Centro Olímpico de Tênis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centro Olímpico de Tênis durante os Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Centro Olímpico de Tênis é um conjunto de instalações voltadas à prática de tênis e vôlei de praia localizado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. Ele foi construído para acolher as partidas de tênis dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 e de tênis em cadeira de rodas e futebol de 5 dos Jogos Paralímpicos. É administrado pelo Comitê Olímpico do Brasil e faz parte do Centro Olímpico de Treinamento. Após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, o local foi capacitado para abrigar também a prática de vôlei de praia, sediando uma etapa do Circuito Mundial da FIVB.

A principal instalação do complexo é o Estádio Maria Esther Bueno, com capacidade para 10.000 espectadores. Há também 8 quadras auxiliares, sendo uma delas preparada para receber arquibancadas temporárias com capacidade para 3.000 espectadores, e as demais com arquibancadas permanentes para 250 espectadores cada uma. A superfície é de quadra dura, fornecida pela GreenSet Worldwide.[1][2][3][4]

Durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, o centro contou com uma outra quadra auxiliar, temporária, com capacidade para 5.000 espectadores, e 6 quadras de treinamento. Essa quadra auxiliar foi usada para as partidas de futebol de 5 nos Jogos Paralímpicos.[5]

A construção teve início em 2013. A inauguração ocorreu em 10 de dezembro de 2015, com a realização do Brasil Masters Cup 2015. Foi a primeira instalação do Parque Olímpico a ser entregue.[1]

A quadra central foi nomeada em homenagem a Maria Esther Bueno, ex-tenista brasileira que se tornou a primeira mulher a vencer os quatro Grand Slam em um ano.[6]

Pós-Olimpíadas[editar | editar código-fonte]

Os primeiros eventos realizados no Centro Olímpico de Tênis após os Jogos Olímpicos foram competições de vôlei de praia. Em fevereiro de 2017, a quadra central recebeu 210 toneladas de areia para sediar o Gigantes da Praia, um evento de dia único.[7] Em maio, foi realizada no Centro a etapa brasileira do Circuito Mundial de Voleibol de Praia da FIVB, que além da quadra central usou 5 quadras externas.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Quadra central do Centro Olímpico de Tênis é entregue». Portal Brasil 2016 
  2. Olympic Games Tennis legacy may leverage the sport after the “Age of Guga” rio2016.com
  3. Tandon, Kamakshi (14 February 2015). «Nadal surprised at hard-court selection for 2016 Olympics in Rio». Tennis. Consultado em 9 March 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  4. url=http://www.itftennis.com/olympics/venue/barra-olympic-park.aspx
  5. «Olympic Tennis Center». Rio 2016. Consultado em 9 March 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Fontes, Carol (12 December 2016). «Paes inaugura arena olímpica de tênis em homenagem a Maria Esther Bueno». globoesporte (em Portuguese). Consultado em 10 March 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  7. «Alison e Bruno Schmidt enfrentam dupla norte-americana no Parque Olímpico». www.cob.org.br (em inglês). Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  8. «Centro Olímpico de Tênis recebe Circuito Mundial de vôlei de praia». Portal Brasil 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]