Nossa Senhora da Guia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nossa Senhora da Guia
Capela de Nossa Senhora da Guia, em Guimarães, Portugal
Venerada pela Igreja Católica no Brasil e em Portugal
Padroeira de dos navegantes

Nossa Senhora da Guia é um dos muitos títulos atribuídos à Virgem Maria. Seu carácter é atribuído ao de padroeira dos navegantes[1], sendo a sua devoção conhecida em Portugal e no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, é comum haver festas e igrejas construídas em honra à Nossa Senhora da Guia. Em Vila do Conde, o edifício paroquiano aparece no inventário do Mosteiro de Guimarães do século XI, em 1054.[2] Na localidade há festa e romaria, sempre iniciada no mês de fevereiro.[2]

No Brasil, as imagens de Nossa Senhora da Guia e do Senhor do Bomfim foram trazidas diretamente de Portugal em 1745.[3] Os ícones estão localizados na Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, em Salvador, na Bahia.[3]

A origem da devoção à Nossa Senhora da Guia no Brasil remete-se a Theodózio Rodrigues Faria, capitão português de Mar e Guerra.[4] Em 18 de abril de 1745, ele solicitou a José Botelho de Matos, então arcebispo da Bahia, para fundar uma irmandade dos devotos leigos, com o objetivo de manter o culto a Nossa Senhora da Guia e ao Senhor do Bonfim, além de desenvolver atividades como o zelo pela devoção e a evangelização e catequese.[4]

As festividades em honra à Nossa Senhora da Guia se espalharam em outros municípios do Brasil. Em Eldorado, no interior de São Paulo, a devoção chegou em 1757, antes da fundação do município.[5]

Há registradas celebrações em honra à Nossa Senhora da Guia em Alagoinhas (BA)[6], Acari (RN)[7], Patos (PB)[8], Divinópolis (MG)[9] e Mangaratiba (RJ), onde a santa é padroeira do município.[10]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Igreja de Nossa Senhora da Guia, em Lucena, guarda história centenária – Destino Paraíba. Muito Mais que Sol e Mar». www.destinoparaiba.pb.gov.br. Consultado em 25 de junho de 2021 
  2. a b «Nossa Senhora da Guia já começou a ser festejada em Vila do Conde •». Jornal Renovação. 25 de janeiro de 2019. Consultado em 25 de junho de 2021 
  3. a b «6 atrações históricas em Salvador, na Bahia |». CNN V&G. 20 de março de 2018. Consultado em 25 de junho de 2021 
  4. a b Nunes Neto, Francisco Antonio. «A invenção da tradição: a devoção ao Senhor Bom Jesus do Bonfim na Bahia». Portal de periódicos do Grupo Tiradentes. Consultado em 25 de junho de 2021 
  5. Santos, Do G1 (9 de setembro de 2014). «Fiéis celebram Dia de Nossa Senhora da Guia, Padroeira de Eldorado, SP». Santos e Região. Consultado em 25 de junho de 2021 
  6. «Tradicional festa de Nossa Senhora da Guia começa nesta sexta (07) e conta com apoio da Prefeitura | Prefeitura de Alagoinhas». www.alagoinhas.ba.gov.br. Consultado em 25 de junho de 2021 
  7. «Festa de Nossa Senhora da Guia ganha versão virtual em Acari, no RN». G1. Consultado em 25 de junho de 2021 
  8. «Festa da Guia começa nesta quinta-feira em Patos, no Sertão da PB». G1. Consultado em 25 de junho de 2021 
  9. «Novena celebra Nossa Senhora da Guia em Divinópolis». Sucesso FM (em inglês). 10 de agosto de 2018. Consultado em 25 de junho de 2021 
  10. «Festa da padroeira de Mangaratiba começa nesta sexta-feira - Jornal Atual». 3 de setembro de 2019. Consultado em 25 de junho de 2021 


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.