Tacuru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Tacuru
Bandeira de Tacuru
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 13 de maio
Fundação 13 de maio de 1980 (39 anos)
Emancipação 22 de junho de 1981 (38 anos)
Gentílico tacuruense
Padroeiro(a) São Sebastião
Prefeito(a) Carlos Alberto Pelegrini (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Tacuru
Localização de Tacuru em Mato Grosso do Sul
Tacuru está localizado em: Brasil
Tacuru
Localização de Tacuru no Brasil
23° 37' 58" S 55° 00' 57" O23° 37' 58" S 55° 00' 57" O
Unidade federativa Mato Grosso do Sul
Mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008 [1]
Microrregião Iguatemi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Japorã, Iguatemi, Amambai
Distância até a capital federal: 1 442 km
estadual: 427 km[2]
Características geográficas
Área 1 785,315 km² (MS: 56º)[3]
Área urbana 0,368 km² (MS: 58º) – est. Embrapa[4]
Distritos Tacuru (sede)
População 10 777 hab. (MS: 52º) –  est. IBGE 2013[5]
Densidade 6,04 hab./km²
Altitude 372 m[6]
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,662 (MS: 76º) – médio PNUD/2000 [7]
Gini 0,420 (MS: 12º) – est. IBGE 2003[8]
PIB R$ 88 696,561 mil (MS: 57º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 9 353,22 IBGE/2008[9]

Tacuru é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul. Possui, além do português, o guarani como língua oficial.[10]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1954, o pequeno núcleo existente, habitado por ervateiros paraguaios e índios Caiuás, passou a ter um certo desenvolvimento, José Maria Ortiz, Ignacio Cure, Rafael Dória e Cleto de Moraes Costa, tão logo tomaram conhecimento do potencial da região, e passaram a lutar pelo progresso do povoado. Em 1955, surgiu a primeira casa de comércio, de Alfredo Rosa Brum, bem como a primeira escola, tendo como seu primeiro professor Cleto de Moraes Costa, hoje a escola leva o seu nome, sendo assim "Escola Estadual Professor Cleto de Moraes Costa". Foi elevado a distrito pela lei N.º 1.166, de 20 de novembro de 1958, Sendo assim Tacuru passou a ser um distrito de Amambai.

Em 1977 a região passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul. Tacuru começou a ter um pequeno desenvolvimento, e vendo isso o Então Governador Marcelo Miranda Soares veio a Tacuru em 13 de maio de 1980 e decretou Tacuru mais um Município de Mato Grosso do Sul, Sendo assim o Governador nomeou um Administrador que foi Miroslaw Olenski, na sequencia de mandato fora nomeado o segundo Administrador de Tacuru, Valdemar Huck. O município foi instalado em 22 de junho de 1981.

O Primeiro Prefeito nomeado pelo voto direito foi Ayrton de Lima Mello, farmacêutico natural de Lins (São Paulo), após ter lutado muito pela emancipação do então distrito, foi eleito com larga votação em 1982, Sua Gestão foi de 1982 á 1988.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O Nome Tacuru, é uma palavra em Guarani que significa cupim. O Nome foi colocado pelos indígenas que aqui habitavam. Existem duas histórias sobre esse nome, um é pelo fato de haver muitos Cupins na cidade naquela época. O outro seria por causa do Cupim do Boi, já que Tacuru é Capital do Boi Gordo.

Política[editar | editar código-fonte]

Tacuru até hoje já teve somente 5 Prefeitos, Abel Augusto Rodriguês, Valter Guandaline, Claúdio Rocha Barcelos e Paulo Pedro Rodrigues, Ao todos foram dez mandatos, confira abaixo a lista dos administradores nomeados pelo Governador Marcelo Miranda Soares e depois os Prefeitos eleitos por Votos Diretos.

Administradores[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Tacuru está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Iguatemi). Localiza-se a uma latitude 23º37'57" sul e a uma longitude 55º00'57" oeste. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

Há predominância de Argissolos de textura arenosa média e média/argilosa, de elevada fertilidade natural, associado a alguns solos de caráter álico, ou seja, elevada acidez, algumas áreas de Neossolos e, às margens dos rios, Gleissolos.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 372 m. O sul do município é caracterizado por modelados de dissecação de topos colinosos, que dão topografia ondulada. No restante da área a topografia é plana e suave ondulada. O município de Tacuru encontra-se na Região dos Planaltos Areníticos-Basálticos Interiores, com a Unidade Geomorfológica Divisores das Sub-Bacias Meridionais.

Apresenta relevos elaborados pela ação fluvial, relevo plano geralmente elaborado por várias fases de retomada erosiva e áreas planas resultante de acumulação fluvial sujeita a inundações.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima subtropical (classificação Cfa de Köppen-Geiger). O clima é caracterizado como Úmido, apresenta índice efetivo de umidade com valores anuais variando de 40 a 60%. A precipitação pluviométrica anual varia entre 1.500 a 1.700mm, excedente hídrico anual de 800 a 1.200mm, durante cinco a seis meses e deficiência hídrica de 350 a 500mm, durante quatro meses.

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. Rios do município:

  • Rio Iguatemi: afluente pela margem direita do rio Paraná; sua nascente se localiza no município de Aral Moreira, com limite entre os municípios de Paranhos e Tacuru, Tacuru e Sete Quedas, Tacuru e Iguatemi.
  • Rio Jogui: afluente pela margem esquerda do rio Iguatemi, limite entre os municípios de Amambai e Tacuru, Iguatemi e Tacuru.
  • Rio Puitã: afluente pela margem esquerda do rio Iguatemi. Banha o município de Tacuru.
Vegetação

Se localiza na região de influência do Cerrado. A cobertura vegetal que predomina em mais de 85% da área do município é a pastagem plantada. Em pequenas porções aparecem o Cerrado e a Floresta Estacional.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Meridiano de Greenwich (Tempo Universal Coordenado).

Área

Ocupa uma superfície de de 1 785,315 km².

Subdivisões

Tacuru (sede).

Arredores

Tacuru possui ao Norte o Município de Amambai, ao Sul Sete Quedas, ao Leste Iguatemi e ao Oeste Paranhos como cidades vizinhas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2013 era de 10.777[11] habitantes.

Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]

Gastronomia e bebidas[editar | editar código-fonte]

Tacuru possui alguns traços da cozinha paraguaia, como a Chipa e a Sopa Paraguaia, que são comidas típicas do Paraguai, mas tem o seu espaço garantido na mesa dos Tacuruenses.

Como a maioria das Cidades Sul-mato-grossensses, os Moradores de Taurus, também se reúnem para apreciar e tomar tereré.

Dois idiomas[editar | editar código-fonte]

Um projeto de lei sancionado em 24 de maio de 2010 tornou o guarani uma língua oficial do município, ao lado do Português.[10] Os serviços públicos básicos na área de saúde e as campanhas de prevenção de doenças devem prestar informações em guarani e em português. A Prefeitura de Tacuru deve apoiar e incentivar o ensino da língua guarani nas escolas e nos meios de comunicação do município. É estabelecido também que nenhuma pessoa poderá ser discriminada em razão da língua oficial que faça uso e o respeito e a valorização às variedades do guarani, como o kaiowá, o ñandeva e o mbya.

Tacuru tornou-se a segunda cidade do país a adotar oficialmente um idioma indígena. A inclusão do idioma como oficial beneficia também os imigrantes paraguaios que moram em Tacuru.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Em Tacuru há grandes Festas que agitam a Cidade e a Região, Como o "Revellion" com grande queima de fogos, e sempre com música Ao Vivo na Avenida Principal. Também há o Carnaval. Em 12 de outubro sempre há uma grandiosa Festa para as Crianças realizada pela Prefeitura Municipal e com o apoio dos comércios locais, onde são realizados festa nas duas aldeias, 3 Assentamentos e nas 2 Colônias Botelha Y e Botelha Gaçu.

  • Semana do Índio: a primeira ocorreu em abril de 2010, onde houve festa na Aldeia Jaguapiré, com concurso das Índigenas mais bonitas, premiações gincanas e muito mais.
  • Aniversário da cidade: comemorado na segunda semana de Maio, que é aberta a toda população,assim como o Rodeio "A Festa do Peão", que ainda podem se divertir na Festa.
  • Feira do Peixe: realizada todo o ano na Semana Santa, com vendas de Peixe.
  • Arraiá da Paróquia: realizado em junho/julho pela Paróquia São Sebastião.
  • Festa da Mandioca: realizada em Setembro, onde há várias comidas típicas feitas de mandioca onde a população coloca suas barracas e vendem alimentos e seus produtos.

Esporte[editar | editar código-fonte]

Extinto, o Esporte Clube Maracaná, que possuia uma arara em seu distintivo, foi o principal representante futebolístico da cidade, tendo inclusive disputado profissionalmente.

Em 2006 o municipio realizou a Copa Tacuru de Futebol e Futsal , com um total de 10 equipes , sendo 8 clubes sul-mato-grossenses e duas equipes do Paraná como convidadas , sendo essas Umuarama e Iretama . As duas equipes sagraram se campeãs , Umuarama levou a melhor no futebol de campo , Iretama levou o caneco no futsal.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Tacuru tem sua telefonia fixa oferecida pela operadora OI, que também é a responsável pela internet ADSL da cidade, com velocidade máxima de 15 Mbps. Possui também 2 provedores de internet via rádio - RadioNet e SEGA Informática.

Tacuru possui cobertura GSM de duas operadoras de telefonia móvel - Vivo e Claro, e não têm cobertura 3G.

Acesso a televisão via satélite através das operadoras SKY e Claro TV e televisão terrestre com os canais SBT MS (canal 11) e TV Morena (canal 07) através de repetidoras.

Há apenas uma emissora de rádio em Tacuru, a Rádio Ondas Verdes FM, que opera na frequencia 104.9 MHz

Os jornais que circulam na cidade são de cidades vizinhas com o jornal A Gazeta de Amambai, Já que Tacuru não possui um jornal local.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Mapas e rotas». Guia 4 Rodas. Consultado em 3 de novembro de 2011 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008 
  5. «Estimativa Populacional 2011» (PDF). Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2011. Consultado em 13 de setembro de 2011 
  6. «Mato Grosso do Sul». Embrapa. Consultado em 19 de julho de 2011 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  8. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 06 de agosto de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  9. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  10. a b «Cidade do Mato Grosso do Sul adota o guarani como segundo idioma oficial». Portal R7. Consultado em 3 de maio de 2010. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2014 
  11. http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=500795

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons