Battlefield: Bad Company 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Battlefield: Bad Company 2
Desenvolvedora(s) DICE
Publicadora(s) Electronic Arts
Produtor(es) Patrick Bach
Projetista(s) David Goldfarb
Escritor(es) Lo Wallmo
David Goldfarb
Artista(s) Gustav Tilleby
Compositor(es) Mikael Karlsson
Motor Frostbite
Série Battlefield
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 3
Xbox 360
Lançamento
  • AN 2 de março de 2010
  • EU 5 de março de 2010
  • JP 11 de março de 2010
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Um jogador
Multijogador
Battlefield 1943
Battlefield Online

Battlefield: Bad Company 2 é um jogo de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela DICE e comercializado pela Electronic Arts para o Microsoft Windows, PlayStation 3 e Xbox 360. O jogo é a sequência direta de Battlefield: Bad Company, foi anunciado em uma das conferências da Electronic Arts e foi exibido pela primeira vez na E3 de 2009. O jogo foi lançado mundialmente em março de 2010.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogo Bad Company 2 assemelha-se ao seu antecessor e é definido em vários ambientes da América do Norte e as regiões montanhosas ao longo das fronteiras da União Soviética. Como seu antecessor, Bad Company 2 apresenta ambientes destrutíveis. O sistema é apelidado de "Destruição 2.0" que ocorre quando o edifício está bastante comprometido e ele acaba desmoronando.

Campanha[editar | editar código-fonte]

O jogo começa com uma missão no Teatro do Pacífico da Segunda Guerra Mundial. Você joga como um fuzileiro naval E.U.A durante Operação Aurora. Eventualmente, no final da missão, o jogador vai ver e ouvir uma grande explosão antes de uma enorme onda de maré matar o personagem e seus companheiros de pelotão, bem como seus acompanhantes, um cientista japonês que tinha informações cruciais sobre um ADM japonês. O esquadrão Bad Company tenta recuperar uma arma russa. Depois de pegá-la, eles dirigem-se ao ponto da extração. Em seguida, reúnem-se com um general que informa-lhes que tudo era uma farsa. Ele então diz que eles agora são parte da Divisão de Atividades Especiais (SAD), a qual ele lidera. O General, em seguida, envia-os para a Bolívia para resgatar um agente. A equipe Bad Company encontra forças russas com armamento pesado, juntamente com a milícia local.

Multijogador[editar | editar código-fonte]

Os jogadores podem escolher seu personagem a partir de um conjunto de kits de armas: Assault, Engineer, Recon, e Médico. Além das granadas de mão e armas padrão, cada classe também tem uma arma inicial primária e um par de aparelhos exclusivos para essa classe e um menu de seleção personalizável. Ganhar pontos de experiência permite a um jogador para destravar e usar armas diferentes e gadgets, alguns só utilizáveis por uma determinada classe e alguns à disposição de qualquer classe que usa o jogador.

Modos[editar | editar código-fonte]

  • Rush: Os jogadores têm de defender ou destruir pares de estações M-COM. Uma estação de M-COM pode ser destruída por uma plantação de carga (bomba), utilizando armas convencionais ou quando um edifício é destruído ("Destruição 2,0").
  • Conquest: Os jogadores devem reter o domínio da bandeira.
  • Squad Deathmatch: Quatro pelotões de infantaria e um veículo de combate irão batalhar, e o primeiro esquadrão a fazer cinquenta pontos ou mais, dependendo das configurações do servidor, vence a partida.
  • Squad Rush: Rush Squad coloca um esquadrão de quatro jogadores contra outro time de quatro jogadores para um máximo de oito jogadores.

Referências