Futbolniy Klub Anji

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
FK Anji
FC Anzhi Makhachkala Logo.jpg
Nome Futbolniy Klub Anji
Alcunhas Dagi (Dagestani)
(дагестанские)
Águias
(Орлы)
Divisão Selvagem
(Дикая дивизия)
Mascote Águia
Fundação 1991 (30 anos)
Estádio Arena Anji
Capacidade 30 000
Localização Makhachkala, Rússia
Presidente Rússia Osman Kadiev
Treinador Rússia Artur Sadirov
Patrocinador Rússia parimatch
Material (d)esportivo Alemanha Jako
Competição Segunda Divisão Russa
Copa da Rússia de Futebol
Website fc-anji.ru
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Futbolniy Klub Anji (em russo) Футбольный клуб «Анжи» é um clube de futebol de Makhatchkala, no Daguestão, uma república da Rússia.

Fundado em 1991, o Anji disputa a Segunda Divisão Russa, após se classificar em 15º lugar na Zona Sul Russa. Manda seus jogos no Dynamo Stadium, em Makhachkala, com capacidade para 20 000 torcedores. Suas cores são o amarelo, o verde e o branco.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

O Anji foi fundado em 1991, quando o chefe da Dagnefteprodukt, Sultan Magomedov, e um ex-jogador do Dynamo Makhachkala, o primeiro clube da cidade, preencheram a papelada necessária muito habilmente, para fundar um time de futebol novo, para nível regional. No campeonato do Daguestão, o clube foi capaz de afirmar-se, e conseguiu ganhar 16 de 20 jogos, tornando-se o campeão. Perceberam o potencial do projeto, e os proprietários do clube decidiram colocar o clube nas ligas inferiores do campeonato de futebol russo.

Imediatamente após a queda da URSS, o Anji venceu a Segunda Divisão na Zona 1, mas devido à reestruturação dos campeonatos russo, continuou na segunda divisão.

De 1994, com Aleskerov, até 1996, com Rafael Safarov, tentaram levar o Anji para a Primeira Divisão. Finalmente conseguiu, em 1996, Eduard Malafeev, soube construir uma equipe formada predominantemente de jogadores do Daguestão. Em vez disso, foi Gadji Gadjiev para ter sucesso em trazer a equipe para promoção na primeira divisão na Rússia, depois de tentativas fracassadas, em 1997 e 1998.

Em 1999, foi campeão da Primeira Divisão (segundo nível do futebol russo). Em 2000, a equipe estreou na Campeonato Russo (Russian Premier League) terminando em quarto lugar, registrando o melhor resultado da história do clube. Em 2001, chegaram à final da Copa da Rússia de Futebol, mas perderam nos pênaltis para o Lokomotiv Moscou.

Anji foi rebaixado da Premier League em 2002, foi campeão da segunda divisão em 2009 e foi novamente promovido à Premier League, após sete anos de ausência. Em 5 de dezembro de 2010, um fato marcante para o clube. O zagueiro Shamil Burziyev morreu em um acidente de carro, aos 25 anos.[1]

1992-1996: Início no Campeonato Russo[editar | editar código-fonte]

Budun Budunov, participou da campanha de 1995 na sua primeira passagem pelo Anji

Em 1992, um ano após sua fundação, o Anji entrou no campeonato russo disputando divisões regionais, começou disputando a Segunda Divisão Russa, na Zona 1, equivalente a terceira divisão do país. Na sua primeira temporada na competição, o Anji, ainda com um time modesto, sem jogadores de alto nível, mas já com Ibragim Gasanbekov, que se tornaria mais tarde o maior artilheiro da história do Anji, terminou na 5º colocação com 48 pontos. Logo na sua segunda temporada, em 1993, com um time de mais qualidade, o Anji acabou terminando o campeonato na 1º colocação com 55 pontos, também foi o ano em que o Anji disputou a sua primeira Copa da Rússia, mas sem chegar a fases importantes. Nos anos seguintes, disputou a Segunda Divisão Russa, na categoria oeste e passou a disputar com frequência a Copa da Russia, mas sem sucesso. Após campanhas medianas no campeonato em 1994 (terminou na 10º posição) e em 1995 (terminou na 7º posição), o Anji conseguiu a 1º colocação em 1996, classificando-se assim, pela primeira vez, para uma competição oficial disputada por clubes de todas as partes do país.

1997-2002: Altos e baixos[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 1997, a equipe recém promovida a Primeira Divisão Russa, equivalente a segunda divisão do país, e comandada pelo artilheiro russo Ibragim Gasanbekov não foi bem, com uma defesa fraca (sofreu 72 gols em 42 jogos) e um bom ataque com 66 gols feitos, o Anji não passou da 13º colocação, com sessenta pontos. O mesmo aconteceu em 1998, o Anji acabou terminando com três pontos a menos em relação a temporada anterior, mas uma posição acima, a ruim 12º colocação e os 57 pontos conquistados, deixaram a equipe sem muitas expectativas para a próxima temporada.

A temporada 1999 chegou e o cenário mudou totalmente, desta vez com um novo artilheiro, Narvik Sirkhayev, o Anji jogava o melhor futebol entre os times da competição, e no final da temporada, uma coisa que parecia improvável aconteceu, o Anji que vinha de duas campanhas medianas, terminou o campeonato com 86 pontos, 1 a mais que o segundo colocado e se tornou pela primeira vez campeão de uma verdadeira competição nacional.

Em 2000, o Anji alcançou o seu principal objetivo, jogar a Premier League Russa, equivalente a primeira divisão. O Anji não fez feio, com Predrag Ranđelović em grande fase, o Anji terminou o campeonato na 4º colocação, com 52 pontos, acabando na frente de equipes tradicionais como o CSKA Moscou e o Zenit.

Nas duas próximas temporadas o Anji voltou as campanhas medianas, em 2001 terminou em 13º e em 2002 na 15º colocação, sendo rebaixado e obrigado a disputar a primeira divisão novamente. Também em 2002, foi vice-campeão da Copa da Russia, perdendo do Lokomotiv Moscou nos pênaltis e se classificou pela primeira vez a uma competição européia, a Liga Europa.

2003-2009: Primeira divisão e a volta a Premier League[editar | editar código-fonte]

Após boas temporadas na Premier League, o Anji estava de volta a segunda divisão, com o objetivo de voltar a primeira divisão rapidamente, o que não aconteceu. Mas a boa notícia da temporada foi que o Anji fez uma ótima campanha na copa da Rússia, sendo eliminado nas semi-finais.

Em 2003, o Anji terminou na 6º colocação, 3 posições abaixo da zona de acesso. Na temporada seguinte, a 8º colocação frustrou novamente os planos do Anji de voltar a Premier League. As três próximas temporadas foram ainda piores: 2005, 11º posição com 55 pontos - 48 gols sofridos e 47 gols pró. 2006, 15º posição com 53 pontos - 66 gols sofridos e 57 gols pró. 2007, 10º posição com 57 pontos - 44 gols sofridos e 41 gols pró.

As campanhas ruins na segunda divisão, praticamente acabaram com o sonho da volta a primeira divisão. Em 2008, o time melhorou e o sonho voltou a ser cogitado, o Anji lutou, mas a 6º posição, a três posições e a 15 pontos da zona de acesso, novamente frustraram seus planos.

Em 2009, o Anji teve a melhor campanha e acabou se sagrando campeão da primeira divisão com 75 pontos conquistados, voltando assim para a Premier League após 7 anos de ausência.

Chegada de Suleiman Kerimov[editar | editar código-fonte]

Yuri Jirkov com a camisa do Anji em 2011

Em 18 de janeiro de 2011, o clube foi comprado pelo bilionário russo Suleiman Kerimov que tem fortuna estimada pela revista "Forbes" em US$ 5,5 bilhões (R$ 8,7 bilhões)[2], ganhando as manchetes por causa da contratação de três jogadores brasileiros: o lateral Roberto Carlos, o meia Jucilei (ambos ex-Corinthians) e o atacante Diego Tardelli (ex-Atlético Mineiro).

Durante o inverno de 2011, Kerimov trouxe o marroquino Mbark Boussoufa do Anderlecht, enquanto no mercado de verão, trouxe Balázs Dzsudzsák do PSV Eindhoven por 14 milhões de euros, Yuri Jirkov do Chelsea e o atacante camaronês Samuel Eto'o, que assinou o contrato com o Anji e se tornou o jogador de futebol com o maior salário do mundo, com vinte milhões de euros por ano. No início de 2012, veio Guus Hiddink para assumir o comando da equipe, assinando um contrato por um ano e meio, também chegou ao Anji o zagueiro congolês Christopher Samba do Blackburn Rovers. Na janela de verão da temporada 2012-13 a equipe contratou o ex-camisa 10 do Real Madrid Lassana Diarra.

Willian

.Mas a bomba veio mercado de Inverno em 1 de Fevereiro de 2013, quando o Shakhtar Donetsk anunciou em seu site oficial que o jogador estrela, Willian brasileira, deixou a equipe ucraniana para jogar para o russo. Sim, depois de este ter pago um colossal € 35 milhões, até agora, a contratação mais cara da história do Anji.

O bilionário Suleiman Kerimov dono do clube, decidiu parar de investir alto no clube, para investir em jogadores russos menos baratos, o que deva gerar saída de jogadores com que gastou alto, como o atacante camaronês Samuel Eto'o[3].

Segurança e treinamento[editar | editar código-fonte]

Os jogadores do clube moram e treinam em Moscou e vão para Makhachkala apenas para jogar os jogos em casa no seu estádio, devido a razões de segurança, envolvendo voar 2.000 km, entre a capital do Daguestão e Moscou 15 vezes por temporada para os jogos locais. Os treinos normalmente acontecem nas instalações desportivas de Kratovo, nos arredores de Moscou.

Competições europeias[editar | editar código-fonte]

O vice-campeonato da Copa da Rússia de Futebol deu ao Anji o direito de participar na Copa da UEFA, já que o campeão Lokomotiv Moscou conquistou o segundo lugar no campeonato nacional, participando da Liga dos Campeões na próxima temporada.

Seu adversário na primeira rodada foi o Rangers. Em vez dos jogos de ida e volta, a UEFA decidiu que seria disputando apenas um jogo em campo neutro em Varsóvia, devido à situação instável na Chechênia e no Daguestão. O clube escocês venceu o jogo por 1 a 0 e entraram na fase seguinte.

A boa campanha geral no Campeonato Russo de 2011/2012, (terminou na 5º colocação), trouxe o Anji de volta a uma competição européia, a Liga Europa de 2012/13. Por esta competição, o Anji disputou a sua primeira partida por uma competição internacional dentro de seu país, no Saturn Stadium, em Ramenskoie, aonde a Equipe de Makhachkala saiu vencedora contra o Honvéd da Hungria com o placar de 1 a 0, gol de Jucilei. Por esta competição, o Anji ainda enfrentará a tradicional Udinese Calcio da Itália e o supercampeão Liverpool Football Club da Inglaterra.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Chegada de Samuel Eto'o ao Anji em setembro de 2011

Por não ter tanta tradição em sua história, o Anji não tem muitos ídolos. Atualmente, os torcedores costumam reverenciar jogadores que tiveram grandes passagens pelo clube.

Um dos principais é o russo Ibragim Gasanbekov, que comandou a equipe em suas primeiras campanhas no campeonato russo, além de ser o maior goleador da história do Anji com 156 gols e o terceiro que mais atuou com 236 jogos.

Outro que também o carinho da torcida é Ruslan Agalarov, jogador que mais atuou com 429 jogos e o terceiro maior goleador com 48 gols.

Samuel Eto'o e Roberto Carlos são jogadores conhecidos internacionalmente que também possuem o carinho da torcida.

Outros que também são queridos pela torcida são: Rasim Tagirbekov, Eldar Mamayev, Ilya Abayev, Shamil Lakhiyalov, Rasim Tagirbekov, etc.

Estádio[editar | editar código-fonte]

Dynamo Stadium, estádio do Anji

O Estádio Dynamo é um estádio multi-uso na cidade de Makhachkala, no Daguestão, na Rússia. O estádio tem capacidade para 20 000 espectadores, foi inaugurado em 31 de maio de 1927 e serve quase exclusivamente para a prática de futebol. No estádio jogam FC Anji Makhachkala (periódicamente) e o FC Dynamo Makhachkala, o outro time da cidade.

É usado apenas para competições caseiras como o Campeonato Russo e a Copa da Rússia. Para competições européias como Liga dos Campeões e Liga Europa, o Anji Arena não é utilizado. O Anji joga no Lokomotiv Stadium em Moscou, raramente também utiliza o Saturn Stadium em Ramenskoie.

A Arena Anji é um estádio de futebol em Kaspiysk, Daguestão, Rússia, e a casa do time russo da primeira liga Anji Makhachkala. O estádio foi construído no local do antigo Khazar Stadium. Foi inaugurado após a sua recondução em 17 de março de 2013 e tem capacidade para 30.000 espectadores.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 23 de novembro de 2020.

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido


Goleiros
N.º Jogador
1 Rússia Timur Magomedov
54 Rússia Adam Shikhanmatov
71 Rússia Aleksnadr Flitsov
Defensores
N.º Jogador Pos.
3 Rússia Mukhtar Khanmurzaev Z
4 Rússia Rustam Machilov Z
5 Rússia Alikadi Saidov Z
15 Rússia Radzhab Gusengadzhiev Z
43 Rússia Yusup Vagabov Z
2 Rússia Magomednabi Yagyaev Capitão LD
21 Rússia Shamil Abdurazakov LD
13 Rússia Dzhambulat Abdulkadyrov LE
77 Rússia Umar Magomedbekov LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
6 Rússia Magomednur Isaev V
16 Rússia Dzhamaludin Ipaev V
25 Rússia Oskar Isakov V
51 Rússia Abdurakhman Abdulaev V
88 Azerbaijão Shakhban Gaydarov V
99 Rússia Magomedrasul Gadzhimagomedov V
8 Rússia Mutaalim Magomedov M
9 Rússia Razhab Magomedov M
10 Rússia Chingiz Agabalaev M
17 Rússia Magomed Magomedov M
19 Rússia Salautdin Batyrbekov M
37 Rússia Islam Khalimbekov M
41 Rússia Akhmed Imailov M
93 Rússia Shikhamir Isaev M
Atacantes
N.º Jogador
7 Rússia Ruslan Kalaev
14 Rússia Sultan Isalov
22 Rússia Yusuf Aliev
33 Ucrânia Shamil Asildarov
70 Rússia Muslim Shikhbabaev
79 Rússia Aleksandr Prudnikov
Comissão técnica
Nome Pos.
Rússia Artur Sadirov T

Notáveis Jogadores[editar | editar código-fonte]

Capitães[editar | editar código-fonte]

Conquistas e registros[editar | editar código-fonte]

  • Maior artilheiro: Ibrahim Gasanbekov (156 gols em 236 jogos)
  • Maior vitória: Anji 9x0 Grozny - 1993.
  • O primeiro gol na Primeira Divisão - Kafar Kafarov (9 de abril de 1997).
  • O primeiro gol na Premier League - Predrag Randjelovich (8 de abril de 2000).
  • O primeiro hat-trick na Premier League - Predrag Randjelovich (8 de abril de 2000).
  • Lugar mais alto na Premier League : 4º Lugar (2000).
  • Finalista da Copa da Rússia : 2000/01.
  • O primeiro gol em competições europeias - Jucilei (19 de julho de 2012) pela Liga Europa.
  • Membro da fase de grupos da Liga Europa : 2012/2013
  • 72º lugar entre os principais clubes de futebol do mundo pela IFFHS (Outubro de 2012).
  • 141º lugar entre os principais clubes de futebol do mundo pela UEFA (Outubro de 2012).

Tradições[editar | editar código-fonte]

Cores[editar | editar código-fonte]

As cores do Anji, tradicionalmente são o verde e o branco. Apenas a partir da temporada 2010/11, que o amarelo foi introduzido, tanto no escudo quanto nos uniformes do clube. Nas últimas temporadas, o verde tem sido deixado de lado, e tem sido introduzida a cor roxa no uniforme do Anji.

Torcida[editar | editar código-fonte]

O Anji não tem uma das maiores da Rússia, mas tem a maior torcida do Daguestão. Para os jogos próximos á capital, a torcida do Anji não comparece em peso, mas para os jogos em Makhatchkala, a torcida costuma sempre lotar o Dynamo Stadium.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Primeira Divisão da Rússia:
(1999 e 2009)

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Vice-campeão Copa da Rússia
(2002)

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa verde, calção e meias verdes.
  • 2º - Camisa amarela, calção preto e meias amarelas.
  • 3º - Camisa branca, calção e meias brancas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2015-18
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2013-15
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2012-13
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Quarto
  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2009-10
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Diretoria do clube[editar | editar código-fonte]

Guus Hiddink, ex-treinador do Anji
  • ; Proprietário:
Suleiman Kerimov
  • ; Administradores:
Abdul Shurpayev
Rahmatullah Halimbekov
Marat Batyrov
  • ; Diretor
Roberto Carlos da Silva

Corpo Técnico[editar | editar código-fonte]

  • De acordo com o site oficial do clube [1]
Posição Nome
Treinador da equipe Rússia Gadji Gadjiyev
Treinador Montenegro Zeljko P.
Países Baixos Ton du Shatin
Rússia Andrey Gordeev
Rússia Arsen Akayev
Técnico sênior Rússia Oleg Vasilenko
Team Manager Rússia Akim Arzumanovich
Preparador físico Países Baixos Arno Philips
Países Baixos Cheema Oneke
Médico Rússia Khadjimurad Hizroev
Massagista Rússia Ibrahim Halipaev
Rússia Vadim Asriyan
Tradutor Rússia Gregory Tikhonov
Rússia Philip Borisov
Rússia Nikolai Botovski

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências