Florida Cup de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Flórida Cup 2018
IV Flórida Cup
Dados
Participantes 8
Local de disputa Flórida, Estados Unidos
Período 1020 de janeiro
Gol(o)s 24
Partidas 8
Média 3 gol(o)s por partida
Campeão Atlético Nacional (1° título)
Vice-campeão Barcelona de Guayaquil
3º colocado Rangers
4º colocado Eindhoven
Melhor marcador 2 gols:
Melhor ataque (fase inicial) 6 gols:
  • Barcelona de Guayaquil
Melhor defesa (fase inicial) Nenhum gol:
  • Atlético Nacional
Maiores goleadas
(diferença)
Rangers 4 – 2 Corinthians
Spectrum StadiumOrlando
13 de janeiro
 
Atlético Nacional 2 – 0 Atlético Mineiro
Spectrum Stadium, Orlando
14 de janeiro
 
Fluminense 1 – 3 Barcelona de Guayaquil
Spectrum Stadium, Orlando
15 de janeiro
 
Légia Varsóvia 0 – 2 Atlético Nacional
Al Lang StadiumSão Petersburgo
20 de janeiro
◄◄ 2017 Soccerball.svg 2019 ►►

A Florida Cup de 2018, traduzido para português como Torneio da Flórida de 2018, foi a quarta edição deste torneio amistoso anual realizado na Flórida, Estados Unidos.

Em um evento realizado na cidade de Orlando em outubro de 2017, a organização do evento anunciou a parceria com o Universal Orlando Resort, que promoveu várias atividades em alguns de seus parques de diversões e, no mesmo evento, os detalhes sobre a edição foram divulgados. Diferente da edição anterior, o torneio foi disputado em uma única fase com oito participantes, que foram: Atlético Mineiro, Corinthians e Fluminense representaram o Brasil; PSV Eindhoven, Países Baixos; Légia Varsóvia, Polônia e Rangers, clube escocês. Além do Atlético Nacional da Colômbia e o equatoriano do Barcelona Sporting.

Cada equipe disputou dois jogos. O Atlético Nacional sagrou-se campeão com duas vitórias, quatro gols marcados e nenhum sofrido, sendo que o Barcelona Sporting e o Rangers conquistaram o mesmo número de pontos, mas ficaram em desvantagem nos critérios de desempate.

Participantes e regulamento[editar | editar código-fonte]

As novidades para a edição de 2018 foram apresentadas pela organização em um evento realizado no dia 9 de outubro de 2017, em Orlando, a principal sendo a parceria com um dos maiores patrocinadores do torneio, o Universal Orlando Resort. Além das partidas de futebol, o evento promoveu uma gama de atividades nos parques Universal Studios Florida, Islands of Adventure e Volcano Bay, incluindo fanfest e uma celebração com performances de artistas internacionais.[1]

Em 3 de outubro, a organização já havia confirmado o Atlético Mineiro e o Corinthians como participantes. Os mineiros, que havia conquistado o título em 2016, cumpriria o contrato de três anos assinado com organização do evento, por sua vez, o clube paulistano participou de todas as edições. Além deles, os seguintes clubes também foram confirmados: PSV Eindhoven, Países Baixos; Rangers, Escócia; Atlético Nacional, Colômbia; e o clube equatoriano Barcelona Sporting.[2] Posteriormente, o Fluminense e o clube polaco Légia Varsóvia foram confirmados.[3]

Através de um comunicado oficial, a equipe carioca se pronunciou sobre a competição:[4]

É uma oportunidade de ter o elenco trabalhando forte e concentrado no início da temporada, treinando em estruturas de primeiro mundo, enfrentando equipes internacionais, com outros estilos de jogo, além do potencial de levar o nome do Fluminense cada vez mais longe no cenário internacional


Por fim, o regulamento divulgado foi semelhante ao da edição de 2016, onde cada clube disputa dois jogos, sagrando-se campeão aquele que somar o maior número de pontos. O saldo de gols foi o primeiro critério de desempate, seguido pelos gols marcados. As partidas que terminaram empatadas foram decididas nos pênaltis, concedendo dois pontos ao vencedor e um ponto ao perdedor.[5]

País Clube Cidade Confederação Liga
 Países Baixos PSV Eindhoven Eindhoven UEFA Eredivisie
 Polónia Légia Varsóvia Varsóvia Ekstraklasa
Escócia Rangers Glasgow Scottish Premier League
 Brasil Corinthians São Paulo CONMEBOL Série A
Fluminense Rio de Janeiro
Atlético Mineiro Belo Horizonte
 Colômbia Atlético Nacional Medellín Categoría Primera A
Equador Barcelona de Guayaquil Guaiaquil Primeira A

Resumo[editar | editar código-fonte]

Corinthians e PSV Eindhoven enfrentaram-se na partida inaugural do torneio. Diferentemente do adversário, a equipe brasileira iniciava sua temporada e por conta disso obteve uma atitude precavida.[6] O meio-campista Marco van Ginkel obrigou o goleiro do Corinthians Cássio Ramos a fazer uma boa defesa no início da partida, com um chute de longa distância. No minuto seguinte, Luuk de Jong aproveitou a cobrança de escanteio, mas a cabeçada do atacante foi pela linha de fundo.[7] Apesar da inferioridade na partida, o Corinthians, aos 23 minutos, saiu em vantagem no placar: numa cobrança de falta, Jadson fez o cruzamento e Rodriguinho finalizou marcando o primeiro gol de seu clube no ano.[6] Alguns minutos depois, o Corinthians teve uma boa chance de ampliar com Colin Kâzım-Richards, mas o atacante escorregou antes de finalizar. O PSV Eindhoven, por sua vez, limitou-se aos remates de Hirving Lozano.[6] No segundo tempo, a equipe neerlandesa colecionou chances perdidas: a primeira com Gastón Pereiro, que finalizou sobre o gol. Mauro Júnior e Donyell Malen exigiram boas defesas do goleiro Caíque, do Corinthians. Aos 93 minutos, contudo, Sam Lammers empatou a partida.[6][7] O Corinthians saiu vitorioso na disputa por pênaltis após Lammers desperdiçar sua cobrança.[6][7]

Atlético Mineiro e Rangers estrearam na segunda partida. Ambas as equipes começaram o jogo modificadas em relação aos times titulares.[8] Logo no primeiro minuto, o goleiro inglês do Rangers, Jak Alnwick, precipitou-se e entregou a posse da bola para o Atlético Mineiro, que não se aproveitou deste equivoco. A equipe brasileira ainda teve duas outras chances para marcar: aos 12 minutos, Pablo conduziu em velocidade e passou para Thalis. A finalização do atacante, no entanto, acertou a trave. Alguns minutos depois, Pablo obrigou o goleiro Alnwick a fazer uma bela defesa.[9] No segundo tempo, o Rangers obteve as melhores oportunidades - primeiro com o remate de Andy Halliday e, em seguida, o gol, após um contra-ataque bem trabalhado que acabou com a conclusão de Josh Windass, que mais tarde quase ampliou a vantagem com um remate cruzado. O jogo manteve-se em 1–0.[9]

Em seu último confronto no torneio, o PSV Eindhoven enfrentou o Fluminense. O belo gol da equipe neerlandesa foi marcado por Sam Lammers, que driblou dois defensores antes de concluir. O Fluminense, por sua vez, aproveitou sua única chance de gol: após recuperar a posse de bola, Robinho recebeu o passe e finalizou, empatando a partida. Entretanto, a equipe brasileira saiu derrotada nas disputas por pênaltis.[10] Na quarta partida, realizada em 13 de janeiro, Corinthians e Rangers também encerraram suas participações no torneio. A equipe brasileira marcou dois gols no primeiro tempo com Rodriguinho e Kâzım, mas os escoceses viraram no segundo tempo com quatro gols - o primeiro de Alfredo Morelos, antecipando a marcação após uma cobrança de falta. Andy Halliday empatou a partida após passe do Morelos; este último, por sua vez, voltou a marcar minutos depois. Por fim, James Tavernier aproveitou o rebote do goleiro (4–2).[11]

Elenco e comissão técnica do Atlético Nacional, campeão da edição de 2018.

Na outra partida, Barcelona Sporting enfrentou o Légia Varsóvia. Os polacos marcaram primeiro, Jarosław Niezgoda recebeu um belo passe e arrematou para as redes. O Barcelona, no entanto, virou a partida em nove minutos: com gols de Marcos Caicedo, Ariel Nahuelpán e Ely Esterilla. No final da partida, Rémy descontou para equipe polaca.[12] No dia seguinte, O Atlético Nacional venceu o Atlético Mineiro por dois gols. Andrés Renteria abriu o marcador aos 37 minutos, em uma jogada trabalhada com Gustavo Torres, antes de concluir deslocando o goleiro brasileiro. No segundo tempo, o Atlético Nacional garantiu a vitória com Jeison Lucumí, que aproveitou o passe errado do adversário e arrematou de longa distância.[13]

No penúltimo embate, Fluminense e Barcelona Sporting se enfrentaram. Os brasileiros não possuíam mais chances de título, mas procuravam uma vitória para amenizar a desconfiança de seus torcedores.[14] Marcos Júnior abriu o placar para o Fluminense após um cruzamento de Marlon. A virada do Barcelona concretizou apenas no segundo tempo: Jonathan Betancourt marcou dois gols em oito minutos; no primeiro, o atacante aproveitou o passe de Erick Castillo e, no segundo, um lançamento do goleiro Máximo Banguera. Erick Castillo converteu o terceiro em um belo remate de média distância.[15] O Fluminense encerrou a participação no torneio sem vitórias, enquanto a equipe equatoriana venceu seus dois jogos e assumiu provisoriamente a primeira colocação.[16] O Atlético Nacional entrou no último confronto sabendo que precisaria vencer por dois gols de diferença para conquistar o título. O goleiro colombiano Christian Vargas realizou boas intervenções evitando os gols de Michał Kucharczyk e Jarosław Niezgoda do Légia Varsóvia, o resultado foi construído no primeiro tempo, com dois gols de Aldo Leão Ramirez. O jogo manteve-se em 2–0, apesar de ambos os clubes criarem chances de mudar o marcador durante os últimos 45 minutos.[17]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Cada time disputou dois jogos, com três pontos concedidos para a vitória, um para o empate, nenhum para a derrota, além do ponto extra pela vitória nas disputas de pênaltis. No final do torneio, três equipes terminaram empatadas com seis pontos: após vencer seus compromissos, o Atlético Nacional conquistou o título por conta do saldo de gols.[18]

Pos. Clube Pts J V VP DP D GP GC SG
1 Colômbia Atlético Nacional 6 2 2 0 0 0 4 0 +4
2 Equador Barcelona de Guayaquil 6 2 2 0 0 0 6 3 +3
3 Escócia Rangers 6 2 2 0 0 0 5 2 +3
4 Países Baixos PSV Eindhoven 3 2 0 1 1 0 2 2 0
5 Brasil Corinthians 2 2 0 1 0 1 3 5 –2
6 Brasil Fluminense 1 2 0 0 1 1 2 4 –2
7 Polónia Légia Varsóvia 0 2 0 0 0 2 2 5 –3
8 Brasil Atlético Mineiro 0 2 0 0 0 2 0 3 –3

Partidas[editar | editar código-fonte]

Todas as partidas seguem o fuso horário local (UTC−5).


10 de janeiro Corinthians Brasil 1 – 1 Países Baixos PSV Eindhoven Orlando City Stadium, Orlando
19:00
Rodriguinho Gol marcado aos 23 minutos de jogo 23' Reportagem Lammers Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3' Árbitro: Estados UnidosUSA Jonathan Bilinski
    Penalidades  
Junior Dutra Convertido
Fellipe Bastos Convertido
Maycon Convertido
Camacho Convertido
Giovanni Augusto Convertido
5 – 4 Convertido Maher
Convertido Schwaab
Erro (defesa) Lammers
Convertido Arias
Convertido Malen
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Corinthians
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
PSV

11 de janeiro Atlético Mineiro Brasil 0 – 1 Escócia Rangers Orlando City Stadium, Orlando
19:00
Reportagem Windass Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67' Árbitro: Estados UnidosUSA Andrew Musashe
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-MG
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Rangers

12 de janeiro PSV Eindhoven Países Baixos 1 – 1 Brasil Fluminense Spectrum Stadium, Orlando
19:00
Lammers Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41' Reportagem Robinho Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2' Árbitro: Estados UnidosUSA Esteban Rosano
    Penalidades  
Hirving Lozano Convertido
Obispo Convertido
Hendrix Convertido
Malen Convertido
Pereiro Convertido
5 – 4 Convertido Robinho
Convertido Pedro
Convertido Jadson
Erro (defesa) Romarinho
Convertido Renato Chaves
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
PSV
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Fluminense

13 de janeiro Rangers Escócia 4 – 2 Brasil Corinthians Spectrum Stadium, Orlando
13:00
Morelos Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63', Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Halliday Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70'
Tavernier Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82'
Reportagem Rodriguinho Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32'
Kazim Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40'
Árbitro: Estados UnidosUSA Jonathan Bilinski
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Rangers
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Corinthians

13 de janeiro Barcelona de Guayaquil Equador 3 – 2 Polónia Légia Varsóvia Central Broward Regional Park, Fort Lauderdale
15:00
M. Caicedo Gol marcado aos 18 minutos de jogo 18'
Nahuelpán Gol marcado aos 21 minutos de jogo 21'
Esterilla Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27'
Reportagem Niezgoda Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Rémy Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Árbitro: Estados UnidosUSA Andres Pfefferkorn
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Barcelona
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Legia

14 de janeiro Atlético Nacional Colômbia 2 – 0 Brasil Atlético Mineiro Spectrum Stadium, Orlando
13:00
Renteria Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37'
Lucumí Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70'
Reportagem Árbitro: Estados UnidosUSA Brandon Artis
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atl. Nacional
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-MG

15 de janeiro Fluminense Brasil 1 – 3 Equador Barcelona de Guayaquil Spectrum Stadium, Orlando
16:00
Marcos Júnior Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22' Reportagem Betancourt Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56', Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64'
E. Castillo Gol marcado aos 90+4 minutos de jogo 90+4'
Árbitro: Estados UnidosUSA Andrew Musashe
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Fluminense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Barcelona

20 de janeiro Légia Varsóvia Polónia 0 – 2 Colômbia Atlético Nacional Al Lang Stadium, São Petersburgo
18:00
Reportagem Aldo Ramirez Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35', Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' Árbitro: Estados UnidosUSA Guido Gonzalez Jr.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Legia
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atl. Nacional

Artilharia[editar | editar código-fonte]

A quarta edição do torneio terminou com vinte e quatro gols marcados em oito partidas. Os jogadores responsáveis pelos gols do torneio estão listados a seguir:[6][9][10][11][12][13][15][17]

2 gols (5)
1 gol (14)

Referências

  1. «Florida Cup divulga clubes e tabela para 2018». canaleua.com. 9 de outubro de 2017. Consultado em 30 de junho de 2018. Cópia arquivada em 30 de maio de 2018 
  2. «Atlético-MG é confirmado no Torneio da Flórida 2018: em busca do bi». globoesporte.globo.com. 3 de outubro de 2018. Consultado em 30 de junho de 2018. Cópia arquivada em 30 de maio de 2018 
  3. «Flórida Cup divulga tabela da competição de 2018». netflu.com.br. 9 de outubro de 2017. Consultado em 30 de junho de 2018. Cópia arquivada em 30 de maio de 2018 
  4. «Fluminense é outro brasileiro confirmado na Florida Cup 2018; veja o calendário». espn.com.br. 9 de outubro de 2017. Consultado em 30 de junho de 2018. Cópia arquivada em 30 de maio de 2018 
  5. «Florida Cup 2018: Standings». Website oficial do torneio. Consultado em 30 de junho de 2018. Cópia arquivada em 30 de maio de 2018 
  6. a b c d e f «Corinthians cede empate ao PSV, mas leva a melhor nos pênaltis». gazetaesportiva.com. 11 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  7. a b c «Corinthians sofre gol no fim, mas bate o PSV nos pênaltis na estreia no ano». esporte.uol.com.br. 11 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2018 
  8. «Galo joga mal e perde para o Rangers na Copa Flórida». gazetaesportiva.com. 12 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  9. a b c Christopher Jack (12 de janeiro de 2018). «Rangers 1-0 Atletico Mineiro: Graeme Murty's side kick-off Florida Cup with win in Orlando» (em inglês). heraldscotland.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  10. a b «Fluminense estreia mal na Florida Cup e perde nos pênaltis para o PSV». esporte.uol.com.br. 13 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  11. a b «Corinthians abre vantagem, mas reservas cedem goleada ao Rangers na Florida Cup». mg.superesportes.com.br. 13 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  12. a b «Barcelona SC venceu por 3-2 no Legia Varsóvia em amistoso pela Copa da Flórida» (em espanhol). elcomercio.com. 13 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  13. a b «Atlético é derrotado pelo xará colombiano e encerra Florida Cup sem vitórias». mg.superesportes.com.br. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  14. «Fluminense encara o Barcelona-EQU pela Copa Flórida». gazetaesportiva.com. 14 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  15. a b «Flu leva virada do Barcelona-EQU e volta dos Estados Unidos sem vitórias». esporte.uol.com.br. 15 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  16. «JOGO 7: FLUMINENSE 1 X 3 BARCELONA SC». floridacup.com. 16 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  17. a b Jeimmy Paola Sierra (20 de janeiro de 2018). «Nacional sigue ganando: ¡Campeón de la Florida Cup!». colombia.as.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  18. «Com vitória, Atlético Nacional mantém 100% e é campeão do torneio da Flórida». globoesporte.globo.com. 22 de janeiro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]