Delia Fischer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Delia Fischer
Informação geral
Nome completo Delia Cristina Martins Fischer
Nascimento 29 de agosto de 1964 (53 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Nacionalidade brasileira
Gênero(s) MPB, jazz
Ocupação(ões) Instrumentista,cantora , compositora ,arranjadora e diretora musical
Gravadora(s) BMG Ariola, Independente, Dubas, Tuff Beats ( Japão)
Afiliação(ões) Duo Fênix
Página oficial deliafischer.com.br
Delia Fischer.jpg

Delia Cristina Martins Fischer, nome artístico de Delia Fischer (Rio de Janeiro, 29 de agosto de 1964) é uma pianista, cantora,compositora e arranjadora brasileira.[1] Delia atua como diretora musical de musicais brasileiros tendo ganhado prêmios relevantes como diretora musical e arranjadora.

Origem[editar | editar código-fonte]

Nascida no Rio de janeiro RJ, é filha de pai alemão Wilfried Gerorg Heinrich Otto Fischer e mãe carioca da Tijuca, Lia Braga Martins.

Tem um filho, Antônio Fischer Band.

Formação e carreira[editar | editar código-fonte]

Compositora, pianista, cantora e arranjadora, a carioca Delia Fischer iniciou-se ao piano com a professora Salomé Gandelmann. Estudou posteriormente com Guerra Peixe e Luiz Eça. Lançou-se profissionalmente com o grupo ‘Duo Fenix’, formado por Delia e Claudio Dauelsberg. Foram dois álbuns gravados com grande repercussão no Brasil e exterior.

Com o ‘Duo Fenix’, Delia participou dos importantes festivais de jazz como ‘Montreaux Jazz Festival’ - na edição de 1988 com Barrosinho e 1989 com Duo Fenix - e ‘Sofia Jazz Festival’, na Bulgária. O Duo se apresentou ainda no ‘New Morning’ em Paris onde produziram os dois álbuns de carreira: o primeiro, Duo Fenix pela BMG e, o segundo, ‘Karai –etê’ - lançado pelo selo Alemão ‘In and Out Records’.

Em 1999, Delia lançou seu primeiro álbum solo ‘Antonio’ sob o importante selo alemão ‘Carmo/ECM Records’ de Egberto Gismonti. Nesse período atuou e gravou com Toninho Horta, Ed Motta, Nivaldo Ornelas, Nico Assumpção, Erasmo Carlos, Bob Baldwin (EUA) e Thiago de Mello (EUA).

Entre 2005 e 2006 participou da turnê de lançamento de dois artistas internacionais: ‘Hotel Vermont’ da cantora sueca Lisa Nilsson por toda a Escandinávia e também no CD ‘Casa da Praia’ do grupo ‘Avenida Atlântica’. Neste último,  Delia atuou como cantora e compositora ao lado de Maria Petersen, na Dinamarca onde apresentaram-se nos renomados festivais como ‘Copenhagen Jazz festival’.

Délia possui um extenso currículo em workshops de harmonia e improvisação pelo Brasil e exterior e atuação intensa nos maiores musicais brasileiros.

Em 2007 foi convidada para fazer as orquestrações de espetáculos como ‘7 - O Musical’ de Ed Motta, Claudio Botelho e Charles Möeller. Em outubro de 2009 apresentou-se no ‘Maison de La Dance’ (Lyon – França) com o espetáculo ‘Beatles num Céu de Diamantes’ de Claudio Botelho e Charles Möeller. Em 2010 assinou a direção musical do espetáculo Era no Tempo do Rei com composições de Carlos Lyra e Aldir Blanc e direção de João Fonseca. Delia também integrou diversos elencos desde atuação até os arranjos para se firmar, em 2012, como diretora musical. Com Claudio e Möeller integrou o elenco de ‘Beatles num céu de diamantes’ e ‘Milton nascimento - Nada será como antes’. No mesmo ano recebeu o Prêmio Shell de Teatro na categoria ‘Música’ pelos arranjos deste espetáculo.

Em 2010, Delia lançou seu segundo CD solo ‘Presente’ pela gravadora ‘Dubas’ que traz parcerias com Thiago Picchi, Sergio Natureza e Camila Costa. Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal e as cantoras Lisa Nilsson e Ana Carolina participam especialmente deste CD.

Em 2011 recebeu o ‘Prêmio Sesc Rio de Fomento à Cultura’, através do qual realizou o projeto do CD ‘Saudações Egberto’. Em junho do mesmo ano realizou uma temporada de lançamento deste CD no Espaço SESC Copacabana. Também encomendou para Ronaldo Bastos a letra do clássico ‘Pêndulo’, que se tornou ‘Um Outro Olhar’ que conta com o vocal de Paulinho Moska. Egberto Gismonti toca violão de 10 cordas na faixa título do disco.

Delia integrou a banda do projeto Ensaio de Cores da cantora Ana Carolina e, em 2012, foi convidada para Milton Nascimento - Nada Será como Antes - da dupla Möeller e Botelho – onde atuou como arranjadora, pianista e integrante do elenco principal como cantora; Delia também assinou a direção musical e arranjos do “Rock in Rio, o musical”, da Aventura Entretenimento.

Em 2013 foi indicada ao Prêmio APTR - Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro - na categoria ‘Melhor Música’ para o espetáculo ‘Milton Nascimento - Nada Será Como Antes’. Também foi vencedora do Prêmio Cenym 2013 na categoria ‘Melhor trilha sonora’ e ‘Melhor canção’ por ‘Milton Nascimento – Nada Será Como Antes’.

Também em 2013 fez os arranjos e direção musical do show ‘Tributo a Raul Seixas’ na edição anual do Rock in Rio, executado pela banda Detonautas Roque Clube, com participação de Zelia Duncan e Zeca Baleiro. Também em 2014 assinou a direção musical de “Chacrinha, O Musical” com direção de Andrucha Waddington e texto de Pedro Bial.

Em 2014 concorreu ao ‘Prêmio Shell de Teatro’ na categoria e foi vencedora do ‘Prêmio Cesgranrio de Teatro’ na categoria ‘Melhor Direção Musical por ‘Elis - A Musical”, dirigido por Dennis Carvalho com texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade. Ainda neste prêmio foi indicada na categoria ‘ Melhor direção musical’ pelos arranjos de “Rock in Rio – O Musical”. Foi vencedora do Anual ‘Prêmio Cenym’ 2014 na categoria “Melhor trilha sonora’ e ‘melhor canção’ por ‘Elis – A Musical’. No mesmo ano foi indicada ao ‘Prêmio Bibi Ferreira’ pela direção musical de ‘Elis – A Musical’ e relançou o CD ‘Saudações Egberto’, pelo Selo Rob Digital, na Sala Cecília Meireles (RJ) em 2015.

Teatro musical - Direção Musical e arranjos[editar | editar código-fonte]

  • 2007 – “7 – O Musical” de Ed Motta, Claudio Botelho e Charles Möeller;
  • 2008 – “Beatles num céu de diamantes” de Cláudio Botelho e Charles Möeller;
  • 2010 – “Era no tempo do Rei” com composições de Carlos Lyra e Aldir Blanc e direção de João Fonseca;
  • 2012 – “Milton Nascimento – Nada será como antes” de Claudio Botelho e Charles Möeller;
  • 2012 – “Rock in Rio, o musical” – Direção de João Fonseca, texto de Rodrigo Nogueira;
  • 2013 - “Elis, A musical” por Denis Carvalho com texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade;
  • 2014 – “Chacrinha, o musical” com direção de Andrucha Waddington e texto de Pedro Bial;
  • 2015 – "O beijo no asfalto” de Nelson Rodrigues com direção de João Fonseca;
  • 2016 - "Garota de Ipanema - o amor é bossa" - Direção geral de Gustavo Gasparani e texto de Thelma Guedes;


Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • 2009 – Prêmio Shell – Beatles num céu de diamantes – categoria Música
  • 2010 -  Prêmio Sesc de Rio de Fomento à cultura – ‘Saudações Egberto’.
  • 2013 – Prêmio APTR - Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro – Milton Nascimento – Nada será como antes – categoria Melhor Música.
  • 2013 – Prêmio Cenyn - Milton Nascimento – Nada será como antes - categoria música
  • 2013 – Prêmio Cenyn - Milton Nascimento – Nada será como antes - melhor canção ‘Clube da esquina 2’
  • 2014 – Prêmio Cesgranrio - Rock in Rio - Indicação – Melhor Música
  • 2014 – Prêmio Cesgranrio. Elis, A musical - Prêmio Reverência.
  • 2014 - Prêmio Shell – Indicação.
  • 2014 – Prêmio Bibi Ferreira – Elis, A musical. Indicação Melhor direção musical
  • 2015 – Prêmio Botequim Cultural - ‘O beijo no asfalto’ de Nelson Rodrigues com direção de João Fonseca – Vencedora do Prêmio Botequim Cultural de teatro como melhor direção musical.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Duo Fênix – BMG Ariola
  • 1990 – Karai-eté – BMG Ariola
  • 1991 – Karai-eté – In and out Records (Alemanha)
  • 1999 – Antonio – Carmo/ECM (Alemanha)
  • 2010 – Presente – Dubas Music
  • 2011 – Saudações Egberto – Rob Digital
  • 2016 – Saudações Egberto – Tuff beats (Japão)

Referências

  1. «Delia Fischer». Cravo Albin da MPB. Consultado em 13 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.