Ford Courier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ford Courier
Ford Courier após o facelift em 2000
Visão Geral
Nomes
alternativos
Ford Bantam
Produção 1996 - 2013
Fabricante Ford
Modelo
Classe Picape compacta
Carroceria Picape 2 portas
Ficha técnica
Motor 1.3L Endura 8v
1.4L Zetec 16V
1.6L Zetec RoCam 8v
1.6L RoCam Flex 8v
Potência 1.3L: 60 cv (44,1 kW) @ 5000 rpm
1.4L: 89 cv (65,5 kW) @ 5600 rpm
1.6L: 95 cv (69,9 kW) @ 5500 rpm
1.6L: 107 cv (78,7 kW) @ 5500 rpm[1]
Torque 1.3L: 10,4 kgf-m (102 Nm) @ 3500 rpm
1.4L: 12,5 kgf-m (123 Nm) @ 4500 rpm
1.6L: 14,2 kgf-m (139 Nm) @ 2250 rpm
1.6L: 15,6 kgf-m (153 Nm) @ 4250 rpm
Plataforma Ford Fiesta
Transmissão 5 velocidades manual[2]
Layout Motor frontal, tração dianteira
Modelos relacionados Chevrolet Montana
Volkswagen Saveiro
Fiat Strada
Dimensões
Comprimento 4 457 mm (175 in)
Entre-eixos 2 830 mm (111 in)
Largura 1 685 mm (66,3 in)
Altura 1 477 mm (58,1 in)
Altura livre do solo 162 mm (6,38 in)
Peso 1 040 kg (2 293 lb)
Tanque 60 l (15,9 US-gal)
Velocidade Máx. 162 km/h (101 mph)
Capacidade
de carga
1030 L
Cronologia
Ford Pampa

A Ford Courier é uma picape pequena derivada do Ford Fiesta, um hatchback compacto que chegou ao Brasil em 1995, importado da Espanha e que em 1996 começou a ser produzido no país. Em substituição à robusta Pampa, a Courier foi lançada em 1997. Em 2000 recebeu uma reestilização, junto com o Fiesta, e ganhou motor Zetec 1.6. Foi então que a Courier ficou estagnada no tempo. De 2000 até hoje o carro é basicamente o mesmo, embora o Fiesta tenha continuado evoluindo ao longo do tempo, inclusive tendo uma mudança de plataforma.

Em 2001, ganhou a versão Sport, cinco anos depois, em 2006, ganhou a versão Van. Em 2007, o Fiesta recebeu uma reestilização. Mas a Courier continuou com sua plataforma antiga. Em 2007, a única mudança da Courier foi ela ter ganhado a versão Flex, nos modelos 2008. Depois do lançamento do novo Ford Ka, no final de dezembro de 2007, surgiu um rumor sobre uma nova versão baseada no Ford Ka[3]. Seria uma mudança radical, já que a Courier seguia o padrão do Fiesta.

Segundo o ranking de Dezembro de 2007, a Courier estava em 59º lugar, com apenas 285 unidades vendidas. Até a Renaut Mégane e Volkswagen Golf venderam mais que a Courier. Como o projeto é ultrapassado, a Courier vai perdendo os fãs e clientes, e estes optam pela líder do segmento Strada, da Fiat, pelo Chevrolet Montana, pela Saveiro, da Volkswagen e, mais recentemente, pela Hoggar, da Peugeot.

Essa falta de evolução no carro se deve ao fato da Ford a ver apenas como um carro exclusivo para trabalho, onde a beleza e a modernidade não são parâmetros primordiais, não enxergando uma reestilização como um investimento que vá alavancar suas vendas. A Courier, então, começa a seguir os passos da Fiat Fiorino Furgão, que desde 1988 não sofreu consideráveis alterações, e da VW Kombi, que ficou no mercado há cinquenta anos praticamente com a mesma cara.

A partir de 2013, a planta de São Bernardo do Campo no Brasil suspendeu a fabricação o modelo para consumidores comuns e comerciais, porém a Ford não confirmou se o modelo foi retirado de linha definitivamente.

Versões[editar | editar código-fonte]

Courier L[editar | editar código-fonte]

A pick-up Ford Courier L vem equipada com os seguintes itens de série:

  • Grade lateral (coluna B) na cor preta
  • Espelhos retrovisores externos com controle interno
  • Brake light

• Pneus 175/70 R14 • Fiação para instalação de rádio • Tampa da caçamba removível • Protetor de caçamba • Rodas de aço • Vidros verdes mais escuros (75% de transparência) • Outros itens opcionais

Courier XL[editar | editar código-fonte]

Além de todos os itens de série da Ford Courier L, a pick-up Courier XL traz ainda: • Airbag duplo • Ar-condicionado • Direção hidráulica • Faróis de neblina • Ganhos internos na caçamba • Grade protetora do vidro traseiro • Janela traseira deslizante • Moldura lateral • Pára-choque na cor do veículo • Alto-falantes • Protetor do cárter • Relógio digital • Rack do teto com suporte dobrável • Rede porta-objetos fixada no painel atrás dos bancos • Rodas de liga leve • Trava das portas com controle elétrico central • Vidros com acionamento elétrico • Sistema PATS – imobilizador antifurto, volante esportivo

Motor[editar | editar código-fonte]

Ford Courier 1998

A pick-up Ford Courier vem equipada com motor Zetec RoCam 1.6L com 95cv de potência que oferece:

• Maior torque e aceleração, proporcionando ao motorista maior domínio nas ultrapassagens e mais precisão na retomada de velocidade, até mesmo em subidas.

• Menor nível de ruído, consumo de combustível e custo de manutenção graças à utilização de óleo com baixo teor de atrito, que aumenta o espaço de trocas para 20.000 km rodados e de substituição de velas para 40.000 km.

A partir de 2007 esse modelo passou a ser comercializado com o motor 1.6 flex. Com a nova motorização a pick-up passou a oferecer torque de 14,7 kgfm com gasolina e 15,6 kgfm com álcool ambos a 4 250 rpm. A potência também aumentou para 96 cv a 5 250 rpm com gasolina e 107 cv a 5 500 rpm com álcool.

Em 2009, houve um novo acréscimo de potência que tornou o Rocam da Courier o motor aspirado 1.6 de oito válvulas mais potente do mercado brasileiro, com 109 cv com álcool e 103 cv com gasolina ambos a 5 500 rpm [4].

Especificações[editar | editar código-fonte]

Courier L[editar | editar código-fonte]

Motor: Zetec RoCam 1.6L 8 válvulas Combustível: Gasolina Potência líquida máxima: 95cv@ 5.500rpm Torque líquido máximo: 138,8 Nm @ 2.250 rpm ou 14,2 Kgf-m @ 2.250 rpm Sistema de alimentação; Injeção eletrônica multiponto seqüencial, com módulo de gerenciamento eletrônico do motor EEC-V. Suspensão dianteira: Independente, tipo MacPherson, com braços inferiores triangulares e barra estabilizadora. Amortecedores pressurizados telescópicos de dupla ação e molas helicoidais. Suspensão traseira: Eixo rígido com molas parabólicas tipo lâmina única (uma para cada lado), batente auxiliar e amortecedores pressurizados. Direção: Mecânica ou hidráulica progressiva de relação variável de pinhão e cremalheira. Freios: Hidráulicos, duplo circuito com servo assistência, disco na dianteira e tambor na traseira com válvula proporcionadora sensível à carga. Rodas (dimensões): 5,5J x 14" Pneus: P175/70 R14’

Dimensões (mm)

Comprimento total: 4.457 Largura: 1.685 Altura: 1.477 Comprimento de caçamba: 1.816 Largura de caçamba: 1.440 Distância entre eixos: 2.830

Capacidade

Capacidade de carga: 700 kg, Peso bruto total: 1.795 kg, Capacidade máxima de tração: 2.360 kg, Tanque de combustível: 68 litros ,porta malas: 1030 litros.[5]

Courier XL[editar | editar código-fonte]

Motor: Zetec RoCam 1.6L 8 válvulas Combustível: Gasolina Potência líquida máxima: 95cv@ 5.500rpm Torque líquido máximo: 138,8 Nm @ 2.250 rpm ou 14,2 Kgfm @ 2.250 rpm Sistema de alimentação: Injeção eletrônica multiponto seqüencial, com módulo de gerenciamento eletrônico do motor EEC-V. Suspensão dianteira: Independente, tipo MacPherson, com braços inferiores triangulares e barra estabilizadora. Amortecedores pressurizados telescópicos de dupla ação e molas helicoidais. Suspensão traseira: Eixo rígido com molas parabólicas tipo lâmina única (uma para cada lado), batente auxiliar e amortecedores pressurizados. Direção: Mecânica ou hidráulica progressiva de relação variável de pinhão e cremalheira. Freios: Hidráulicos, duplo circuito com servo assistência, disco na dianteira e tambor na traseira com válvula proporcionadora sensível à carga. Rodas (dimensões): 5,5J x 14" Pneus: P175/70 R14"

Dimensões (mm)

Comprimento: 4.457 Largura: 1.685 Altura: 1,477 Comprimento de caçamba: 1,816 Largura de caçamba: 1.440 Altura de caçamba: 0.464 Distância entre eixos: 2.830

Capacidade

Capacidade de carga: 700 kg Peso bruto total: 1.795 kg Capacidade máxima de tração: 2.360 kg Tanque de combustível: 68 litros

Cores[editar | editar código-fonte]

  • Azul Mônaco
  • Verde Bali
  • Vermelho Bari
  • Branco Ártico
  • Prata Geada
  • Cinza Nassau
  • Preto Ebony

Ford Courier no mundo[editar | editar código-fonte]

A Ford Courier 1997-1999 da Oceania e da Ásia, que tem a base da Mazda B-series.

Na África do Sul a Ford Courier, chamada Bantam, tem hoje um facelift. A única mudança entre a Courier e a Bantam é que a Bantam tem o pedal lateral (igual ao da Chevrolet Montana).

Na Ásia, na Nova Zelândia e na Austrália, a Courier é uma picape média.

Ford Courier Van[editar | editar código-fonte]

Ford Courier Van
Visão Geral
Produção 2006 - hoje
Fabricante Ford

A Ford Courier Van é a versão van da pick-up Ford Courier.

Versões[editar | editar código-fonte]

Courier L[editar | editar código-fonte]

Esse modelo vem equipado com seguintes itens de série: grade lateral (coluna B) na cor preta, espelhos retrovisores externos com controle interno, brake light, pneus 175/70 R14, fiação para instalação de rádio, tampa da caçamba removível, protetor de caçamba, rodas de aço, vidros verdes mais escuros (75% de transparência) e muitos outros itens opcionais.

Courier XL[editar | editar código-fonte]

Ele vem equipado com todos os itens de série da Courier L e mais: Airbag duplo, ar-condicionado, direção hidráulica, faróis de neblina, ganhos internos na caçamba, grade protetora do vidro traseiro, janela traseira deslizante, moldura lateral, pára-choque na cor do veículo, alto-falantes, protetor do cárter, relógio digital, rack do teto com suporte dobrável, rede porta-objetos fixada no painel atrás dos bancos, rodas de liga-leve, trava das portas com controle elétrico central, vidros com acionamento elétrico, Sistema PATS – Imobilizador antifurto, volante esportivo.

Motores[editar | editar código-fonte]

Equipada com o motor Zetec RoCam 1.6L com 95cv, a Ford Courier é a pick-up mais potente da categoria. E o torque é superior à concorrência, mesmo em baixa rotação. Isso quer dizer, maior domínio nas ultrapassagens e muito mais precisão nas retomadas de velocidade mesmo durante as subidas.

Além disso, a Ford Courier está mais silenciosa e econômica: é o menor nível de ruído e de consumo de combustível da categoria e também o mais baixo custo de manutenção. Isso é possível porque a Ford Courier utiliza óleo de baixo atrito que aumenta o espaço entre as trocas para cada 20.000 km rodados e a substituição das velas para cada 40.000 km. Ford Courier. Saiba o que é dirigir uma pick-up de verdade.

Cores[editar | editar código-fonte]

  • Azul Mônaco
  • Verde Bali
  • Vermelho Bari
  • Branco Ártico
  • Prata Geada
  • Cinza Nassau
  • Preto Ebony

Referências

  1. Felipe Bitu (21 de outubro, 2013). «Ford Courier». Quatro rodas. Consultado em 17 de janeiro de 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. «FICHA TÉCNICA». vrum.com.br. Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  3. «Projeção: Novo Ford Ka em versão picape – Ranchero seria um bom nome?». .noticiasautomotivas.com.br. 22 de agosto, 2014. Consultado em 17 de janeiro de 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Ford courier». vrum.com.br 
  5. «Ficha técnica courier». carrosnaweb.com.br 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.