Escorrência superficial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Escorrência superficial ou escoamento superficial é a terminologia usada em hidrologia que define o fluxo de água que ocorre na superfície do solo quando este se encontra saturado de humidade. Um dos estudos da hidrologia ocorre a respeito do escoamento, por meio do aproveitamento da água superficial que é acumulada, e também por propor medidas que evitem possíveis danos provocados pelo seu deslocamento.

Quando a chuva atinge a superfície terrestre parte da água se infiltra no solo e a quantidade de excedente escoa na superfície. A quantidade de água que escoa depende de alguns fatores, como a intensidade da chuva e a capacidade de infiltração do solo. Normalmente se considera como o escoamento superficial a precipitação menos a evaporação real e a infiltração no solo. Segundo a teoria de Horton, se forma quando o acúmulo de água, supera a capacidade de absorvência do solo.[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre ambiente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Von Sperling, Marcos (2005). Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgoto (Belo Horizonte: : Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental; Universidade Federal de Minas Gerais;).