Carla Bessa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carla Bessa
Nascimento 2 de outubro de 1967
Niterói
Cidadania Brasil, Alemanha
Ocupação escritora, tradutor, ator de teatro, encenador
Prêmios

Carla Bessa (Niterói, 2 de outubro de 1967) é uma escritora, tradutora, diretora e atriz de teatro brasileira naturalizada alemã. Estudou Teatro na UniRio e formou-se como atriz na Casa das Artes de Laranjeiras, tendo emigrado para a Alemanha no início dos anos 1990, onde trabalhou por 15 anos como diretora e atriz, naturalizando-se alemã. Atualmente, faz tradução de literatura contemporânea alemã para as editoras WMF Martins Fontes e Estação Liberdade.[1][2]

Estreou como escritora em 2017 com o livro de contos Aí Eu Fiquei Sem Esse Filho, publicado pela editora Oito e Meio, além de publicar contos em antologias e na internet. Em 2019, lançou pela editora Confraria do Vento o livro Urubus, que reuniu 18 contos com personagens como prostitutas, golpistas, crianças em lixões e pequenos criminosos.[3][2][4]

Em 2019, Bessa ganhou o terceiro lugar na categoria "Conto" do Prêmio Off-Flip de Literatura. Em 2020, ganhou o Prêmio Jabuti na categoria melhor conto pelo livro Urubus. Pela mesma obra, ficou em segundo lugar no Prêmio Clarice Lispector, da Biblioteca Nacional.[2][5][6]

Referências

  1. «Carla Bessa». Dicionário de tradutores literários no Brasil (UFSC). 19 de setembro de 2015 
  2. a b c «Sem verbo, por Carla Bessa». Revista Philos. 5 de agosto de 2019 
  3. «Como escreve Carla Bessa». Como Eu Escrevo. 9 de julho de 2018 
  4. «Urubus». Revista Rascunho. Setembro de 2019 
  5. «'Solo para vialejo', de Cida Pedrosa, é eleito livro do ano no Prêmio Jabuti; veja vencedores». G1. 26 de novembro de 2020 
  6. «Menalton Braff e Jarid Arraes entre vencedores de prêmios da Biblioteca Nacional». Correio Popular. 27 de novembro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.