Nossa Senhora da Boa Morte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nossa Senhora da Boa Morte é um dos títulos atribuídos a Nossa Senhora pelo sincretismo religioso. A tradição católica não afirma que Nossa Senhora morreu. De acordo com as crenças da Igreja Católica Romana, da Igreja Ortodoxa, das Igrejas Ortodoxas Orientais e partes do Anglicanismo, a mãe de Jesus foi assunta ao céu ao final de sua vida terrestre. Tanto é que no dia 15 de agosto, quanto é celebrada Nossa Senhora da Boa Morte pelo sincretismo religioso, na Igreja Católica se celebra a festa de Nossa Senhora da Assunção.

História[editar | editar código-fonte]

A veneração a Nossa Senhora da Boa Morte é uma tradição do sincretismo religioso, isto é, incorpora elementos do catolicismo e das religiões afro-brasileiras. No ano de 1661, no sítio do Cabo, na freguesia da Ponta do Pargo Portugal[1], já existia uma capela de Nossa Senhora da Boa Morte, fundada por Francisco Homem de Couto. O culto chegou ao Brasil por meio dos portugueses.

A imagem de Nossa Senhora da Boa Morte pode ser venerada em Salvador, Bahia, na igreja da Glória e Saúde, mas é na cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano é onde são realizadas as maiores celebrações organizadas anualmente pela Irmandade da Boa Morte. Possui tais características:

  • Incorpora elementos da cultura afro-brasileira,
  • Tem mais de duzentos anos,
  • Só admite mulheres com mais de quarenta anos de idade,
  • São na maioria adeptas do candomblé.

Existe também na cidade de Santos em São Paulo, uma Confraria de Nossa Senhora da Boa morte, localizada no Convento de Nossa Senhora do Carmo dos carmelitas.


Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.