Embraer Defesa e Segurança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Embraer Defesa e Segurança
Tipo Divisão
Indústria Aeronáutica; Defesa
Fundação 2011
Sede Gavião Peixoto, SP,  Brasil
Proprietário(s) Embraer
Presidente Jackson Medeiros de Farias Schneider
Produtos Aeronaves, sistemas e componentes
Website oficial www.embraerds.com (em inglês)

Embraer Defesa e Segurança é uma divisão da Embraer, fundada no início de 2011, cuja unidade industrial está localizada na cidade de Gavião Peixoto, município pertencente à Microrregião de Araraquara, interior do estado de São Paulo, Brasil.

Caça AMX, modernizado pela EDS.

Área de atuação[editar | editar código-fonte]

A EDS tem função estratégica no sistema de defesa brasileiro, tendo seu foco no desenvolvimento de projetos, fabricação e modernização de aviões militares, atuando também em tecnologias de sistemas de radares, informação, comunicação, vigilância e reconhecimento.[1]

Até 2013, a EDS havia fornecido e modernizado mais de 70% da frota de aeronaves Northrop F5, Super Tucano e AMX, da Força Aérea Brasileira (FAB).[2] [3] [4]

Produtos[editar | editar código-fonte]

Super Tucano.
Aeronaves militares de ataque e treinamento
  • Super Tucano – turboélice de treinamento avançado e ataque leve (fabricação e modernização).
Caça Gripen NG, montado na EDS a partir de 2019.
  • Projeto FX-2 - em fevereiro de 2014, A EDS iniciou contatos com a sueca Saab para discutir uma eventual participação no desenvolvimento e cadeia de produção das 36 aeronaves Gripen NG, previstas no projeto F-X2, de renovação dos caças da Força Aérea Brasileira.[5]
Em julho de 2014 foi assinado um memorando de entendimento com o objetivo de uma parceria entre Embraer Defesa e Segurança e Saab no projeto.[6]
Em 22 de novembro de 2016, foi inaugurado na EDS, o Centro de Projetos e Desenvolvimento para a montagem e testes finais dos caças no Brasil. 36 aeronaves serão montadas na unidade, entre 2019 e 2024.[7]
Aeronaves de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento
Embraer 145 AEW&C.
  • EMB-145 AEW&C - aeronave de Alerta Aéreo Antecipado e Controle (Airborne Early Warning and Control])
  • EMB 145 Multi Intel - aeronave de sensoriamento remoto, vigilância aérea do solo e inteligência.
Cargueiro militar KC-390.
Aeronaves comerciais e executivas para o transporte de autoridades governamentais
Cockpit do F-5EM (modernizado na EDS).
Aeronaves de transporte militar tático e reabastecimento
Modernização de aeronaves para a Força Aérea Brasileira.
Veículos aéreos não tripulados (VANT)
Soluções logísticas integradas para clientes
Treinamento e suporte a operações.

Parcerias[editar | editar código-fonte]

A EDS tem parcerias estratégicas com empresas que atuam em áreas de tecnologia, como comando e controle, radares e veículos aéreos não tripulados (Vants):[8]

  • Bradar - empresa especializada em sensoriamento remoto e radares de vigilância aérea e terrestre.
  • OGMA - oferece soluções de MRO (Manutenção, Reparo e Operações) incluindo modernizações de aeronaves, motores e componentes. Desenvolve também estruturas aeronáuticas complexas metálicas e em compósito.
  • Savis - projeta, certifica, industrializa e implanta sistemas e serviços na área de monitoramento de fronteiras.

Em janeiro de 2016, em decorrência de restrições orçamentárias, foi desfeita a joint venture Harpia Sistemas S.A., parceria da Embraer Defesa & Segurança com a AEL Sistemas e a Avibras Divisão Aérea e Naval, firmada em setembro de 2011.[9]

Referências

  1. «Embraer Defesa e Segurança». EDS. Consultado em 8 de fevereiro de 2014 
  2. «Embraer Defesa & Segurança entrega o primeiro caça A-1 modernizado para a Força Aérea Brasileira». Embraer. 3 de setembro de 2013. Consultado em 8 de fevereiro de 2014 
  3. «EDS entrega 1º A-1M modernizado». Tecnologia & Defesa. 3 de setembro de 2013. Consultado em 8 de fevereiro de 2014 
  4. «Embraer - primeiro voo do A-1M e últimas unidades do A-29 Super Tucano e do F-5M». Defesanet. 20 de junho de 2012. Consultado em 8 de fevereiro de 2014 
  5. Ivan Plavetz (24 de janeiro de 2014). «Conversações entre Saab e Embraer». Tecnologia & Defesa. Consultado em 11 de fevereiro de 2014 
  6. «Embraer e Saab serão parceiras na gestão conjunta do Projeto F-X2 no Brasil». Embraer. 11 de julho de 2014. Consultado em 11 de julho de 2014 
  7. «Ministro da Defesa inaugura centro que vai produzir caças Gripen NG». Portal G1. 22 de novembro de 2016. Consultado em 1º de abril de 2017. Cópia arquivada em 1 de abril de 2017 
  8. «Companies of Embraer Defense & Security» (em inglês). EDS. Consultado em 1º de abril de 2017. Cópia arquivada em 23 de outubro de 2016 
  9. Gabriela Mello (7 de janeiro de 2016). «Embraer encerra atividades da Harpia Sistemas». Exame.com. Consultado em 1º de abril de 2017. Cópia arquivada em 23 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]