Confederação Brasileira de Automobilismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Confederação Brasileira de Automobilismo
Tipo Confederação oficial filiada
Fundação 7 de julho de 1961 (60 anos)
Sede Rio de Janeiro, RJ
Línguas oficiais português
Filiação Federação Internacional do Automóvel
Sítio oficial CBA oficial

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) é o órgão máximo responsável pela organização, planejamento, regulamentação e criação de normas envolvidas no desporto automobilístico do Brasil. Filiada a Federação Internacional do Automóvel, é uma associação civil de caráter social, técnico desportivo que entre outras atribuições, representa os pilotos associados. Sua sede é na cidade do Rio de Janeiro.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Desde a invenção do automóvel, existem disputas de "motoristas" e suas máquinas para descobrir o melhor desempenho máquina/humano. No Brasil não foi diferente. Em 1902, houve a primeira corrida de carros do Brasil, no Hipódromo da Mooca, em São Paulo[2]. No Rio de Janeiro, a primeira carreira automobilística foi em 1905, com a largada no Largo do Machado. Em 1907 é fundado o Automóvel Clube do Brasil (ACB), no Rio de Janeiro, sendo a primeira entidade responsável por competições esportivas com automóveis do Brasil. A primeira competição oficial do Brasil, ocorreu em 1908, quando foi criado o "Circuito de Itapecerica da Serra", no estado de São Paulo.[2]

Passadas várias décadas, o Brasil já possuía inúmeras competições automobilísticas, mas um descontentamento entre os pilotos de como o ACB se posicionava em relação as competições e no seu gerenciamento (muito "glamour" e pouco profissionalismo). Foi quando, no início da década de 1960, houve um alinhamento de ideias entre pilotos e empresários esportivos na profissionalização da categoria, através da criação de uma confederação. Para isso, era necessário um número mínimo de federações estaduais.[2] Foi com a criação de algumas federações, como a Federação Paranaense de Automobilismo, a Federação de Automobilismo de São Paulo, a Federação Gaúcha de Automobilismo, a Federação Carioca de Automobilismo e a Federação Mineira de Automobilismo, com a ajuda do Automóvel Clube de Brasília e do Automóvel Clube de Blumenau (entidades fundadoras da CBA[3][4]), que em 7 de setembro de 1961, fundou-se a "Confederação Brasileira de Automobilismo".[2]

Em poucos meses, a CBA já tinha o apoio de mais de uma dezena de entidades estaduais. Para não ocorrer conflitos de competições e campeonatos com a ACB, primeiramente foram criados categorias para o kart e Rali. Para profissionalizar o automobilismo brasileiro, a CBA criou, ainda na década de 1960, escolas de pilotagem e investiu na formação de "agentes oficiais de competição e de cronometragem".[2] Edgard Bezerra Leite foi o primeiro presidente da CBA.[5]

Com o passar dos anos, a CBA assumiu todas as competições oficiais em território brasileiro.[2]

O profissionalismo que a categoria necessitava e que culminou com a criação da CBA, permitiu que o Brasil fosse incluído no circo da Fórmula 1 já em 1973, pouco mais de 10 anos depois da sua criação. A entidade também apoiou o início da carreira de centenas de pilotos que se destacaram internacionalmente.[2]

Competições[editar | editar código-fonte]

Formula Truck

Na atualidade, a CBA organiza ou supervisiona dezenas de competições, como por exemplo: Stock Car Brasil, Stock Light, F-Renault, Clio, F-Truck, Pick Up Racing, Brasileiro de Endurance, Brasileiro Rally de Velocidade, de Regularidade, de Cross-Country, Rally 4x4, Velocidade Terra Tubular, Brasileiro de Kart, Sul Americano de Kart, Copa Brasil de Kart, Rally Mitsubishi de Velocidade, de Regularidade, Copa Peugeot, Rally Universitário, Brasileiro de Marcas e Pilotos, F-Brasil 1600, troféu Maserati, Campeonato Brasileiro de Turismo, entre outras.[2]

Stock Car

Referências

  1. Planeta Velocidade. «CBA órgão máximo do automobilismo brasileiro». Consultado em 10 de agosto de 2020 
  2. a b c d e f g h Atlas Esporte Brasil.ORG. «Automobilismo/Auto racing» (PDF). Consultado em 10 de agosto de 2020 
  3. TN Online. «Federação Paranaense de Automobilismo completa 50 anos». Consultado em 10 de agosto de 2020 
  4. Tribuna do Paraná. «Federação Paranaense de Automobilismo completa 45 anos». Consultado em 10 de agosto de 2020 
  5. FASP Net. «CBA COMPLETA 45 ANOS». Consultado em 10 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]