Nossa Senhora de Meritxell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nossa Senhora de Meritxell
Imagem de Nossa Senhora de Meritxell
Padroeira de Andorra
Instituição da festa 8 de setembro de 1921
Venerada pela Igreja Católica
Principal igreja Andorra Santuário de Meritxell
Festa litúrgica 8 de setembro
Atribuições Transladação milagrosa
Padroeira de Andorra[1]

Nossa Senhora de Meritxell (em catalão: Mare de Déu de Meritxell , IPA: /ˈmaɾə ðə ˈðew ðə məɾiˈtʃeʎ/, localmente /ˈmaɾe ðe ˈðew ðe meɾiˈtʃeʎ/) é um título mariano surgido em Andorra, sendo a padroeira deste país. A devoção surgiu no século XII, com a imagem encontrada em Meritxell. Um incêndio, porém, ocorreu na capela entre 8 e 9 de setembro de 1972, e essa imagem foi destruída. Uma réplica pode ser encontrada na nova igreja de Meritxell, que foi projetada por Ricardo Bofill em 1976.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a história oficial, num dia de inverno, um pastor encontrou a imagem da Virgem debaixo de uns rosais floridos. Decidiu então levá-la para sua casa. A imagem voltou consecutivamente por três vezes ao mesmo lugar onde fora encontrada. Finalmente, os andorranos decidiram construir aí uma capela.

Em 1873, o Consell General de les Valls, declarou-a padroeira do país. A 8 de setembro de 1921 foi coroada de forma solene. A influência da devoção é tão grande em Andorra, que desde então, nesse dia celebra-se a festa nacional do Principado.

O santuário[editar | editar código-fonte]

O Santuário de Nossa Senhora de Meritxell encontra-se na localidade de Meritxell, na paróquia andorrana de Canillo. É o principal local de culto à Virgem de Meritxell, sendo portanto um santuário mariano. Recentemente o Papa Francisco elevou o santuário ao título de basílica menor.[2]

Imagem do atual Santuário de Meritxell

O santuário original era de estilo românico e foi reformado completamente no século XVII. Em 1972, o santuário incendiou-se, ficando completamente destruído. No incêndio desapareceu também a virgem românica em pedra , a mais antiga do Principado, que até esse momento era venerada. O arquiteto catalão Ricardo Bofill Levi foi o encarregado da construção de um novo santuário. O novo edifício foi inaugurado no Dia de Nossa Senhora de Meritxell, 8 de setembro de 1976.

O edifício tem uma mistura de estilos e pretende fundir-se com a paisagem que o rodeia. No seu interior continua-se venerando uma réplica da virgem românica em pedra que desapareceu no incêndio.

Foto do altar do Santuário. A imagem ao centro no fundo é a da Virgem de Meritxell.

Em março de 2014 este santuário foi incorporado à Rota Mariana, consolidando-se como um importante destino de turismo religioso[3].

No dia 8 de setembro de 2016, para além da celebração dos 40 anos da atual igreja, esta recebeu uma nova imagem da Virgem de Meritxell, talhada a partir de fotografias da original românica (desaparecida no incêndio de 1972), e um novo 'cambril' – ou pequena capela – que passou a acolher a imagem. Esta nova estrutura modificou bastante a fisionomia que até ali se contemplava ao entrar na igreja.

Referências

  1. Site oficial do Santuário de Meritxell. Acesso: 07 out 2017
  2. (em castelhano) Rota Mariana Arquivado em 8 de outubro de 2017, no Wayback Machine.. Acesso em 07 out 2017
  3. Site oficial da Rota Mariana Arquivado em 31 de julho de 2017, no Wayback Machine.. Acesso 07 out 2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]