GP3 Series

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GP3 Series
GP3 Series
Categoria Monolugares
País ou região Internacional
Temporada inaugural 2010
Temporada final 2018
Pilotos 28
Equipes 7
Construtores Dallara
Fornecedores dos motores Mecachrome
Fornecedores dos pneus Pirelli
Último piloto campeão França Anthoine Hubert
Última equipe campeã França ART Grand Prix
Site oficial gp3series.com

A GP3 Series, ou, abreviando, GP3, foi uma categoria de monopostos, de promoção à GP2 Series, que teve início em 2010.[1] Inicialmente, estava previsto a fusão com o campeonato de International Fórmula Master.[1] Contudo, a GP3 Series usou inicialmente um novo chassis da Dallara e motores Renault.[2][3]

Esperava-se que o orçamento ronde os €600,000 por ano.[4]

Em 2019, a categoria se fundiu com o Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA para formar uma nova categoria, o Campeonato de Fórmula 3 da FIA.[5]

Carro da GP3 Series[editar | editar código-fonte]

Os carros da GP3 Series foram iguais para todos os participantes.

Chassis
Desenhado e construído pela Dallara, empresa que já produzia os chassis da GP2 Series e IndyCar Series, além dos carros da equipe Hispania Racing Team de Formula 1.[2][3]
Motor
desenvolvido inicialmente pela Renault e posteriormente pela Mecachrome.[2][3]
Caixa de velocidades
Caixa de velocidades sequencial longitudinal de 6 velocidades.[3]
Pneus
A italiana Pirelli foi a fornecedora de pneus da GP3 Series, enquanto sua concorrente Bridgestone, fornecia os pneus para a GP2 Series.[2][3]
Outras partes
A Brembo fabricou os freios, tal qual já acontecia na GP2 Series.[3]

Fim-de-semana de corrida[editar | editar código-fonte]

Um fim de semana de corrida contava com uma sessão de treinos de 30 minutos na sexta-feira e uma sessão de 30 minutos de classificação no sábado, seguido por duas corridas. A sessão de classificação determinava a ordem do grid para a corrida de sábado.

A segunda corrida acontecia no domingo e o grid era decidido pelo resultado de sábado com o top 8 sendo invertido, sendo assim, o piloto que obteve o oitavo lugar no sábado, largava na pole position e o vencedor saia da oitava posição.

A distância de cada corrida era decidida antes de cada evento, entretanto era obrigatório correr o número determinado de voltas dentro do tempo limite de 30 minutos. Não sendo completado o número de voltas, vencia quem recebesse a bandeirada ao final do tempo.[3]

Sistema de pontos[editar | editar código-fonte]

  • Pole Position para a corrida de Sábado: 2 pontos
Sistema de Pontuação para a Corrida 1
 1º   2º   3º   4º   5º   6º   7º   8º   9º   10º 
25 18 15 12 10 8 6 4 2 1
Sistema de pontos para a Corrida 2
 1º   2º   3º   4º   5º   6º   7º   8º 
15 12 10 8 6 4 2 1
  • Volta mais rápida: 2 pontos por corrida. Para registar a volta mais rápida, o piloto deveria completar pelo menos 90% das voltas da corrida e terminar dentro do Top 10.

Com este sistema de pontos, o maior número de pontos que alguém podia marcar durante o fim-de-semana era de 46, fazendo a pole position e vencendo as duas corrida com volta mais rápida em ambas.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

2010[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2010

A Temporada da GP3 Series de 2010 foi a temporada inaugural da categoria.

2011[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2011

2012[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2012

2013[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2013

2014[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2014

2015[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2015

2016[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2016

2017[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2017

2018[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporada da GP3 Series de 2018

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Segundo Terceiro Equipe Campeã
2010 México Esteban Gutiérrez (ART Grand Prix) Canadá Robert Wickens (Status Grand Prix) Suíça Nico Müller (Jenzer Motorsport) França ART Grand Prix
2011 Finlândia Valtteri Bottas (Lotus ART) Reino Unido James Calado (Lotus ART) Países Baixos Nigel Melker (RSC Mücke Motorsport) França Lotus ART
2012 Nova Zelândia Mitch Evans (MW Arden) Alemanha Daniel Abt (Lotus GP) Portugal António Félix da Costa (Carlin) França Lotus GP
2013 Rússia Daniil Kvyat (MW Arden) Argentina Facu Regalia (ART Grand Prix) Estados Unidos Conor Daly (ART Grand Prix) França ART Grand Prix
2014 Reino Unido Alex Lynn (Carlin) Reino Unido Dean Stoneman (Koiranen GP)* Alemanha Marvin Kirchhöfer (ART Grand Prix) Reino Unido Carlin
2015 França Esteban Ocon (ART Grand Prix) Itália Luca Ghiotto (Trident) Alemanha Marvin Kirchhöfer (ART Grand Prix) França ART Grand Prix
2016 Mónaco Charles Leclerc (ART Grand Prix) Tailândia Alexander Albon (ART Grand Prix) Itália Antonio Fuoco (Trident) França ART Grand Prix
2017 Reino Unido George Russell (ART Grand Prix) Reino Unido Jack Aitken (ART Grand Prix) Japão Nirei Fukuzumi (ART Grand Prix) França ART Grand Prix
2018 França Anthoine Hubert (ART Grand Prix) Rússia Nikita Mazepin (ART Grand Prix) Reino Unido Callum Ilott (ART Grand Prix) França ART Grand Prix

*Stoneman começou a temporada na equipe Marussia Manor Racing.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Elizalde, Pablo (3 de outubro de 2008). «GP2 organisers announce GP3 series». autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 1 de julho de 2009 
  2. a b c d Elizalde, Pablo (4 de maio de 2009). «Organisers reveal GP3 details». autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 1 de julho de 2009 
  3. a b c d e f g «New GP3 Series welcomes technical partners». GP2 Series. 4 de maio de 2009. Consultado em 1 de julho de 2009 
  4. «GP3 Series to use Turbocharged Renault engines». italiaracing.net. 19 de março de 2009. Consultado em 1 de julho de 2009. Arquivado do original em 5 de maio de 2009 
  5. Simmons, Marcus (22 de setembro de 2017). «FIA confirms new single-make Formula 3 category for 2019». autosport.com. Autosport. Consultado em 17 de janeiro de 2018