrô. Ele pula no trem que passa logo abaixo e entra num túnel. No trem há vários soldados atuando em um ataque terrorista. O fuzileiro rouba a pistola de um inimigo e luta para chegar a frente do trem. Lá, ele encontra um recipiente verde e um último atirador. Antes de poder agir, ele é abordado e derrubado por um outro homem, que aponta um revólver para seu rosto e pergunta se ele está sozinho.

OPERATION SWORDBREAKER

O jogo então muda para oito horas mais cedo, com a chegada de dois agentes da CIA, Gordon e Whistler em uma sala de interrogatório com o fuzileiro naval, que revelou-se ser Henry Blackburn. Os dois então começam a questionar Blackburn, que continua a falar sobre seu conhecimento de uma pessoa chamada de Solomon, que segundo ele planeja um ataque terrorista em Nova York. Os agentes então perguntam a Blackburn sobre o seu envolvimento na Operação Swordbreaker, para onde ele relembra seu papel na operação. Nove meses antes, a unidade de Blackburn foi encarregada de encontrar uma patrulha desaparecida. Enquanto eles fazem seu caminho através da cidade, se envolvem em tiroteios com insurgentes. Após tiroteios múltiplos, um grande terremoto atinge a cidade, fazendo com que escombros de um prédio caíssem sobre Blackburn.

UPRISING

Ele em seguida fala de como ele escapou da cidade em ruínas, onde ele foi forçado a lutar através de linhas da PLR para chegar a um local de evacuação. É logo revelado que, Faruk Al-Bashir e a Libertação Popular e Resistência (PLR) chegaram ao poder no Irã, na sequência de um golpe de Estado no país e os EUA responderam com o envio de uma força de invasão marinha para removê-lo do poder e esmagar a PLR.

GOING HUNTING

De volta à sala de interrogatório, Blackburn é informado das ações da tenente Jennifer Hawkins, uma piloto que havia realizado um ataque aéreo sobre Teerã, onde a unidade de Blackburn havia sido encarregada de realizar uma avaliação de danos em batalha. O ataque, que visava matar Al-Bashir, infelizmente falhou, porém a invasão continuou, com um ataque geral de Teerã a ser realizado.

OPERATION GUILLOTINE

Quando Blackburn e seus colegas fuzileiros David Montes e Steve Campo chegam ao seu destino no Banco de Teerã, eles descobrem que uma bomba nuclear dentro de uma mala russo no cofre principal do banco. O grupo também descobriu que duas bombas da mala estão faltando. Ligaram para o suporte / evacuação das unidades da Marinha e outros, a escalação de Blackburn permanece no banco, à espera de extração.

COMRADES

De volta a Nova York, Blackburn é informado de como oito horas antes, Dmitri "Dima" Maiakovski e outros dois agentes da GRU, Kiril e Vladimir tentaram impedir a bomba de ser detonada. Eles a localizaram em um prédio comecial, eles perseguem membros PLR carregando uma das bombas nucleares eles se envolvem em tiroteios múltiplos em Paris. A unidade começa a se mover para os becos seguintes atrás da bomba transportadora, um insurgente PLR dispara um RPG-7V2 que passa por Dima e Kiril , explode em um ônibus logo atrás dos três. Vladimir é arremessado com a explosão e ao se revelar, um grande pedaço de estilhaços é encontrado perfurando seu peito. Dima arrasta Vladimir para a segurança, mas ele manda-os ir sem ele, dizendo que isso ia "mantê-los salvos", eventualmente sucumbe aos seus ferimentos. Os dois eventualmente encontram o transportador, mas não encontram a bomba, que estava dentro do prédio, sendo que os soldados eram uma isca . Momentos depois a ogiva explode, matando cerca de 80.000 pessoas.

THUNDER RUN

Backburn diz então aos agentes de como o Sargento Jonathan "Jono" Miller e Anvil três responderam ao apelo de sua unidade de socorro a partir do banco em Teerã. Como o Batalhão de Tanques e-Kavir cruzaram o deserto para alcançar unidade Blackburn, 10 tanques T-72 chegam de trás de uma duna de areia e abrem fogo sobre o Abrams. Os fuzileiros navais então se envolvem"guerra de veículos" por todo o deserto.

FEAR NO EVIL

Quando a equipe de Sargento Miller, finalmente chegam, Blackburn e o tanque recebem dano pesado. Ele então decide ficar para trás para fornecer cobertura via torre para a unidade de medida que escape. Miller está no fim, mas é atacado por trás, e é capturado pela PLR.

NIGHT SHIFT

Os agentes, então, mostram um vídeo ao Blackburn da PLR torturando Miller que é executado por Solomon após um curto monólogo por Faruk Al-Bashir . Blackburn em seguida, responde dizendo aos agentes de como ele mais tarde captura Al-Bashir, logo após a execução de Miller. Depois de Blackburn dar apoio de campo como sniper para Misfit são, então, ordenados para se juntar a eles na captura de Al-Bashir. Pouco depois, eles encontram o local onde Miller foi executado onde um pequeno tiroteio segue. Como a unidade chega a localização presumida de Al-Bashir, eles o avistam tentando fugir em um veículo. Blackburn, então, rapidamente desativa o seu veículo e incapacitando-o. Blackburn , em seguida, transporta Al-Bashir a um shopping center próximo à espera de extração como a PLR fecha dentro Na extração, Al-Bashir lhes dá informações sobre Salomon , e seu plano para detonar as duas bombas restantes antes de morrer.E Blackburn em seguida, verificar o seu telefone celular para mais informação.

ROCK AND A HARD PLACE

Blackburn diz então o que aconteceu como as unidades do ataque que se moveu em direção villa Amir Kaffarov com a intenção de matá-lo para encobrir o envolvimento dos russos com a PLR. Enquanto estiva em Growler ITV s, a unidade é atacada por uma unidade russa e se envolvem em um tiroteio. Pouco depois, eles prosseguem a pé até a rodovia nas proximidades, testemunhando centenas de russos descendo com paraquedas na área Como Blackburn, seu esquadrão, e Cole chegam ao fim da estrada, a maioria dos Misfit foi desativado. Um russo Su-25TM overhead ataca os fuzileiros navais. Depois de uma confusão inicial, é revelado que o necessário armas anti-aérias - o Stingers FIM-92 - estavam na ITV Growler que estavam à frente e atrás do comboio. Eles, então, fazem um avanço para a ITV na frente do comboio, percebendo que foi longe demais para voltar na parte traseira do comboio, passando de proteção a proteção com o Su-25 faz ataques a eles. Por fim, Blackburn obtém um Stinger e consegue derrubar o avião russo. Na última passagem da aeronave, porém, ele descobre que Christian Matkovic e Campo foram mortos. Isto leva Montes e Blackburn a separar-se, e chegar em desacordo com Cole, que parece irredutível.

KAFFAROV

Blackburn depois conta como Dima, Kiril, e Vladimir entraram na vila horas antes. Em um esquadrão de paraquedismo (Dima, Kiril e Vladimir) ocorre uma entrega de armas, eles pousam pegam as armas e então a equipe entra então em um veículo avançam para a vila. Ao ser descoberto, eles dirigem do lado de fora da vila e lutam o seu caminho para dentro Ao entrar uma variedade de quartos em busca de Kaffarov, eles chegam a um esconderijo contendo uma sala de reuniões, um campo de tiro, um cofre e uma sala de treinamento, matando os homens do Kaffarov . Depois de lutar , eles eventualmente chegam a uma escada que levava até um heliporto, onde o helicóptero Kaffarov está prestes a decolar. Dima, em seguida, corre em direção ao helicóptero e agarra a borda do mesmo, que está começando a decolar. Dima e Kaffarov então se envolver em uma briga antes de cair para fora do helicóptero, para o teto de vidro e piscina abaixo. Kaffarov implora por piedade e promete contar Dima sobre qualquer informação sobre Salomon, para a sua liberdade, mas é nocauteado por Dima com um soco no rosto.

Blackburn , em seguida, chega à vila com Cole e é coordenado a ir à frente pela vila em chamas. Ele então descobre um Kaffarov nocauteado na casa, piscina e Dima segurando o que parece ser um MP-443. Dima, em seguida, explica sobre como as armas nucleares foram roubadas na Rússia, e que o próximo alvo de Salomon é Nova York. Oficial de Blackburn, Cole, tenta prender Dima, mas Blackburn é rapidamente forçado a atirar em Cole. Blackburn então começa a tentar impedir Salomon de destruir Nova York, enquanto Dima, Kiril, e Vladimir ir a Paris para capturar a outra bomba.

THE GREAT DESTROYER

Sentimento Blackburn lhes deu informação suficiente, os agentes revelam que Solomon é realmente um ativo dos EUA. Eles, então, trazer Montes no quarto e tentar persuadir Blackburn falsamente confessa que foi Dima que colocou a bomba Paris e não Salomon. No entanto, como os dois homens saem depois de receber uma chamada de que um trem foi sequestrado, Blackburn e Montes atiram nos dois homens (Agente de Whistler e um guarda sem nome), quando eles retornam. Os dois então escapar e Blackburn salta para o comboio, e salta através de uma janela para ele. Em seguida, ele luta contra seu caminho até o fim, até ser emboscado por Salomon. Os dois então lutaa e Blackburn desarma-lo, usando outro operatório PLR como um escudo, destruindo o motor do trem.

Após uma perseguição curta nos esgotos, Blackburn sai às ruas de Nova York. Montes chega com um carro da polícia roubado e pega ele, perseguindo Salomão a Times Square. No final, Montes bate no carro de Salomon e ambos Montes e Blackburn escapam. Salomon, em seguida, deixa o seu veículo, e se prepara para executar Blackburn. Montes tenta atirar Salomão, mas é atingindo, fazendo com que alguns espectadores a correrem com medo. Salomon puxa o gatilho, mas o cilindro estava vazio. Os dois então se envolvem em uma luta corpo a corpo, sendo que Blackburn mata Solomon com golpes de tijolo na cabeça. Em seguida, ele encontra a bomba e, rapidamente, desativa ela.

A cena então vai para Dmitri Maiakovski , agora com diagnóstico de envenenamento por radiação da explosão em Paris. Sobrecarregado com o que ele tinha que fazer no exército russo, Dima escreve uma nota de suicídio e acredita-se que se matou. No entanto, uma batida foi ouvida na porta e a tela fica preta antes do disparo ser ouvido, deixando um mistério se ele atirou em si mesmo, e quem estava à porta.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora oficial foi lançada em 24 de outubro de 2011, um dia anterior ao lançamento oficial do jogo. Está disponivel na loja online iTunes e Amazon.[17]

30 segundos do tema principal

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Todas as músicas compostas por Johan Skugge & Jukka Rintamäki.

Battlefield 3 (trilha sonora original)
N.º Título Música Duração
1. "Battlefield 3 Main Theme"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 1:56
2. "Thunder Run"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:51
3. "The Red Wire"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:33
4. "Solomon's Theme"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:51
5. "Spark"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:43
6. "Frostbite"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:49
7. "The Death of Vladimir"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:17
8. "Fire From the Sky"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 3:06
9. "Kaffarov's Villa"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 1:05
10. "Operation Metro"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:03
11. "La Bourse"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:53
12. "Tremors"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:04
13. "Choked"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:15
14. "Black Gold"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 1:23
15. "The Great Destroyer"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 2:22
16. "Hunter's Point"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:54
17. "Brawl"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:48
18. "Interrogating Blackburn"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 6:39
19. "Battlefield 3 Dark Theme"   Johan Skugge & Jukka Rintamäki 0:32
Duração total:
35:59

Conteúdo para download[editar | editar código-fonte]

A EA anunciou e disponibilizou alguns DLC´s para o modo multijogador. A campanha

Back to Karkand[editar | editar código-fonte]

O primeiro DLC, "Back to Karkand", foi anunciado antes do lançamento de BF3 e foi lançado em 13 de Dezembro de 2011 para PC e Xbox 360, enquanto para o PS3 foi disponibilizado uma semana antes. Este DLC possui quatro mapas refeitos de Battlefield 2 sendo eles Gulf of Oman, Wake Island, Strike at Karkand e Sharqi Peninsula. Trás também três novos veículos e dez novas armas.

Close Quarters[editar | editar código-fonte]

Capa do Close Quarters

O segundo DLC, "Close Quarters" foi lançado em junho de 2012 com quatro novos mapas de infantaria, dez novas armas, dez novas atribuições, cinco Dogtags únicos e um novo modo de jogo Dominação, um modo Conquest adaptado para menor espaços.[18] [19]

Armored Kill[editar | editar código-fonte]

O terceiro DLC, "Armored Kill" tem seu lançamento previsto para terceiro ou quarto trimestre de 2012. O DLC está definido para incluir os novos veículos, como tanques, ATVs e artilharia móvel, além de novos mapas voltados para veículos. Nesta DLC, há o maior mapa de toda a história do Battlefield: Bandar Desert.

Aftermath[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado um DLC intitulado de "Aftermath" em um trailer para Battlefield 3 Premium. Seu lançamento foi em dezembro de 2012.

  • 3 veículos novos, incrivelmente modificados para mostrar engenharia inteligente e poder de fogo
  • Use a nova besta para matar silenciosamente o inimigo
  • O novo modo de jogo, Scavenger, coloca você buscando por armas em meio às ruínas e brigando por sua sobrevivência

End Game[editar | editar código-fonte]

Battlefield 3: End Game é um dos cinco pacotes de expansão inclusos no Battlefield 3 Premium, junto com diversos itens de jogo exclusivos, acesso antecipado e muito mais.

O End Game proporciona alguns dos combates mais acelerados do momento em quatro mapas extensos. Corra pelas linhas inimigas usando a nova motocicleta, que traz velocidade e agilidade ao campo de batalha, ou revide aos ataques aéreos com os novos veículos AA leves. Coordene ataques e defesas ultrarrápidos na volta do modo de jogo clássico Capture The Flag (Capturar a Bandeira) ou entre em grandes batalhas aéreas no Air Superiority (Superioridade Aérea). No céu, o novo dropship apresenta a habilidade de virar a mesa com as entregas aéreas de rápida implantação de transporte de tropas.

Recursos-Chave: • Quatro mapas novos feitos para combates e ação em alta velocidade. • Três veículos novos, incluindo motocicletas rápidas e ágeis. • O novo dropship dá auxílio às tropas terrestres com capacidades de entregas de veículos. • Volte aos modos clássicos de jogo Capture the Flag e Air Superiority

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
1UP.com (PC) A- [20]

(PS3 & X360) B+ [21]

Game Informer (PC) 9.5/10 [22]
GameSpot 8.5/10 [23] [24] [25]
Game Spy (PC) 5 de 5 estrelas.[26]
IGN 9/10 [9] [27] [10]
EuroGamer 8/10[28]
Joystiq 4.5 de 5 estrelas.[29]
Official Xbox Magazine 9/10[30]
Pontuação global
Publicação Nota média
Game Rankings (PC) 87.03% [31]

(PS3) 84.88% [32]
(X360) 84.34% [33]

Metacritic (PC) 89/100 [34]

(PS3) 85/100 [35]
(X360) 84/100 [36]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Battlefield 3 recebeu críticas muito positivas por parte de Metacritic e GameRankings tanto para PC como para os consoles PlayStation 3 e Xbox 360. Seu melhores gráficos são o da versão para PC, seguido dos consoles.

Uma análise do Meristation classificou o jogo como nota 9.5 (excelente), deixando claro que "assim é a guerra".[37]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Battlefield 3 vendeu 5 milhões de cópias em sua primeira semana, convertendo-se no jogo mais vendido da companhia Electronic Arts.[38] Em 29 de junho de 2012 a EA revelou que jogo já havia vendido 15 milhões de cópias mundialmente.[39]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Best Shooter, 2011 IGN People's Choice Award[40]
  • Best Multiplayer Game, 2011 IGN People's Choice Award[41]
  • Best Xbox 360 Shooter, Best of 2011 IGN Award & 2011 IGN People's Choice Award[42]
  • Best Xbox 360 Multiplayer Game, Best of 2011 IGN Award & 2011 IGN People's Choice Award[43]
  • Best PS3 Shooter, 2011 IGN People's Choice Award[44]
  • Best PS3 Multiplayer Game, Best of 2011 IGN Award & 2011 IGN People's Choice Award[45]
  • Best PC Shooter, Best of 2011 IGN Award & 2011 IGN People's Choice Award[46]
  • Best PC Multiplayer Game, Best of 2011 IGN Award & 2011 IGN People's Choice Award[47]

Referências

  1. a b c d e f g h «Battlefield 3 (2011) (VG) - Full cast and crew» (em inglês). IMDB.com. Consultado em 06 de junho de 2012. 
  2. a b Hanson, Ben (01 de março de 2011). «The Technology Behind Battlefield 3 - Features». GameInformer.com. Consultado em 27 de junho de 2012. 
  3. Hanson, Ben (28 de fevereiro de 2011). «War Tapes: The Sounds Of Battlefield 3 - Features». Gameinformer.com. Consultado em 27 de junho de 2012. 
  4. a b c «DICE About». DICE.se. Consultado em 06 de junho de 2012. 
  5. a b c d «Battlefield 3 leaving DX 9 behind, Frostbite 2 engine good news for PC gamers» (em inglês). Neoseeker. Consultado em 7 de Fevereiro de 2011.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  6. «Battlefield 3 at E3 roundup!». Blogs Battlefield EA. 2011-06-08. Consultado em 2011-06-09. [ligação inativa]
  7. «Battlefield 3 at E3 roundup!». Blogs Battlefield EA. 2011-06-08. Consultado em 2011-06-09. 
  8. {{cite web|url=http://www.game.co.uk/en/battlefield-3-limited-edition-physical-warfare-pack-131796?pageSize=20&categoryIdentifier=10210&attributeName1=Age%20Rating&attributeValue1=4294965995%7Ctitle=Battlefield 3 Limited Edition: Physical Warfare Pack|publisher=Game Retail Limited|acessodata=04 de julho de 2013
  9. a b c Eykemans, Peter (24 de outubro de 2011). «Battlefield 3 Review – PC Review at IGN» (em inglês). IGN Entertainment. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  10. a b Eykemans, Peter (25 de outubro de 2011). «Battlefield 3 Review – PlayStation 3 Review at IGN Battlefield 3 Review – Xbox 360 Review at IGN» (em inglês). IGN Entertainment. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  11. Matros, Daniel (9 de Abril de 2011). «zh1nt0 (Community Manager) answers Battlefield 3 questions» (em inglês). BF3Online. Consultado em 9 de Abril de 2011. 
  12. «EA Sells 5 Million Copies of Battlefield 3 in a Week» (em inglês). PCMag. 31 de Outubbro de 2011. Consultado em 31 de Outubbro de 2011. 
  13. «Battlefield 3 PC receiving "special effort", won’t run on Windows XP» (em inglês). PC Gamer. 4 de janeiro de 2011. Consultado em 6 de Outubro de 2011. 
  14. «Even Retail Copies of Battlefield 3 Require Origin» (em inglês). 1Up.com. Pereira, Chris. Consultado em 4 de Outubro de 2011. 
  15. «First impressions / Battlefield 3 single-player» (em inglês). 2 de Março de 2011. Consultado em 11 de Agosto de 2011. 
  16. Onyett, Charles. «GDC: Battlefield 3 is Beautiful» (em inglês). IGN. Consultado em 2 de Março de 2011. 
  17. «iTunes - Music -Battlefield 3 (Original Video Game Soundtrack) by Johan Skugge, Jukka Rintamaki & EA Games Soundtrack» (em inglês). iTunes. 24 de outubro de 2011. Consultado em 06 de junho de 2012. 
  18. «Battlefield 3 Close Quarters – Available Now» (em inglês). Battlefield.com. Consultado em 19 de julho de 2012. 
  19. «Battlefield 3 Close Quarters - EA» (em inglês). Ea.com. Consultado em 19 de julho de 2012. 
  20. Winterhalter,Ryan. «Battlefield 3 Review for PC from from 1UP.com» (em inglês). 1UP.com. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  21. Winterhalter,Ryan. «Battlefield 3 Review for PS3, 360 from 1UP.com» (em inglês). 1UP.com. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  22. «Battlefield 3 Review: The Elite FPS Franchise – Battlefield 3 – PC» (em inglês). GameInformer.com. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  23. Watters, Chris. «Battlefield 3 Gamespot PC Review» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  24. «Gamespot Battlefield 3 PS3 Review» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  25. «Gamespot Battlefield 3 Xbox 360 Review» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  26. «GameSpy: Battlefield 3 PC Review» (em inglês). IGN Entertainment. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  27. Eykemans, Peter (25 de outubro de 2011). «Battlefield 3 Review – Xbox 360 Review at IGN» (em inglês). IGN Entertainment. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  28. Dan, Whitehead (25 de outubro de 2011). «Battlefield 3 Review» (em inglês). EuroGamer. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  29. Gies, Arthur (24 de outubro de 2011). «Battlefield 3 review: Squad score bonus» (em inglês). AOL. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  30. Lewis, Cameron. «Battlefield 3 Review» (em inglês). Official XBox Magazine. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  31. «Battlefield 3 for PC – GameRankings» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  32. «Battlefield 3 for PlayStation 3 – GameRankings» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  33. «Battlefield 3 for Xbox 360 – GameRankings» (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 23 de junho de 2012. 
  34. «Battlefield 3 PC Metacritic Score» (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2012. 
  35. «Battlefield 3 PlayStation 3 Metacritic Score» (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2012. 
  36. «Battlefield 3 Xbox 360 Metacritic Score» (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2012. 
  37. http://www.meristation.com/v3/des_analisis.php?id=cw4ea48818dabe6&idj=cw4c56c879e5396&pic=PC
  38. Gilbert, Ben (31 October 2011). «Battlefield 3 internal sales estimates show 5 million units sold in week one, globally». Consultado em 31 October 2011. 
  39. Brightman, James (29 June 2012). «EA looking to bring Battlefield Premium type service to more properties». GamesIndustry.biz. Gamer Network. Consultado em 8 February 2014. 
  40. «Best Shooter – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  41. «Best Multiplayer – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  42. «Best Xbox 360 Shooter – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  43. «Best Xbox 360 Multiplayer Game – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  44. «Best PS3 Shooter Game – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  45. «Best PS3 Multiplayer Game – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  46. «Best PC Shooter – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 
  47. «Best PC Multiplayer Game – Best of 2011». IGN. Consultado em 20 January 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]