Estadi de Sarrià

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Estadi de Sarrià
Sarrià.jpg

Nome Estadi de Sarrià
Características
Local Barcelona, Espanha
Gramado Grama (105 x 70 m)
Capacidade 43.667
Construção
Data 31 de Dezembro de 1922
Inauguração
Data 18 de Fevereiro de 1923
Partida inaugural Espanyol 4 -1 UE Sants
Data 21 de Junho de 1997
Partida final Espanyol 3 - 2 Valencia
Fechado 1997
Demolido 20 de Setembro de 1997
Proprietário RCD Espanyol
Administrador RCD Espanyol
Arquiteto Matías Colmenares
Mandante RCD Espanyol

O Estadi de Sarrià (em português: Estádio Sarrià) foi um estádio multiuso, localizado em Barcelona, Espanha.

Foi mais utilizado para partidas de futebol, onde a equipe mandante era o RCD Espanyol. O estádio possuía capacidade para abrigar cerca de 41.000 espectadores e foi construído em 1923 e foi fechado e demolido em 1997.

O estádio, inaugurado em 18 de fevereiro de 1923. Apesar do projeto inicial prever lotação para 40 mil pessoas, a obra foi inaugurada com apenas 10 mil lugares.[1] Foi nomeado em homenagem a estrada homônima na qual ele se localiza, ligando Barcelona ao município de Sarriá.[2] O Espanyol teve que fazer uma excursão para a América do Sul para arrecadar os fundos necessários para o pagamento da dívida, de 170 mil pesetas.[2]

Foi palco do primeiro gol da Liga Espanhola de futebol, marcado por Pitus Prat contra o Real Unión em 1929[1][2], e da decisão da Copa da Espanha Livre, torneio realizado em plena Guerra Civil Espanhola por equipes catalãs e valencianas, cuja existência não foi oficializada pelo então governo franquista.[1][3]

No estádio, o Espanyol fez uma goleada por 6 a 0 contra o Barcelona em 1951, maior vitória da história do dérbi barcelonista.[1][3]

No estádio, Alfredo Di Stéfano deu seu adeus em jogos oficiais, contra o Mallorca, pela última rodada do Campeonato Espanhol de 1965-66.[2]

Após sucessivas reformas entre as décadas de 1950 e 70, o estádio chegou à lotação máxima de 44 mil lugares.[1]

No Estadi de Sarrià foram disputadas três partidas da segunda fase da Copa do Mundo FIFA de 1982[3], incluindo a vitória histórica, memorável e dramática da Seleção Italiana de Futebol sobre a Seleção Brasileira de Futebol, por 3 a 2, onde o atacante Paolo Rossi marcou três gols (hat-trick). Esta partida é conhecida até hoje no Brasil como o "Desastre de Sarrià".[3][4][5][1][2][6][7]

Hospedou a final da Copa da UEFA de 1987–88 e seis jogos da primeira fase nos Jogos Olímpicos de Verão de 1992.

Em 20 de junho de 1997, o estádio Sarrià recebeu o último jogo com a vitória do Espanyol de 3 a 2 no Valencia, na Liga Espanhola 1996-97 na 42ª e última rodada[8].

Afundado em dívidas, o clube espanhol vendeu o terreno[7] em uma valorizada região de Barcelona para uma construtora.[2][4] A implosão se deu no dia 20 de setembro de 1997, após três meses de peregrinação dos torcedores "periquitos", como são conhecidos os torcedores do Espanyol.[3]

Principais Partidas[editar | editar código-fonte]

Primeiro jogo[editar | editar código-fonte]

Data Evento 1º clube Placar 2º clube
18 de fevereiro de 1923[9] Amistoso Espanyol 4 – 1 UE Sants

Copa do Mundo de 1982[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Copa do Mundo de 1982
Data Fase 1ª seleção Placar 2ª seleção Público
29 de junho 2ª Fase - Grupo 3 Itália Itália 2 – 1 Argentina Argentina 43,000
2 de julho 2ª Fase - Grupo 3 Argentina Argentina 1 – 3 Brasil Brasil 43,000
5 de julho 2ª Fase - Grupo 3 Brasil Brasil 2 – 3 Itália Itália 44,000

Copa da UEFA[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Copa da UEFA de 1987–88
Data Edição Fase 1º clube Placar 2º clube
4 de maio de 1988 1987-88 Final - 1º jogo Espanha Espanyol 3 – 0 Alemanha Bayer Leverkusen

Futebol nos Jogos Olímpicos de Verão de 1992[editar | editar código-fonte]

Data Fase 1ª seleção Placar 2ª seleção Público
24 de julho 1ª Fase - Grupo A Itália Itália 2 – 1 Estados Unidos Estados Unidos 18,000
26 de julho 1ª Fase - Grupo C Suécia Suécia 0 – 0 Paraguai Paraguai 43,000
27 de julho 1ª Fase - Grupo A Itália Itália 0 – 3 Polónia Polônia 15,000
28 de julho 1ª Fase - Grupo D México México 1 – 1 Austrália Austrália 10,000
29 de julho 1ª Fase - Grupo A Itália Itália 1 – 0 Kuwait Kuwait 8,000
30 de julho 1ª Fase - Grupo C Suécia Suécia 1 – 1 Coreia do Sul Coreia do Sul 12,000

Último jogo[editar | editar código-fonte]

Data Campeonato Edição Fase 1º clube Placar 2º clube
20 de junho de 1997 Espanha Liga Espanhola 1996-97 2º Turno - 42ª Rodada Espanyol 3 – 2 Valencia

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f Aquino, Murilo. «Estádios Históricos da Copa: Sarrià, o palco do desastre de 1982». GQ. Consultado em 14 de julho de 2022 
  2. a b c d e f Lima, Arthur (5 de julho de 2017). «Além da tragédia: sete curiosidades sobre o Estádio de Sarriá». Alambrado. Consultado em 14 de julho de 2022 
  3. a b c d e «"La Bombonera" catalã e palco de desastre; conheça o "finado" Sarriá». Terra. Consultado em 14 de julho de 2022 
  4. a b especial, Leonardo Mendes Júnior, enviado. «Triste lembrança da Copa de 82 segue viva em praça em Barcelona». Gazeta do Povo. Consultado em 14 de julho de 2022 
  5. «Após demolição do Sarriá, Espanyol está próximo de inaugurar novo estádio». Jornal de Brasília. 6 de novembro de 2008. Consultado em 14 de julho de 2022 
  6. «Calderón, Highbury, White Hart Lane e agora San Siro: quando um estádio é demolido, a beleza de seu nome vai junto | Blogs». ESPN. Consultado em 14 de julho de 2022 
  7. a b Colombari, Emanuel (16 de junho de 2014). «Pelo mundo, 20 estádios de Copa do Mundo já foram destruídos». Última Divisão. Consultado em 14 de julho de 2022 
  8. Espanyol 3-2 Valencia ogol.com.br
  9. Estadi de Sarrià Geocache Description


Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.