Valtteri Bottas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Valtteri Bottas
Valtteri Bottas em 2017
Informações pessoais
Nacionalidade finlandês
Nascimento 28 de agosto de 1989 (28 anos)
Nastola, Finlândia
Altura 1,73[1] m
Registros na Fórmula 1
Temporadas 2013
Equipes (Williams e Mercedes)
GPs disputados 108
Vitórias 3
Pódios 27
Pontos 838[2]
Pole positions 5
Voltas mais rápidas 6
Primeiro GP GP da Austrália de 2013
Primeira vitória GP da Rússia de 2017
Última vitória GP de Abu Dhabi de 2017
Último GP GP da Hungria de 2018

Valtteri Bottas (Nastola, 28 de agosto de 1989) é um automobilista finlandês que compete na Fórmula 1 pela equipe Mercedes.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como a maioria dos pilotos da F1, Bottas começou no kart. E foi atraído de uma forma inusitada. Segundo site da Williams, tinha 4 anos, quando ele e o pai passaram por um painel anunciando uma corrida de kart, em Lahti, na Finlândia. Só por curiosidade, o pai resolveu levá-lo ao kartodromo e eles passaram o dia todo vendo a corrida. “Eu fiquei completamente paralisado e meu pai disse que foi a primeira vez que viu tanto tempo sentado”, diz o piloto. Bottas insistiu com o pai para que comprasse um kart, mas ele só fez isso quando o menino já conseguia alcançar os pedais, aos cinco anos. E ai começou a carreira que o levou à Fórmula 1.

Aos seis anos, Bottas passou a competir oficialmente, sendo campeão finlandês da ICAJ, ICA e Fórmula A, integrando a seleção nacional durante sete anos. Em 2004, começou a trajetória internacional, ganhando corrida na Bélgica e o título europeu de qualificação da ICAJ e o Troféu Viking, da ACI em Hanstholm, na Dinamarca.

Em 2006, depois de ganhar o titulo mundial da série FA de kart, passou a correr em monopostos da Fórmula Renault. No ano seguinte, na Formula Renault 2.0, ganhou a competição de inverno do Reino Unido, com vitória em 3 das 4 finais que disputou.

Em 2008, ganhou a série europeia, com 5 vitórias, 7 poles, 10 pódios e 4 voltas mais rápidas, em 14 corridas. Ganhou também campeonato NEC da categoria, com 12 vitórias, 13 poles, 12 pódios e 12 voltas mais rápidas, igualmente em 14 corridas. Durante a temporada lhe foi oferecida uma vaga no programa de jovens pilotos da Renault, mas ele não aceitou, preferindo ficar livre para escolher uma equipe.

Em 2009, transferiu-se para a Formula 3, com a equipe ART, e foi 3º colocado na série europeia, com 2 poles positions e 6 segundos lugares, somando 62 pontos, e foi eleito o Calouro do Ano. Na Fórmula 3 Masters, em Zandvoort, foi o pole position e vencedor, com a volta mais rápida. Uma reportagem de site holandês diz que ele empolgou a multidão de 43 mil pessoas presentes ao autódromo. No GP de Macau, foi o 5º colocado.

Em 2010, Bottas voltou a ganhar a F3 Masters, sendo o primeiro piloto a conquistar o título pela segunda vez. Em 29 de janeiro foi anunciado como piloto reserva da Williams e, em maio, entrou pela primeira vez em um carro da F1, para testes de aerodinâmica na reta de Silverstone. Antes, ele só tinha feito experiência no simulador. Em outubro, a Williams anunciou que ele continuaria como piloto de testes no ano seguinte. No fim do ano, participou do GP de Macau, sendo o 3º colocado.

Bottas durante o Grande Prêmio da Malásia de 2013.
Bottas durante o pódio da sua primeira vitória no Grande Prêmio da Rússia de 2017.

Em 2011, Bottas passou para a GP3 e, depois de um mau início, venceu as últimas 4 corridas, assegurando o título na penúltima delas. Em três corridas em Donnington Park, na Inglaterra, ganhou o direito de participar do GP de Macau, em novembro. Foi 6º na primeira e ganhou a competição na segunda. No final do ano, também participou de testes para jovens pilotos em Abu Dhabi. Trilhou pela Fórmula Renault 2.0 Eurocup, Fórmula 3 Inglesa sendo campeão da GP3 Series em 2011.[3]

Formula 1[editar | editar código-fonte]

Ele tem Toto Wolff como seu empresário.

Williams[editar | editar código-fonte]

Após trabalhar como piloto de testes, para a temporada 2013 foi confirmado como um dos pilotos titulares da equipe Williams[4][5] substituindo Bruno Senna, que terminara a última temporada apenas na décima sexta posição.

Em 2014, Bottas conquistou o primeiro pódio na categoria ao terminar o Grande Prêmio da Áustria em terceiro lugar.[6] Após o Grande Prêmio da Itália equipe o confirmou para a temporada de 2015, juntamente com Felipe Massa.[7] Concluiu a temporada na quarta posição, a frente de seu companheiro de equipe brasileiro que concluiu a temporada na sétima posição.

Bottas não repetiu em 2015 a performance da temporada anterior, inclusive porque a sua equipe também não teve o mesmo rendimento de 2014. Em 2015, a equipe obteve 4 pódios, sendo dois de cada piloto. O finlandês, que terminou o campeonato em 5º lugar, com 136 pontos, mais uma vez na frente do companheiro Felipe Massa, que terminou em 6º lugar, com 121 pontos. Bottas fez o primeiro pódio no GP do Canadá e o segundo no GP do México.

Em 2016 uma temporada ainda mais discreta que as anteriores, terminando na oitava colocação geral com 85 pontos. Pela terceira vez seguida, terminou na frente do companheiro brasileiro que, neste ano, obteve apenas a décima primeira colocação geral com 53 pontos.

Mercedes-AMG Petronas[editar | editar código-fonte]

No dia 16 de janeiro de 2017, Valteri Bottas foi anunciado como novo piloto da Mercedes para temporada 2017 substituindo Nico Rosberg, campeão da temporada de 2016.[8] No dia 15 de abril, Bottas conquistou a primeira pole position da carreira no Grande Prêmio do Bahrein, terceira corrida da temporada.[9] Na etapa seguinte, no dia 30 de abril, o piloto finlandês alcançou a sua primeira vitória na carreira no Grande Prêmio da Rússia.[10][11] Bottas terminou o campeonato em terceiro, tendo três vitórias na temporada (Rússia, Áustria e Abu Dhabi).

Resultados[editar | editar código-fonte]

Legenda: (Corridas em negrito indicam pole position); (Corridas em itálico indicam volta mais rápida)

GP3 Series[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Classificação Pontos
2011 Lotus ART TUR
FEA

4
TUR
SPR

8
ESP
FEA

10
ESP
SPR

7
VAL
FEA

7
VAL
SPR

3
GBR
FEA

15
GBR
SPR

12
GER
FEA

3
GER
SPR

1
HUN
FEA

1
HUN
SPR

2
BEL
FEA

1
BEL
SPR

19
ITA
FEA

1
ITA
SPR

17
62

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe Chassi Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Classificação Pontos
2013 Williams F1 Team Williams FW35 Renault RS27-2013 2.4 V8 AUS
14
MAL
11
CHN
13
BHR
14
ESP
16
MON
12
CAN
14
GBR
12
ALE
16
HUN
Ret
BEL
15
ITA
15
CIN
13
COR
12
JAP
17
IND
16
EAU
15
EUA
8
BRA
Ret
17º 4
2014 Williams Martini Racing Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid 1.6 V6 AUS
5
MAL
8
BHR
8
CHN
7
ESP
5
MON
Ret
CAN
7
AUT
3
GBR
2
ALE
2
HUN
8
BEL
3
ITA
4
SIN
11
JAP
6
RUS
3
EUA
5
BRA
10
EAU
3
186
2015 Williams Martini Racing Williams FW37 Mercedes PU106B Hybrid V6 AUS
NL
MAL
5
CHN
6
BHR
4
ESP
4
MON
14
CAN
3
AUT
5
GBR
5
HUN
13
BEL
9
ITA
4
SIN
5
JAP
5
RUS
12†
EUA
Ret
MEX
3
BRA
5
EAU
13
136
2016 Williams Martini Racing Williams FW38 Mercedes PU106C Hybrid V6 AUS
8
BHR
9
CHN
10
RUS
4
ESP
5
MON
12
CAN
3
EUR
6
AUT
9
GBR
14
HUN
9
ALE
9
BEL
8
ITA
6
SIN
Ret
MAL
5
JAP
10
EUA
16
MEX
8
BRA
11
EAU
Ret
85
2017 Mercedes AMG Petronas Formula 1 Team Mercedes AMG F1 W08 EQ Power+ Mercedes-AMG F1 M08 EQ Power+ 1.6 V6 AUS
3
CHN
6
BHR
3
RUS
1
ESP
Ret
MON
4
CAN
2
AZE
2
AUT
1
GBR
2
HUN
3
BEL
5
ITA
2
SIN
3
MAL
5
JAP
4
EUA
5
MEX
2
BRA
2
EAU
1
305
2018* Mercedes AMG Petronas F1 Team Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1.6 V6 AUS
8
BHR
2
CHN
2
AZE
Ret
ESP
2
MON
5
CAN
2
FRA
7
AUT
Ret
GBR
4
ALE
2
HUN
BEL
ITA
SIN
RUS
JAP
EUA
MEX
BRA
EAU
122

* Temporada em andamento.

† Pilotos que não terminaram o Grande Prêmio mas foram classificados pois completaram 90% da corrida.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Valtteri Bottas