Duque de Rutland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coat of arms of the duke of Rutland.png
Duque de Rutland
Pariato  Inglaterra
Criação Ana I da Grã-Bretanha
1703
Ordem Nobreza Titulada
Tipo Hereditário
1.º Titular John Manners, 1º duque de Rutland
Linhagem Casa de Stuart
Actual Titular David Charles Robert Manners, 11.° Duque de Rutland
Títulos Subsidiários Marquês de Granby
Conde de Rutland
Barão Manners
Barão Roos de Belvoir
Herdeiro Charles Manners, marquês de Granby
Solar Castelo de Belvoir
Haddon Hall
Armas dos condes e dos duques de Rutland

Conde de Rutland e Duque de Rutland são títulos nobiliárquicos no Pariato da Inglaterra, derivados de Rutland, um condado tradicional. O conde de Rutland foi elevado a duque em 1703, e os títulos fundiram-se.

Primeira criação do Condado de Rutland[editar | editar código-fonte]

O título Conde de Rutland foi criado para Eduardo Plantageneta (1373-1415), filho de Edmundo de Langley, Duque de York, e neto do rei Eduardo III da Inglaterra. Com a morte do Duque em 1402, Eduardo tornou-se Duque de York. O título Conde de Rutland caiu em desuso com sua morte na Batalha de Azincourt e foi assumido por outros membros da Casa de York, incluindo o sobrinho do primeiro conde, Ricardo Plantageneta, o pai do Rei Eduardo IV.

Segunda criação[editar | editar código-fonte]

Thomas Manners (c. 1488-1543), filho do 12° Barão de Ros de Hamlake, Truibut e Belvoir, foi titulado conde de Rutland no pariato da Inglaterra, em 1525. Sua mãe, Anne St Leger, foi neta de Ricardo Plantageneta.

A baronia de 'de Ros of Hamlake, Truibut e Belvoir (algumas vezes soletra-se Ros, Roos ou de Roos) foi criada para Robert de Ros (1223-1285) em 1264. O título pode ser passado através da linha feminina quando não há um herdeiro homem. Como o terceiro conde, Edward Manners (c. 1548-1587), não deixou filhos, a baronia de Ros passou para sua filha Elizabeth (m. 1591), que se tornou esposa de William Cecil, Conde de Exeter.

O sucessor de Edward como quarto conde foi seu irmão John (m. 1588). Em 1618, Francis Manners (1578-1632), o sexto conde, herdou a baronia de Ros de seu primo William Cecil (1590-1618). No entanto, Francis morreu sem deixar filhos homens, e a assunção do título de cortesia de Lorde Ros para o filho mais velhos dos seguintes condes parece não ter tido base legal.

O nono conde John Manners (1638-1711) foi titulado Duque de Rutland e Marquês de Granby em 1703 pela Rainha Ana da Grã-Bretanha.

Títulos subsidiários[editar | editar código-fonte]

Os títulos subsidiários do Duque são Marquês de Granby (criado em 1703), Conde de Rutland (1525), Barão Manners, de Haddon no Condado de Derby (1679), e Barão Roos de Belvoir, de Belvoir no Condado de Leicester (1896). O título Barão Roos de Belvoir está no Pariato do Reino Unido, enquanto que os outros restantes estão no pariato da Inglaterra. O título Marquês de Granby é o título que usualmente o filho mais velho e herdeiro do Duque de Rutland detém. Haddon Hall e o Castelo de Belvoir são propriedades da família Manners e ambas estão abertas ao público.

Condes de Rutland, primeira criação (1385)[editar | editar código-fonte]

Condes de Rutland, segunda criação (1525)[editar | editar código-fonte]

Duques de Rutland (1703)[editar | editar código-fonte]

Seu filho e herdeiro: Charles Manners, Marquês de Granby (n. 3 de Julho, 1999)