Deodápolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Deodápolis
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico deodapolense
Localização
Localização de Deodápolis em Mato Grosso do Sul
Localização de Deodápolis em Mato Grosso do Sul
Deodápolis está localizado em: Brasil
Deodápolis
Localização de Deodápolis no Brasil
Mapa de Deodápolis
Coordenadas 22° 16' 33" S 54° 09' 54" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso do Sul
Municípios limítrofes ao norte: com o município de Rio Brilhante;
ao sul: com os municípios de Glória de Dourados e Fátima do Sul;
ao leste: com os municípios de Ivinhema e Angélica;
ao oeste: com o município de Dourados.
Distância até a capital federal: 1 400 km
estadual: 266 km
História
Fundação 13 de maio de 1976 (43 anos)
Emancipação 13 de maio de 1976
Aniversário 13 de maio
Administração
Distritos
Prefeito(a) Valdir Sartor (PMDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 831,263 km²
 • Área urbana  est. Embrapa[2] 2,376 km²
População total (estimativa IBGE/2018[3]) 12 868 hab.
 • Posição MS: 45º
Densidade 14 676 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 418 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,739 alto
 • Posição MS: 37º
Gini (est. IBGE 2003[5]) 0,430
 • Posição MS: 26º
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 98 966,134 mil
 • Posição MS: 53º
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 8 541,87
Outras informações
Padroeiro(a) Nossa Senhora Aparecida

Deodápolis é um município brasileiro localizado no estado de Mato Grosso do Sul, Região Centro-Oeste do país. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 12 868[3] habitantes.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Deodápolis está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Iguatemi). Localiza-se a uma latitude 22º16'32" sul e a uma longitude 54º09'54" oeste.

Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

Latossolo roxo.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 418 m.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima tropical (AW).

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata.

Vegetação

Se localiza na região de influência do Cerrado.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Greenwich.

Área

Ocupa uma superfície de de 831,263 km², que representa 0,23% do Estado.

Subdivisões

Deodápolis tem como subdivisões os seguintes distritos além da sede[7]:

  • Lagoa Bonita
  • Porto Vilma
  • Presidente Castelo
  • Vila União
Arredores
  • Ao Norte: com o município de Rio Brilhante;
  • Ao Sul: com os municípios de Glória de Dourados e Fátima do Sul;
  • Ao Leste: com os municípios de Ivinhema e Angélica;
  • Ao Oeste: com o município de Dourados.

História[editar | editar código-fonte]

Deodápolis começou a ser colonizada em 20 de maio de 1956, quando 300 homens estavam ocupando uma área inicial de 240 hectares, mas devido ao grande número de famílias a área totalizou 9.100 hectares. A colônia foi dividida em módulos (2.972 módulos de 30 hectares, 25 de 30 á 50 hectares e 6 lotes com mais de 50 hectares). Em 1959 passou a ser distrito de Vila Glória pela Lei Estadual 1.197. Em 11 de novembro de 1963, passou a pertencer ao município de Glória de Dourados. Em janeiro de 1970 a população da região já era de 47.815 habitantes, sendo 36.412 na zona rural e 11.403 na zona urbana. Encarando o objetivo de ocupar novas terras e superando dificuldades, pouca a pouco a região tomara ares de cidade na 11ª linha que mais tarde foi batizada como Vila Bandeirantes.

E seus pioneiros recebiam garantias de bons preços para quem plantassem, diversificando a agricultura (plantaram arroz, amendoim, feijão, milho, mamona, mandioca, batata-doce, cana-de-açúcar, café, araruta, algodão, entre outros). Apesar da precariedade, o movimento era muito grande e conseguiam transportar os seus produtos por estradas e transportes através de pequenas e médias embarcações em Porto Vilma a outros portos dos grandes centros consumidores. Com isso, a pequena vila em grande centro comercial (com farmácias, armazéns, padarias, lojas de tecidos, lojas de armarinhos), industrial (fábricas artesanais, madeira, calçados, olarias, entre outros) e cultural (cinema, desfiles Cívicos, festas Juninas e Folias de Reis). Foi quando surgiu a ideia de mudar o nome de Vila Bandeirantes, para Vila Novo Horizonte pois, de fato, era um novo horizonte que se abria para esta gente batalhadora.

Mas a população crescente não se intimidava e insistia cada vez mais no desenvolvimento da então Vila Novo Horizonte, pois de fato novas perspectivas abriam-se para novos brasileiros (nordestinos e paulistas) e estrangeiros (paraguayos). Com o passar do tempo os frutos da perseverança apareciam: As safras de algodão eram sinônimas de prosperidade, aumentando a movimentação de dinheiro e pessoas. A então Vila Novo Horizonte passaria a chamar-se Vila Deodápolis já com a motivação para a criação de um novo município e em 13 de maio de 1976 o então Governador do Estado de Mato Grosso José Garcia Neto sancionava a Lei Estadual nº 3.690. Era instituído o Município de Deodápolis, abrangendo a Vila Deodápolis e comunidades adjacentes (Lagoa Bonita, Presidente Castelo, Vila União e Porto Vilma), ficando assim o município com 31.520 habitantes.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome Deodápolis foi uma homenagem á Deodato Leonardo da Silva, que foi um dos primeiros pioneiros da região:

  • Deoda = Deodato
  • Polis = Cidade

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 23 de setembro de 2018 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 6 de agosto de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2012 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. IBGE: distritos de Deodápolis

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons