Conus amadis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaConus amadis
Cinco vistas da concha de C. amadis.
Cinco vistas da concha de C. amadis.
Vista de uma concha de C. amadis.
Vista de uma concha de C. amadis.
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Gastropoda
Subclasse: Caenogastropoda
Ordem: clade Hypsogastropoda
clade Neogastropoda
Superfamília: Conoidea
Família: Conidae
Género: Conus
Linnaeus, 1758[1]
Subgénero: Leptoconus[2]
Swainson, 1840[2]
Espécie: C. amadis
Nome binomial
Conus amadis
Gmelin, 1791[1]
Distribuição geográfica
A região central do Indo-Pacífico, em verde-escuro, é o habitat da espécie C. amadis, em águas rasas e fora da costa, até os 30 metros, da Índia, Sri Lanka, Andamão e Nicobar, Tailândia e Indonésia (também relatada para China, Filipinas e Nova Caledônia: DAUTZENBERG, 1937).[3][4][5]
A região central do Indo-Pacífico, em verde-escuro, é o habitat da espécie C. amadis, em águas rasas e fora da costa, até os 30 metros, da Índia, Sri Lanka, Andamão e Nicobar, Tailândia e Indonésia (também relatada para China, Filipinas e Nova Caledônia: DAUTZENBERG, 1937).[3][4][5]
Sinónimos
Conus (Leptoconus) amadis Gmelin, 1791
Leptoconus amadis (Gmelin, 1791)
Cucullus venustus Röding, 1798
Conus subacutus Fenaux, 1942
Conus arbornatalis da Motta, 1978
(WoRMS)[1]
Conasprella (Ximeniconus) amadis[6]

Conus amadis (nomeada, em inglês, Amadis Cone[3][4][7]; com amadis significando "um cavaleiro errante, modelo do herói de cavalaria")[8] é uma espécie de molusco gastrópode marinho predador do gênero Conus, pertencente à família Conidae. Foi classificada por Johann Friedrich Gmelin, em 1791[1], na obra Systema Naturae (ed. 13, p. 3388).[5] É nativa do Indo-Pacífico[9], principalmente no oceano Índico, em águas rasas e fora da costa, até os 30 metros; na Índia, Sri Lanka, Andamão e Nicobar, Tailândia e Indonésia (também relatada para China, Filipinas e Nova Caledônia: DAUTZENBERG, 1937).[3][4][5][7] Na Índia ela foi primeiro coletada por Thurston, em 1890, na região de Rameswaram, parecendo restrita à costa de Coromandel e golfo de Mannar (no golfo de Bengala e mar das Laquedivas).[5] Espécies de moluscos Conidae são potencialmente perigosas ao homem, por apresentar uma glândula de veneno conectada a um mecanismo de disparo de sua rádula, em formato de arpão, dotada de neurotoxinas que podem levar ao óbito.[10][11][12]

Descrição da concha[editar | editar código-fonte]

Conus amadis possui uma concha cônica, de laterais retas, fina, leve e lustrosa, com uma espiral moderadamente baixa, de voltas iniciais proeminentemente elevadas, sem nodulosidades em seu ângulo com a última volta; com no máximo 7.5 centímetros de comprimento (DANCE; ou 11 centímetros: HARDY) e de coloração geral marrom, pálida ou escura (podendo ser albina ou amarelada), variegada com manchas brancas angulares, mais ou menos triangulares e grandes, e faixas escurecidas, muitas vezes mal definidas. Estas variações fizeram com que, em 1937, Philippe Dautzenberg tentasse definir diversas subespécies para este Conus (como aurantia e castaneofasciata) e que da Motta, em 1978, o denominasse Conus arbornatalis. Lábio externo fino, curvado, e interior branco.[1][3][6][7][9][13][14][15][16][17][18][19][20]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «Conus amadis» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  2. a b «Conus (Leptoconus)» (em inglês). World Register of Marine Species. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  3. a b c d ABBOTT, R. Tucker; DANCE, S. Peter (1982). Compendium of Seashells. A color Guide to More than 4.200 of the World's Marine Shells (em inglês). New York: E. P. Dutton. p. 247. 412 páginas. ISBN 0-525-93269-0 
  4. a b c «Conus amadis Gmelin, 1791 - amadis cone» (em inglês). SeaLifeBase. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  5. a b c d Kohn, Alan J. (1978). «The Conidae (Mollusca: Gastropoda) of India» (PDF) (em inglês). Journal of Natural History; Vol. 12. (EurekaMag.com - Biology, Geography & Health Sciences). p. 302. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  6. a b «Conasprella (Ximeniconus) amadis amadis» (em inglês). Hardy's Internet Guide to Marine Gastropods. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  7. a b c WYE, Kenneth R. (1989). The Mitchell Beazley Pocket Guide to Shells of the World (em inglês). London: Mitchell Beazley Publishers. p. 141. 192 páginas. ISBN 0-85533-738-9 
  8. «Amadis» (em inglês). Dictionary.com. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018. Amadis: a knight-errant, model of the chivalric hero. 
  9. a b DANCE, S. Peter (2002). Smithsonian Handbooks: Shells. The Photographic Recognition Guide to Seashells of the World (em inglês) 2ª ed. London, England: Dorling Kindersley. p. 194. 256 páginas. ISBN 0-7894-8987-2 
  10. LINDNER, Gert (1983). Moluscos y Caracoles de los Mares del Mundo (em espanhol). Barcelona, Espanha: Omega. p. 83-84. 256 páginas. ISBN 84-282-0308-3 
  11. Haddad Junior, Vidal; Paula Neto, João Batista de; Cobo, Válter José (outubro de 2006). «Venomous mollusks: the risks of human accidents by conus snails (gastropoda: conidae) in Brazil» (em inglês). Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, vol 39; nº 5. (SciELO). 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  12. Haddad Junior, Vidal; Coltro, Marcus; Simone, Luiz Ricardo L. (julho–agosto de 2009). «Report of a human accident caused by Conus regius (Gastropoda, Conidae)» (em inglês). Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, vol.42; no.4. (SciELO). 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  13. Wang, Pei-Jan (31 de março de 2014). «amadis (印度)-阿瑪迪芋螺» (em chinês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018. Conus amadis Gmelin, 1791-(India). 
  14. «Gastropoda -> Conidae -> Conus amadis amadis» (em inglês). ViaNet Conchology. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  15. «Gastropoda -> Conidae -> Conus amadis arbonatalis» (em inglês). ViaNet Conchology. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  16. «Gastropoda -> Conidae -> Conus amadis castaneofasciata f. arbornatalis» (em inglês). ViaNet Conchology. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  17. «Gastropoda -> Conidae -> Conus amadis castaneofasciata f. aurantia» (em inglês). ViaNet Conchology. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  18. «Gastropoda -> Conidae -> Conus amadis albino» (em inglês). ViaNet Conchology. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  19. «Conus amadis castaneofasciatus Dautzenberg, 1937» (em inglês). Jacksonville Shells. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
  20. «Conasprella (Ximeniconus) amadis castaneofasciatus» (em inglês). Hardy's Internet Guide to Marine Gastropods. 1 páginas. Consultado em 11 de novembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre gastrópodes, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.