Biscoito Fino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde agosto de 2016).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Biscoito Fino
Biscoito Fino.gif
Fundação 1993[1]
Fundador(es) Kati de Almeida Braga, Olívia Hime
Gênero(s) Música popular brasileira
País de origem  Brasil
Localização Rio de Janeiro, RJ
Página oficial biscoitofino.com.br

Biscoito Fino é uma gravadora de música brasileira do gênero popular. Foi fundada na cidade do Rio de Janeiro pela empresária Kati de Almeida Braga e pela cantora, letrista e diretora artística Olívia Hime.

História[editar | editar código-fonte]

Kati de Almeida Braga e Olívia Hime, por ocasião dos espetáculos do Projeto ComPasso, Samba e Choro, realizado no Paço Imperial (Rio de Janeiro). Além de Olívia, participaram do Projeto os músicos Guinga, Cristina Buarque, Yamandú Costa, Miúcha, Francis Hime, Zezé Gonzaga, entre outros, que decidiram então registrar os espetáculos em Cds.

O nome Biscoito Fino - sugerido pelo poeta e escritor, Geraldinho Carneiro - visa a enfatizar a qualidade dos músicos e das gravações realizadas, que seria um grupo fino, seleto, de cantores e compositores, que pretendiam criar uma gravadora comprometida com o melhor da música brasileira.

Quase cinco anos depois do primeiro CD, a Biscoito Fino passou a marca de cento e cinquenta lançamentos, a maioria de música popular. Um dos primeiros lançamentos reuniu obras do compositor erudito Cláudio Santoro. A Biscoito Fino também lançou CDs com música instrumental: Meus Caros Pianistas (Francis Hime), Homenagem a Luiz Eça (mestre francês Michel Legrand) e o primeiro Cd do grupo de choro Tira Poeira.

Biscoito Fino lança e relança Cds de Luciana Souza (cantora, compositora e instrumentista) radicada nos Estados Unidos; Lucinha Lins cantando Suely Costa, Olivia Byington regravando as Canções do Amor Demais (Tom e Vinicius de Moraes), e também a homenagem da própria Olivia a Dorival Caymmi, Mar de Algodão.

Segundo Olívia Hime, a diretora musical da gravadora: A função da Biscoito Fino é abrir espaço para esta riqueza musical brasileira. Se o mundo inteiro está consumindo música brasileira e ela é nossa matéria-prima, porque não consumi-la aqui também?. Fazem parte do elenco: Francis Hime, Sérgio Santos e Joyce, Mônica Salmaso, Bibi Ferreira, Zé Renato e Tom Zé.

Memória[editar | editar código-fonte]

A Biscoito Fino em parceria com a Acari Records desenvolveu o projeto Centro Petrobras de Referência da Música Brasileira, recuperou desconhecidas relíquias do choro. Em parceria com o Instituto Moreira Salles, patrocinada pela Petrobras, é o maior acervo reunido já reunido de fonogramas da era mecânica e das primeiras gravações elétricas. Um acervo à disposição do público também interessado na preservação da memória musical brasileira.

Artistas[editar | editar código-fonte]

  • Entre outros nomes, estão Simone e Zélia Duncan, que lançaram em 2008 Amigo é Casa (CD e DVD). Elba Ramalho também entrou no elenco de artistas consagrados, lançando em 2009 o CD Balaio de Amor, em comemoração aos seus 30 anos de carreira.

Referências

  1. «Biscoito Fino (Biscoito Fino Gravadora) : MySpace». MySpace. Consultado em 20 de Novembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre gravadoras brasileiras é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.