Diocese de Quixadá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Diocese de Quixadá
Dioecesis Quixadensis
Localização
País Brasil
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Fortaleza
Estatísticas
Área 13.874,2 km²
Informação
Rito romano
Criação 13 de março de 1971 (50 anos)
Padroeiro(a) Jesus, Maria e José (Sagrada Família)
Governo da diocese
Bispo Dom Ângelo Pignoli
Bispo emérito Adelio Giuseppe Tomasin, P.S.D.P.
Jurisdição diocese (Nordeste 1)
Página oficial www.diocesedequixada.org.br
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Quixadá é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica, no estado do Ceará, sufragânea da Arquidiocese de Fortaleza.

A diocese foi criada em 13 de março de 1971 pela bula pontifícia Qui Summopere do Papa Paulo VI, sendo desmembrada da Arquidiocese de Fortaleza e solenemente instalada em 20 de agosto de 1971.[1]

Está situada no centro do estado do Ceará, fazendo limites com as seguintes circunscrições eclesiásticas: Arquidiocese de Fortaleza, Diocese de Limoeiro do Norte, Diocese de Iguatu, Diocese de Crateús e Diocese de Sobral, com uma superfície de 13.874,2 km², abrangendo os municípios de Quixadá, Quixeramobim, Itatira, Boa Viagem, Madalena, Choró, Itapiúna, Capistrano, Ibaretama e Banabuiú com uma população de mais de trezentos mil habitantes.[2]

Bispos diocesanos[editar | editar código-fonte]

Nome Período Notas
Bispos
Dom Ângelo Pignoli 2007-atual
Dom Adélio José Tomasin, P.S.D.P. 1988-2007 Bispo emérito
Dom Joaquim Rufino do Rêgo 1971-1986 Nomeado Bispo de Diocese de Parnaíba

Paróquias e áreas pastorais[editar | editar código-fonte]

As paróquias são territórios eclesiásticos de uma Diocese, ou seja, são as comunidades de féis dentro do território Diocesano que estão sob o pastoreio de um pároco e que unidas formam a Diocese que é guiada pelo Bispo Diocesano.

Eis o que afirma o Código do Direito Canônico:

“Paróquia é uma determinada comunidade de fiéis, constituída estavelmente na Igreja particular, e seu cuidado pastoral é confiado ao pároco como a seu pastor próprio, sob a autoridade do Bispo diocesano”.» (Cân. 515 § 1º).

A Diocese de Quixadá conta em seu quadro território eclesiástico com vinte paróquias e duas áreas pastorais.[3]

Organização pastoral[editar | editar código-fonte]

Desejando favorecer um melhor cuidado pastoral dos fiéis, mediante a ação comum de Paróquias vizinhas entre si, acolhendo as sugestões para a dinamização do Plano de Pastoral Orgânico, e considerando o termo canônico “vicariatos forâneos” dos Cânones 374 § 2 e 553 a 555 do Código de Direito Canônico para melhor designar as circunscrições pastorais em uma Diocese, foi constituído as Foranias na Diocese de Quixadá[4][5].

Forania 1 – Quixadá[editar | editar código-fonte]

  • Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora – Ibaretama
  • Paróquia São Francisco – Quixadá
  • Paróquia Jesus, Maria e José – Quixadá
  • Paróquia Santa Teresinha – Quixadá
  • Paróquia de São João Batista – Quixadá
  • Paróquia de São Sebastião – Choró
  • Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Banabuiú
  • Área Pastoral do Custódio (São José) – Quixadá
  • Área Pastoral de Dom Mauricio (Sant’Ana) – Quixadá

Forania 2 – Quixeramobim[editar | editar código-fonte]

  • Paróquia de Santo Antônio – Quixeramobim
  • Paróquia São Francisco (Maravilha) – Quixeramobim
  • Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro (Nenelândia) – Quixeramobim
  • Paróquia São Miguel – Quixeramobim

Forania 3 – Itapiúna[editar | editar código-fonte]

  • Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Itapiúna
  • Paróquia Nossa Senhora de Nazaré – Capistrano
  • Paróquia São José – Itapiúna
  • Área Pastoral São Félix (Palmatória) – Itapiúna

Forania 4 – Madalena[editar | editar código-fonte]

  • Paróquia Imaculada Conceição – Madalena
  • Paróquia Nossa Senhora da Guia – Boa Viagem
  • Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem – Boa Viagem
  • Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Boa Viagem
  • Paróquia Nossa Senhora do Carmo (Lagoa do Mato) – Itatira
  • Paróquia Menino Deus – Itatira

Instituições ligadas à diocese[editar | editar código-fonte]

As instituições são ferramentas, estruturas que possibilitam a oferta de serviços no que diz respeito ao campo social, seja ele na área da educação, saúde, espiritualidade entre outros. As instituições influem diretamente na vida social dos beneficiados a partir dos serviços oferecidos pelas mesmas. Analisando esta realidade e necessidade da atuação destas estruturas a Diocese de Quixadá conta com algumas instituições que prestam os mais diversos serviços tais como : Comunicação, prestação de saúde, educação, espiritualidade entre outros.[6]

Referências

  1. «A Diocese». Diocese de Quixadá. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  2. a b «Diocese de Quixadá | HMJMJ – Hospital Maternidade Jesus Maria José». Consultado em 17 de outubro de 2020 
  3. «Paróquias • Diocese de Quixadá». Consultado em 16 de outubro de 2020 
  4. «Foranias». Diocese de Quixadá. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  5. Pignoli, Ângelo (20 de agosto de 2018). «Decreto de Constituição das Foranias na Diocese de Quixadá». Diocese de Quixadá. Consultado em 27 de agosto de 2018 
  6. «Instituições Diocesanas». Diocese de Quixadá. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  7. «Seminário Maior – Histórico». Diocese de Quixadá. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  8. «Quixadá se torna referência na formação de padres - Região - Diário do Nordeste». diariodonordeste.verdesmares.com.br. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  9. «Santuário atrai peregrinos - Região - Diário do Nordeste». diariodonordeste.verdesmares.com.br. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  10. «Conheça nossa História - UNICATÓLICA - Quixadá». Unicatólica Quixadá. Consultado em 17 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]