Ferrari Enzo Ferrari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferrari Enzo Ferrari
Visão Geral
Nomes
alternativos
Ferrari Enzo
Produção 2002 — 2004, 400 produzidas[1]
Modelo
Classe Supercarro
Carroceria Berlineta de dois lugares
Designer Ken Okuyama, da Pininfarina
Ficha técnica
Motor 6.0L V12
Potência 660 cv @ 7.800 rpm
Torque 657 N·m/67 kgf·m @ 5.500 rpm
Transmissão Semi-automática de 6 velocidades
Layout Motor central, tração traseira
Modelos relacionados Ferrari FXX
Koenigsegg CCX
Pagani Zonda
Ford GT
Lamborghini Murciélago
Maserati MC12
McLaren F1
Mercedes-Benz SLR McLaren
Porsche Carrera GT
Chevrolet Corvette
Dimensões
Comprimento 4.702 mm
Entre-eixos 2.650 mm
Largura 2.035 mm
Altura 1.147 mm[2]
Peso 1.250 kg[1]
Tanque 110 litros
Velocidade Máx. 355 km/h
Cronologia
Último
Ferrari F50
Ferrari LaFerrari
Próximo

Enzo é um supercarro de tração traseira e motor central-traseiro produzido pela Ferrari, fabricante italiana de automóveis. Recebeu o nome do criador da companhia, Enzo Anselmo Ferrari.[2] O automóvel é popularmente chamado apenas de "Ferrari Enzo", mesmo este não sendo o nome oficial do modelo. O carro foi desenvolvido em 2002 com tecnologias usadas na Fórmula 1, como a carroceria feita inteiramente em fibra de carbono, a transmissão eletro-hidráulica, freios a disco com carbeto de silício reforçados com fibra de carbono (C/SiC) e um sistema de aerodinâmica ativo que levanta um pequeno spoiler em alta velocidade, criando downforce para maior aderência. Após o downforce de 7.600 N ser atingido a 300 km/h, a asa traseira é acionada pelo computador para manter esse downforce.

O motor 6.0 V12 com 48 válvulas foi o primeiro da nova geração da Ferrari. O seu desenho é baseado no V8 do Maserati Quattroporte, utilizando o mesmo projeto básico, só que com o diâmetro dos cilindros 104 mm maior. Este projeto substituiu as antigas arquiteturas dos V12 e V8 usados na maioria das outras Ferraris contemporâneas. A F430 2005 é a segunda Ferrari a ganhar uma versão deste novo projeto.

Produção[editar | editar código-fonte]

A Enzo foi criada em homenagem ao fundador da marca, Enzo Ferrari, para comemorar o primeiro título de Fórmula 1 da Ferrari do novo milênio. Foi desenhado por Ken Okuyama, o japonês ex-designer-chefe da Pininfarina.

O carro foi anunciado inicialmente em 2002 no Paris Motor Show com o preço de US$ 693.330 e 349 unidades disponíveis. A empresa enviou convites para os clientes existentes, especificamente para aqueles que tinham comprado os modelos F40 e F50, e conseguiu vender todas as 349 unidades antes mesmo da produção começar. Mais tarde, depois de muitos pedidos, a Ferrari decidiu produzir mais 50 unidades subindo o total para 399. Em 2004, a Ferrari anunciou que iria produzir outra unidade do carro, esta foi doada para o Vaticano, sendo levada ao leilão de Sotheby e vendida por US$1,1 milhão.[3][4] O dinheiro foi doado para a caridade. Indo a leilão, geralmente a Enzo é vendida por valores acima de um milhão de dólares.[5]

Especificações[editar | editar código-fonte]

Motor[editar | editar código-fonte]

Motor V12 do Enzo Ferrari.

A Enzo utiliza um motor central e tem a distribuição de peso de 43.9/56.1 frontal/traseira. O motor é um V12[1] F140B a gasolina inclinado 65° naturalmente aspirado com quatro válvulas por cilindro, duplo comando no cabeçote e comando de válvulas variável. A injeção eletrônica utilizada é a Bosch Motronic ME7. O motor dispõe de uma capacidade volumétrica de 5.998 cc e produz 660 cavalos a 7.800 rpm e 657 N·m (67 kgf·m) a 5.500 rpm.[1][6] A rotação máxima que o motor foi designado a operar é 8.000 rpm.[7] Na época, este motor da Enzo estabeleceu o recorde do motor naturalmente aspirado mais potente em um carro de rua.

Freios, suspensão e caixa de câmbio[editar | editar código-fonte]

A Enzo tem uma transmissão semi-automática (também conhecida como caixa de câmbio da F1) usando borboletas atrás do volante para controlar as trocas de marchas e o acionamento de uma embreagem automática, juntamente com luzes de LED no volante para indicar ao motorista o momento certo para trocar de marcha. Essa caixa de câmbio realiza a troca de marchas em apenas 150 milissegundos. Esse tipo de transmissão recebe elogios pela velocidade de troca de marchas e críticas quanto aos seus solavancos.[8][9]

A Enzo tem suspensão independente nas quatro rodas com amortecedores ativos push-rod que podem ser ajustados pela cabine, complementados com barras estabilizadoras na dianteira e na traseira.[10]

Utiliza rodas aro 19'' (483 mm) e tem freios a disco Brembo de 15 polegadas (381 mm). As rodas são presas por um único parafuso e equipadas com pneus Bridgestone Potenza Scuderia RE050A.[11]

Marcha Relação final
Relação 3.15:1 2.18:1 1.57:1 1.19:1 0.94:1 0.76:1 4.1:1

Performance[editar | editar código-fonte]

A Enzo acelera de 0-96 km/h em 3,14 segundos[12] e chega a 160 km/h em 6.6 segundos.[13] A arrancada de ¼ de milha (~400m) é feito em 11 segundos a 219 km/h, com a velocidade máxima sendo superior a 355 km/h.[14]

A revista Evo testou a Enzo na pista de Nürburgring Nordschleife. Esta cravou um tempo de 7:25.21.

Cores[editar | editar código-fonte]

A Enzo estava disponível numa escolha de apenas quatro cores: preta, amarela e duas variantes de vermelho (Rosso 'Corsa' e Rosso 'Scuderia'). Ao abrigo de um plano especial de individualização dos automóveis, a Ferrari produziu ainda ao encontro das exigências dos compradores alguns modelos de cor branca, prata e azul 'Tour de France'. Apesar da reduzida produção, alguns exemplares começaram a surgir em cores mais invulgares, como por exemplo, o caso de um japonês que pintou sua Ferrari Enzo de rosa.[15]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Gavin Green (julho de 2007). «As melhores da Ferrari». Quatro Rodas. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  2. a b Newbury, Stephen. The Car Design Yearbook 2 (em inglês) Merrell [S.l.] ISBN 1-85894-196-2. 
  3. Ahlgrim. «Ferrari donates proceeds of 400th Enzo to Pope» (em inglês). Autoblog.com. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  4. Ahlgrim. «$1M Ferrari Enzo donated to St. Jude Children’s Research Hospital» (em inglês). luxurylaunches.com. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  5. Ahlgrim, Steve. «2005 Enzo Ferrari» (em inglês). Sports Car Market. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  6. Grabianowski, Edward. «Power and Glory» (em inglês). How Stuff Works. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  7. «2002 Ferrari Enzo» (em inglês). RSportsCars. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  8. Grabianowski, Edward. «Power and Glory» (em inglês). How Stuff Works. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  9. «Volkswagen makes way for DSG» (em inglês). Paul Tan. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  10. Grabianowski, Edward. «Turning Point» (em inglês). How Stuff Works. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  11. Posted by **TIME AGO**. «Ferrari Enzo - Auto Shows» (em inglês). Car and Driver. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  12. «2003 Ferrari Enzo Engine, Chassis, Dimensions, Price & Performance Data - Road Test Review» (em inglês). Motor Trend. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  13. Grabianowski, Edward. «Power and Glory» (em inglês). How Stuff Works. Consultado em 15 de dezembro de 2014. 
  14. «The 300kmh elite» (em inglês). Autor-Motor-Sport. 
  15. «Ferrari Enzo cor de rosa made in Japan». Maismotores.net. Consultado em 2015-10-19.