Ford GT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ford GT (1ª Geração)
Ford GT white.jpg
Visão Geral
Produção 2004 - 2006
Fabricante Ford
Modelo
Classe Esportivo
Carroceria Coupé 2 portas
Designer Camilo Pardo
Ficha técnica
Motor 5.4L Supercharged V8
Transmissão Manual de 6 marchas
Modelos relacionados Lamborghini Murciélago
Dimensões
Comprimento 4640 mm
Entre-eixos 2710 mm
Largura 1950 mm
Altura 1130 mm
Peso 1520 Kg
Velocidade Máx. Torno de 330 km/h
Cronologia
Último
Ford GT90
Ford GT (2ª Geração)
Próximo


O Ford GT é um esportivo americano. Ele foi criado para homenagear o Ford GT40, que se tornou famoso por vencer as 24 Horas de Le Mans de 1966 e por desbancar o reinado da Ferrari.

História[editar | editar código-fonte]

A história começa no início da década de 60, quando a Ford, querendo vencer as 24 horas de Le Mans e assim entrar no mercado de carros esportivos de orientação europeia, tenta adquirir a Ferrari. As negociações correram bem e Enzo Ferrari havia aceitado a oferta feita pela Ford. Quando a diretoria da FIAT ficou sabendo que a Ferrari passaria para as mãos de uma empresa americana, eles decidiram intervir na transação, alegando que a marca Ferrari era patrimônio italiano e deveria permanecer como tal. Assim a transação com a Ford foi interrompida e a FIAT assumiu o controle acionário da Ferrari. Que Enzo Ferrari não aceitou no último minuto. Após fracasso nas negociações, a própria Ford resolve criar um carro para vencer a competição. O carro seria baseado no Lola Mk6, um carro avançado para a época, mas suas primeiras versões tornam-se desastrosas. Após várias tentativas o carro foi redesenhado por Caroll Shelby, e não podendo ultrapassar a altura máxima de 40 polegadas (1,00 M) surge o Ford GT40. Nas 24 Horas de Le Mans de 1966, um GT40 chega em primeiro, trazendo mais dois do mesmo time em segundo e terceiro lugar. Assim, o carro se tornou uma das estrelas mais lembradas do automobilismo por acabar com as vitórias da Ferrari. Quarenta anos depois, a Ford tem a ideia de fazer uma homenagem a ele, e assim nasce o Ford GT.

Características[editar | editar código-fonte]

A carroçeria do Ford GT foi feita em túnel de vento para garantir sua fidelidade com o GT40. Depois disso foram adicionados acessórios modernos, como o farol de xenônio, a tampa dianteira de alumínio como parte do item de tanque com sensores de combustível entre vários outros acessórios externos e internos.

Motor[editar | editar código-fonte]

O motor que equipa o Ford GT é um V8 de 5.4 litros, equipado com supercompressor (blower) fazendo com que ele tenha 558 cv e torque de 69,2 kgfm a 4.500 rpm. Esse propulsor faz com que ele chegue a 330 km/h e leve 3,8 segundos para chegar aos 100 km/h.

Segunda Geração (2016 - )[editar | editar código-fonte]

Ford GT (2ª Geração)
2017 Ford GT front.JPG
Visão Geral
Produção 2016
Presente
Fabricante Ford
Modelo
Classe Esportivo
Carroceria Coupé 2 portas
Ficha técnica
Motor 3.5 L EcoBoost V6 bi-turbo
Transmissão Semi-Automática 7 Marchas
Modelos relacionados Lamborghini Aventador
Dimensões
Peso 1160 Kg
Velocidade Máx. Torno de 330 km/h
Cronologia
Último
Ford GT
Próximo


A Ford, juntamente com a Microsoft e Xbox, apresentou no dia 12 de Janeiro de 2015 no Salão Automóvel de Detroit, a nova e segunda geração do histórico Super Carro Americano. O novo Ford GT terá um motor V6 Ecoboost 3.5 L bi-turbo, que produzirá mais 720 cavalos e será o motor Ecoboost mais potente do mundo. De acordo com a Ford, "o GT terá uma das melhores relações peso-potência já alcançadas em um carro de produção", graças a seu chassi monobloco, parafusado nos sub-quadros dianteiro e traseiro, de alumínio revestidos em fibra de carbono. Segundo a fábrica, a carroceria leve, com compósitos de última geração, foi essencial para conseguir o melhor em aceleração, dinâmica, frenagens, segurança e eficiência. Possui aerodinâmica ativa na asa traseira, rodas aro 20, disco de freio de fibra-de-carbono e pneus Michelin Pilot Super Sport Cup 2 que usam um composto específico para o carro.[1] O pára-brisas será feito de Gorilla Glass, o mesmo material que reveste a tela de smartphones. [2]

Outra qualidade do carro é a aerodinâmica, com destaque para o grande recorte atrás dos vidros traseiros. Isto nota-se em palavras como as de Bernie Marcus, aerodinamicista da Ford Performance: “Se você olhar a carenagem, verá aquele destaque na área dos para-lamas traseiros. É um recurso aerodinâmico bastante peculiar, mas é um item de estilo também”. Ou de Garen Nicoghosian, Gerente de Design Externo do Ford GT: “além de unir os painéis da carroceria, aquele componente também hospeda os intercoolers. É uma bela peça de escultura, mas ao mesmo tempo, ela performa uma série de funções. De certa forma, é representativo de o que o carro se trata. Não há nada presente acidentalmente no carro”. [3] O espaço formado entre a parede dos para-lamas e a parede do cockpit é um acelerador de fluxo aerodinâmico. Dois Canais de Venturi [4], combinados ao escoamento aerodinâmico da forma de gota. Estes dois fatores não apenas derrubam o arrasto aerodinâmico do Ford GT, como podem aumentar a estabilidade direcional do veículo em altas velocidades – agindo como uma espécie de leme. Embora estes recortes nas laterais sejam abertos no topo, formando um canal em vez de um duto, é importante notar que os braços que conectam os para-lamas ao corpo da carroceria agem como defletores.[3]

A Ford planeja produzir 250 unidades do modelo por ano, que terá a produção iniciada oficialmente em 2017.

  1. «Flatout! - Novo GT, Mustang GT350R, nova F-150 Raptor são as novidades da Ford em Detroit (já falamos do novo Ford GT?)». 
  2. «The Verge - "The Ford GT's windshield will be Gorilla Glass"». 15 de Dezembro de 2015. 
  3. a b «Flatout! - Aerodinâmica: este recorte no Ford GT é uma sacada genial – veja as razões técnicas para isso». 18 de Dezembro de 2015. 
  4. «Wikipédia - Efeito Venturi».