CBN Londrina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
CBN Londrina
{{{alt}}}
Rádio Tabajara de Londrina Ltda.
País Brasil
Frequência(s)
  • FM 100.9 MHz
  • Antigas frequências:
    AM 1400 kHz (1995-2003)
    FM 93.5 MHz (2003-2019)

AM 830 kHz (2003-2019)

Sede Londrina, PR
Slogan A rádio que toca notícia
Fundação 1 de janeiro de 1995 (26 anos)
Fundador
  • Amarildo Lopes
  • Amaury Tirapelli
Pertence a Grupo Amarildo Lopes
Proprietário(s) Amarildo Lopes
Antigo(s) proprietário(s) Amaury Tirapelli
Formato Comercial
Gênero All news
Afiliações CBN
Idioma Português
Prefixo ZYG 259
Prefixo(s) anterior(es) ZYJ 266
Emissoras irmãs
  • Norte FM
  • Ayoba FM
  • Rádio T Londrina
Cobertura Região Metropolitana de Londrina
Página oficial cbnlondrina.com.br

CBN Londrina é uma emissora de rádio brasileira sediada em Londrina, cidade do estado do Paraná. Opera no dial FM, na frequência 100.9 MHz e é afiliada à CBN. Entrou no ar em 1.º de janeiro de 1995, em AM 1400 kHz, e é de propriedade do empresário Amarildo Lopes. Sua atual frequência é uma migrante da frequência AM 830 kHz, que operou a Rádio Tabajara.

História[editar | editar código-fonte]

O projeto da emissora foi concebido pelo empresário Amarildo Lopes dos Santos, que comprou a Rádio Tabajara de Londrina em 1990 em sociedade com o também empresário Amaury Tirapelli, e trouxe uma equipe esportiva que trabalhava em outra rádio na qual era contratado e havia formado.[1] As transmissões esportivas eram realizadas em parceria com a Rádio Bandeirantes de São Paulo e, por conta disso, realizava constantes viagens para realização de negócios comerciais com a direção da emissora. Numa dessas viagens, ele conheceu a CBN e levou o projeto para Londrina.[2][3]

A rádio CBN Londrina foi inaugurada em 1.º de janeiro de 1995 através de sociedade entre Amarildo Lopes e Amaury Tirapelli, que juntos adquirem a frequência AM 1400 kHz, que transmitia a Rádio Cruzeiro do Sul. Consequentemente, a Rádio Tabajara continuou a transmitir programas destinados a donas de casa. Um formato novo na cidade, a emissora enfrentou dificuldades técnicas em seu começo, pois os funcionários do Departamento de Operações tinham de ouvir a rede e adaptar as vinhetas e o tempo das matérias com o objetivo de obter uma padronização exigida pelo Sistema Globo de Rádio. A redação de jornalismo era integrada com a da Rádio Tabajara.[2]

Em 2002, a Rádio Tabajara passou a ser afiliada à Rádio Globo, passando a se chamar Rádio Globo Londrina. Em 2003, Amarildo Lopes e Amaury Tirapelli desfazem a sociedade e promovem uma troca de frequências em suas estações. A CBN Londrina passa a operar na frequência 830 kHz, enquanto que a Rádio Globo Londrina passa a ocupar a frequência 1400 kHz (passando esta a ser de responsabilidade de Amaury Tirapelli). Amarildo também adquire uma nova emissora de rádio, desta vez a FM 93.5 MHz (uma outorga da cidade de Cambé), lançando a CBN Londrina também no FM.[2]

No final de março de 2019, a emissora migra de AM 830 para FM 100.9, com isso a programação em FM 93.5 se despediu no inicio de abril com afiliação à Rádio T, focando apenas a programação na nova frequência.

Equipe[editar | editar código-fonte]

  • Cláudia Lima
  • Evandro Ribeiro
  • Raquel Rodrigues
  • Lucas Pulin
  • Guilherme Marconi
  • Viviani Costa
  • Gelson Negrão
  • Guilherme Batista

Comentaristas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Claudia Costa (13 de março de 2018). «Pais & filhos: O processo de sucessão familiar nas empresas da família». Portal Ideia Delas. Consultado em 12 de abril de 2019 
  2. a b c DEL BEM, Cinthia Milanez; SALES, Mario Benedito (2013). «Rádio CBN Londrina AM 1400: Uma construção oral da trajetória do jornalismo de uma emissora com conteúdo all news no interior do Paraná no período de 1995 a 2000». 9º Encontro Nacional de História da Mídia. Ouro Preto, Minas Gerais. ISSN 2175-6945. Consultado em 12 de abril de 2019 
  3. «O radialista responsável pela all news em Londrina». Alma Londrina. 19 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]